Eleições 2020

O perfil do vereador de Porto Alegre

Change Size Text
O perfil do vereador de Porto Alegre Câmara da Capital é formada por maioria masculina e com mais de 50 anos. Crédito: Débora Ercolani/CMPA

Conheça em detalhes quem são os ocupantes das 36 cadeiras na Câmara Municipal

Homem branco, 55 anos, com diploma universitário, vereador “profissional” e dono de um patrimônio médio de R$ 585 mil. Esse é o perfil que sintetiza o retrato atual da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. De 36 vereadores em exercício hoje na Capital, somente cinco são mulheres, ou seja, 14%. Um retrato distorcido do eleitorado porto-alegrense, composto por 55% de mulheres.

A disparidade segue na questão da raça. A população negra da Capital, que corresponde a 23% dos moradores, está sub-representada: há apenas um homem e uma mulher negros entre os membros do Legislativo, ou 6% das cadeiras.

Esses são alguns dados da composição atual da Câmara de Vereadores de Porto Alegre que você vai conferir entre hoje e amanhã, na estreia da parceria com Afonte Jornalismo de Dados para nossa cobertura especial de eleições.

Uma Câmara de homens

Apenas cinco mulheres integram a 17ª Legislatura de Porto Alegre, sendo que duas foram eleitas em 2016: Comandante Nádia (DEM) e Mônica Leal (PP). Cláudia Araújo (PSD), Karen Santos (PSOL) e Lourdes Sprenger (MDB) eram suplentes e assumiram o cargo no decorrer do mandato.

Negros são minoria

Dos 36 vereadores em exercício, apenas dois são negros. Cláudio Conceição, atualmente no PSL, mas que concorreu pelo DEM, e Karen Santos, do PSOL, saíram da última eleição como suplentes. Conceição assumiu o mandato em dezembro de 2018, após o falecimento de Tarciso Flecha Negra (PSD), também negro. Karen ocupou a vaga deixada por Fernanda Melchionna (PSOL) ao assumir a função de deputada federal, em 2019. Com 14.630 votos, Melchionna havia sido a candidata mais votada entre todos os concorrentes ao Legislativo da Capital em 2016.

De 31 a 80 anos

A média de idade atual dos vereadores porto-alegrenses é 55 anos, sendo 36% têm de 50 a 59 anos e 36% têm mais de 60 anos. Ou seja, 72% têm mais de 50 anos. Reginaldo Pujol (DEM) é o parlamentar mais velho, com 80 anos. A mais jovem é Karen Santos (PSOL), que tem 31 anos. 

Abastados
O patrimônio médio dos vereadores porto-alegrenses é de R$ 585 mil, sendo que sete vereadores ou 22% da 17ª Legislatura têm patrimônio superior a R$ 1 milhão. A jornalista Mônica Leal (PP) teve o maior patrimônio declarado na eleição passada. Conforme os registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os bens declarados pela então candidata progressista ultrapassam os R$ 2 milhões. É quase o mesmo valor dos bens declarados pela vereadora Comandante Nádia (eleita pelo MDB e atualmente no DEM), que somam cerca de R$ 1,9 milhão. O menor patrimônio declarado foi do também jornalista Cláudio Conceição (PSL, ex-DEM): R$ 11 mil, menos do que o salário mensal de vereador, R$ 18 mil. Não há patrimônio declarado no registro de candidatura da professora Karen Santos (PSOL), que está em seu primeiro mandato, e do advogado Márcio Bins Ely (PDT), em seu terceiro mandato.

Metade dos atuais parlamentares de Porto Alegre é natural da capital gaúcha. Apenas um vereador não nasceu no Rio Grande do Sul: Adeli Sell (PT) é natural de Palhoça (SC). Os demais vieram de diferentes cidades do interior.

Em parceria com Afonte Jornalismo de Dados, o Grupo Matinal apresentará dados da Câmara de Vereadores de Porto Alegre durante cobertura das Eleições 2020. Nesta semana, traçamos o perfil da atual legislatura. Leia aqui a segunda parte desta reportagem.

*Texto e gráficos produzidos com dados extraídos das Informações da Legislatura e perfil dos vereadores do site oficial da Câmara de Vereadores de Porto Alegre e do portal de divulgação de candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

RELACIONADAS

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito