Matinal News

Câmara aprova projeto que proíbe linguagem neutra em escolas de Porto Alegre

Change Size Text
Câmara aprova projeto que proíbe linguagem neutra em escolas de Porto Alegre

A Câmara de Porto Alegre aprovou ontem, por 20 votos a 11, o projeto que proíbe a utilização de linguagem neutra nas escolas municipais. A proposta defende que a linguagem não binária “traz graves dificuldades ao processo de alfabetização, já que a noção de concordância fica prejudicada”, além de classificar sua utilização como “delírio ideológico”.

O texto é assinado pelos vereadores Jessé Sangalli (Cidadania), Fernanda Barth (PSC), Comandante Nádia (PP), Psicóloga Tanise Sabino (PTB) Alexandre Bobadra (PL), Ramiro Rosário (PSDB) e Hamilton Sossmeier (PTB). Para vigorar, o projeto precisará da sanção do prefeito Sebastião Melo (MDB), de quem os parlamentares integram a base.

Na tribuna, Nádia comparou a linguagem neutra à gíria: “É uma pseudoinclusão que estão tentando fazer, com substantivos inexistentes, com pronomes falsos, com regras estapafúrdias que não dizem respeito à língua portuguesa”. Vereadora da oposição, Bruna Rodrigues (PCdoB) lamentou o fato: “Algo que parece muito com uma cortina de fumaça para deslegitimar as reais lutas que o município precisa levantar em relação à educação, como as mais de 5 mil vagas de creche que faltam para atender nossas crianças”, comentou no Twitter.

Utilizada de maneira a tornar o idioma mais inclusivo a pessoas transexuais, travestis, não-binárias ou intersexuais, a linguagem neutra foi alvo de ataque recente do Governo Federal, que publicou portaria vetando sua utilização em projetos bancados pela Lei Rouanet em 2021. A Justiça derrubou a medida no fim de março.

Proposta para Plano Diretor deve chegar à Câmara em agosto de 2023 

A Prefeitura retomou os trabalhos de revisão do Plano Diretor nesta terça-feira, passado o imbróglio no qual a UFRGS foi excluída do processo. Segundo a coordenadora técnica da revisão, Patrícia Tschoepke, o objetivo é enviar a proposta de projeto de lei à Câmara até agosto do ano que vem. Os grupos de trabalho passam a se reunir periodicamente a partir deste mês. O Plano Diretor deve ser revisado a cada dez anos, no entanto os trabalhos foram atrasados pela pandemia. A última revisão foi em 2010. Apesar disso, a gestão Melo aprovou na Câmara projeto que cria diretrizes específicas para o Centro, além de trabalhar em proposta semelhante para a área do 4º Distrito, em medidas que foram criticadas por arquitetos.  

No South Summit, Melo decreta o fim do uso do papel em seu gabinete

A Prefeitura de Porto Alegre vai abandonar o uso do papel. É o que revelou o prefeito Sebastião Melo (MDB) no primeiro dia do South Summit. “Você fala de cidade inovadora e não faz o seu dever de casa”, disse ele, que incorporou a assinatura digital em seu gabinete. A partir de agora, para estimular o processo, o Executivo não irá adquirir mais impressoras, segundo ele, destacando que a medida será gradual: “É uma questão de adaptação”. Aberto oficialmente ontem, o South Summit reuniu cerca de 12 mil pessoas em seu primeiro dia. Nesta quinta-feira, a relação entre tecnologia e setor público e inovações em saúde e agronegócio estarão em pauta na programação.

Dossiê do Cpers mostra escolas com risco de desabamento e sem energia elétrica há dois anos 

 Um dossiê, elaborado pelo Cpers após a sua “Caravana da Verdade”, foi lançado ontem pela entidade. O documento indicou que dez das 430 escolas visitadas possuem problemas estruturais graves. Uma dessas instituições é a Félix da Cunha, de Pelotas, que estaria precisando de reformas há pelo menos uma década. Situação semelhante foi encontrada em Porto Alegre, na Dr. José Carlos Ferreira. Ali, segundo um documento, parte do prédio do colégio está sob risco de desabamento, sendo que ainda há infiltrações nas paredes. Na Fronteira Oeste, em Uruguaiana, a escola Hermeto José Pinto Bermudez não tem energia elétrica há dois anos. A mobilização de professores e dirigentes do Cpers percorreu 160 municípios do Rio Grande do Sul entre os dias 22 de fevereiro e 25 de março.

Outros links:

  • A aplicação da 2ª dose de reforço contra a covid-19 para idosos acima de 70 anos foi autorizada pelo governo do RS. A imunização, que começará hoje em Porto Alegre, deverá respeitar o intervalo de quatro meses desde a última dose.
  • E por falar em vacina contra a covid-19, dados da Secretaria Estadual da Saúde mostraram que quase 3 milhões de gaúchos estão com a dose de reforço atrasada. Isso representa um aumento de 400 mil pessoas em relação a fevereiro.
  • Em quatro dias deste mês, já choveu na Capital mais da metade da média histórica de maio para a cidade, segundo a MetSul Meteorologia.
  • A realização do carnaval de rua em Porto Alegre será discutida pela Prefeitura e pelos blocos na próxima semana. Inicialmente, a festa foi marcada para o mês de novembro.
  • “O simpático Sebastião Melo, que se converteu ao bolsonarismo para chegar ao poder, abraçou um modelo neoliberal de gestão e tem pressa em aplicá-lo na íntegra”, observa Juremir Machado em sua coluna de hoje, na qual comenta a possibilidade de cercar parques.
  • Agricultores ocuparam as dependências da Secretaria da Fazenda, em Porto Alegre. A manifestação no Centro da cidade cobrou auxílio aos trabalhadores do campo que foram afetados pela seca no RS.
  • Pesquisa da Fecomércio indicou que 96,5% das famílias gaúchas têm algum crédito contratado, o que não indica necessariamente inadimplência. É o maior índice da série histórica, iniciada em 2010.
  • Com voto favorável dos três gaúchos, o Senado aprovou o PL que autoriza a passagem de linhas de transmissão de energia em terras indígenas. O texto seguiu para a Câmara dos Deputados. 

Cultura

Agenda (🔒)

O longa De Olhos Abertos, de Charlotte Dafol, sobre o jornal Boca de Rua, estreia hoje em diversas plataformas de streaming. Relembre a entrevista com Dafol.

Casa de Cultura Mario Quintana recebe hoje e sexta (15h) e sábado e domingo (16h) o espetáculo de teatro de bonecos Grimm para os Pequenos.

Às 19h30, no projeto Audições Comentadas de Música Erudita, do Instituto Ling, os pianistas Olinda Allessandrini e Tiago Halewicz apresentam a música de concerto das Américas.

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


Você viu?

Composta por 60 obras de 40 fotógrafos, entre profissionais e amadores, a exposição “Cidade Feita de Rio” reuniu imagens com diferentes perspectivas do Guaíba, em Porto Alegre. A iniciativa cultural começou ainda em 2019, com a ideia de selecionar fotografias que tivessem o Guaíba como protagonista. O trabalho resultou na publicação de um livro e na exposição, que pode ser visitada na Câmara Municipal até 3 de junho.

;
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.