Matinal News

Avanço da vacinação alivia hospitais, mas população deve manter medidas protetivas

Change Size Text
Avanço da vacinação alivia hospitais, mas população deve manter medidas protetivas

É perceptível. Enquanto a vacinação avança, o número de casos graves de Covid-19 cai. Ontem, Porto Alegre alcançou duas marcas simbólicas, ao se tornar a primeira capital a ter um terço de sua população vacinada com ao menos uma dose e ver o número de pacientes graves infectados com o coronavírus cair a um patamar inferior ao dos piores dias do primeiro pico da doença, um ano atrás.

Em pouco mais de seis meses de campanha de vacinação, cerca de 1,3 milhão de doses foram administradas em Porto Alegre. Hoje, três em cada quatro pessoas do público vacinável já receberam ao menos uma aplicação. E praticamente 45% desse recorte – que exclui crianças – já completou o ciclo vacinal. Com distribuição de novas doses prevista para amanhã, ainda nesta semana é possível que os imunizantes estejam disponíveis para quem tem menos de 30 anos.

Ao mesmo tempo que celebrada, a velocidade traz o risco do “clima de fim de pandemia” e o consequente descuido de medidas protetivas. Ainda não é o caso, segundo especialistas. Ontem, o boletim semanal da Fiocruz registrou a queda de óbitos mas leve aumento nos casos, ainda que esses tendam a ser mais leves. “A pandemia não chegou ao fim. Temos convivido com incidência de casos e número de óbitos ainda muito elevados, que não devem ser naturalizados”, frisa o documento.

Nos hospitais, quatro meses após o colapso da rede, a situação é outra. Pela primeira vez no ano, baixou de 200 o número de internações por conta da Covid em UTI – ontem estava em 185, o menor número desde julho de 2020. Mas com uma diferença, como observou o médico Fabiano Ramos a GZH: os pacientes hoje são mais jovens e ainda não vacinados.

O que mais você precisa saber

Proteção contra o frio – Em visita ao Gigantinho, o prefeito Sebastião Melo (MDB) garantiu que não faltará alimento e banho quente a quem se abrigar no ginásio, que começou a receber pessoas em vulnerabilidade ontem à noite, quando a temperatura já começava a baixar dos 8°C em Porto Alegre. O local vai abrigar até 100 pessoas em situação de rua até o final de semana e oferecerá três refeições diárias. Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Léo Voigt, a prioridade é a ocupação dos albergues e pousadas conveniadas, que ainda possuem vagas. A propósito para quem quiser ajudar: nesta lista você encontra todos os pontos de coleta de doações de alimentos e agasalhos disponibilizados pela prefeitura.

À espera de autorização estadual, Melo anuncia incentivos para o setor de eventos  – Com foco em recuperar uma das áreas mais atingidas pela pandemia, os eventos, o prefeito Sebastião Melo anunciou ontem medidas de incentivo. Uma delas diz respeito à diminuição do Imposto Sobre Serviços, que passará de 5% para 2%. A redução representa 60% para a cadeia produtiva, o que engloba as contratações derivadas do setor. A categoria ainda terá um desconto de 60% no montante de tributos destinados à cidade. A decisão significa a perda de 5,5 milhões de reais em arrecadação e a intenção é beneficiar 2 mil empresas. Em seu discurso, Melo afirmou que não é negacionista e que acredita que o setor de eventos é fundamental para a rotina da Capital. A retomada, segundo ele, deve ocorrer com responsabilidade. A prefeitura ainda aguarda o parecer do governo do RS sobre a retomada das atividades e diz confiar na autorização estadual para evitar conflitos. 

Planejado para 2022 no RS, quarto ano do Ensino Médio tem baixa adesão em SP – Com um currículo diferente, focado em disciplinas como inglês, português e matemática, o quarto ano do Ensino Médio está ainda no campo do planejamento do Rio Grande do Sul. A secretária da Educação no Estado, Raquel Teixeira, afirmou que haverá ainda aulas de Projeto de Vida e Projeto de Vida para o Mundo do Trabalho. Em São Paulo, o ano extra já é uma realidade, que lida hoje com baixa adesão. De quase 310 mil alunos, somente 1,7 mil estão inscritos. No começo do ano letivo, havia quase 5 mil, mas com o passar dos meses o número caiu. A ideia do quarto ano é servir como reforço para estudantes que tiveram prejuízos no aprendizado ao longo da pandemia. É possível escolher as matérias de interesse ou então repassar todas as disciplinas.

Vacina, sim!

Apesar do bom ritmo da campanha de forma geral em Porto Alegre, pelo quinto dia seguido, a vacinação segue para o público de 31 anos ou mais e adolescentes com comorbidades. Só que diante da escassez de doses, será necessário fazer agendamento para se imunizar hoje – e em menos locais do que o habitual. Saiba mais aqui.

Outros links:


Cultura

Brown love

Netflix/Divulgação

Eu Nunca… voltou em segunda temporada e já pulou pro primeiro lugar nas 10 mais entre as séries da Netflix no Brasil. Parte desse sucesso deve ter a ver com a quantidade de jovens entre os praticantes de Netflix por aqui. Eu Nunca… é sobre amor jovem, vida jovem e, como elemento importante e adicional, amor jovem étnico, no caso, de uma jovem americana de origem indiana e suas aventuras ao tentar viver a adolescência nos Estados UnidosLeia a resenha do escritor Marcelo Carneiro da Cunha sobre a série.

Agenda (🔒)

O projeto Poesia no LinghomenageiaCecília Meireles, às 16h, em bate-papo com a professora Ana Maria Lisboa de Mello.

Cinemateca Paulo Amorim retoma debates e sessões presenciais exibindo, às 18h30, Música para Quando as Luzes Se Apagam, de Ismael Caneppele, com debate sobre o filme no ciclo de conversas “O que é o cinema gaúcho?”.

A cantora Glau Barros conversa com as cantoras Daniela Brizolara e Dena Vargas (Dani & Dena), em live do projeto Sambaobá – A Raiz Feminina do Samba, às 20h.

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


Você viu?

De pequenos negócios a grandes marcas, empresas no mundo todo estão estimulando a vacinação contra a Covid-19. E a moda chegou por aqui. Quem já tomou a primeira dose da vacina pode celebrar o feito com um chope por conta da casa em um bar da Cidade Baixa. No mesmo bairro, tem estúdio de tatuagem oferecendo 10% de desconto para quem já tomou a dose 1 e 20% para quem está com o esquema de imunização completo. Além das iniciativas locais, tem pizza cortesia da Domino’s para quem já recebeu a segunda aplicação. Responsabilidade social ou mera estratégia para atrair clientes, a causa é justa. Um novo estudo, divulgado ontem pelo governo italiano, mostrou que quase 99% das mortes por Covid-19 no país entre fevereiro e julho foram de pessoas que não tinham se vacinado ou completado o ciclo vacinal. Portanto, se já chegou a sua hora, não perca mais tempo: vacine-se.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.