Matinal News

Coronavírus já teve contato com cerca de 2 milhões no RS

Change Size Text
Coronavírus já teve contato com cerca de 2 milhões no RS

A 10ª fase da pesquisa Epicovid-19 mostrou que 18,1% da população do RS tem anticorpos contra o coronavírus. A porcentagem equivale a cerca de 2 milhões de pessoas que já foram contaminadas pela Covid-19. A notícia é positiva, no entanto, ainda não é o suficiente para que o cenário diante da pandemia seja mais tranquilo. Segundo o coordenador da pesquisa, Pedro Hallal, a imunidade coletiva ainda está longe de ser alcançada no Estado. Ele relatou que a proteção nas pessoas pode se dar não apenas pelo contágio, mas também pela vacinação, responsável por auxiliar o organismo a criar a defesa contra o vírus. A amostra do estudo abrange 31% da população gaúcha e, ao todo, foram validados mais de 4,4 mil testes aplicados. Hallal reiterou que as principais armas para evitar a infecção são, além da imunização, o já repetido distanciamento social. 

Retomada das aulas tem pouca adesão, e reação de servidores – As escolas municipais de Porto Alegre retomaram as aulas presenciais, mas a volta teve pouca adesão. Além disso, das 98 instituições, 13 relataram que ainda têm algo a ser aprontado para o recebimento de alunos e cinco informaram que não têm condições de atender. O retorno tímido já era algo esperado, segundo a Secretária Municipal de Educação. Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, a secretária estadual, Raquel Teixeira, reiterou que a volta das aulas na rede pública do Estado não deve ocorrer com classes cheias. Ela comentou que a recomendação é para que os pais não encaminhem para as escolas quem estiver desempenhando bem no ensino remoto. A ideia é atender os alunos com mais dificuldades e aqueles que têm pais que precisam trabalhar e não podem ficar em casa sozinhos. Por outro lado, servidores começam a articular reação ao retorno sem vacinação. Ontem, os municipários de Porto Alegre decretaram estado de greve e uma paralisação poderá ser confirmada na próxima segunda-feira. No mesmo dia, o Cpers fará a sua assembleia na qual pode indicar um movimento no mesmo sentido.

Melo vai comprar vagas na rede privada e deixar de construir creches – Ontem, no primeiro dia após a liberação do governo do Estado para o retorno às aulas presenciais, o prefeito Sebastião Melo (MDB) afirmou que, em vez de construir novas creches, pretende comprar mais vagas em instituições privadas ou comunitárias (🔒), informa a colunista Rosane de Oliveira. O edital com o primeiro lote de vagas será publicado nos próximos dias. “A compra de vagas é uma forma mais rápida e eficiente de atender à população”, disse Melo. Hoje a Prefeitura já tem convênio com 209 creches. 

Ensino domiciliar avança na Assembleia Legislativa – Já pode ser votado pelos deputados estaduais o PL 170/2019, de autoria do deputado Fábio Ostermann (Novo) e que autoriza o ensino domiciliar em todo o RS. Com apenas uma página, o documento a ser apreciado na Assembleia não traz muitos detalhes a respeito da implementação da prática ou de como ele será fiscalizado pelo poder público. Cabe ressaltar que a educação domiciliar em nada se assemelha ao ensino remoto, que tornou-se popular em virtude da pandemia de Covid-19. Nele, os pais ou responsáveis tornam-se inteiramente responsáveis pelo processo de aprendizagem dos filhos, sem auxílio de uma escola ou de profissionais capacitados. Embora conte com o apoio indireto do governo federal, por intermédio dos ministérios da Educação e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o também chamado homeschooling é criticado pelos sindicatos dos professores dos ensinos público e privado do Rio Grande do Sul.

Vacina, sim!

Porto Alegre abre mais um grupo de vacinação contra a Covid-19 hoje: o das comorbidades. Neste primeiro momento, portadores de Síndrome de Down, gestantes e puérperas com comorbidades, portadores de deficiência cadastrado no BPC entre 54 e 59 anos e portadores de HIV com a mesma idade podem se dirigir a 32 unidades de saúde para a aplicação. A vacinação segue também a idosos com mais de 60 anos. A vacinação com a segunda dose para quem já tomou a Coronavac ainda está suspensa.

Outros links:

  • Um ação de combate à fome vai destinar 40 toneladas de alimentos às famílias em situação de vulnerabilidade social da Capital. Os produtos doados originam-se de assentamentos e cooperativas gaúchas do MST.
  • O Governo do Estado quita hoje a folha salarial dos servidores. Também garantiu o pagamento em dia no mês de junho.
  • O setor de eventos voltou a carga para reivindicar uma retomada das atividades junto ao Governo do Estado.
  • ataque hacker sofrido pelo TJ-RS adiou retorno do expediente externo e suspendeu prazos processuais por tempo indeterminado. A corte desconfia que o ataque tenha partido do Exterior.
  • Porto Alegre vai ignorar o feriado amanhã e irá manter o ritmo habitual neste Dia do Trabalhador.
  • O Lixo Zero Porto Alegre prevê mais de 10 ações na Semana da Compostagem. A programação pode ser acompanhada no perfil do Instagram da iniciativa a partir de hoje.
  • A Intervenção artística não autorizada no centro da Capital é do artista Luciano Moucks, conhecido pelo personagem Super Tinga.

Cultura

Da câmera escura ao vídeo no FestFoto POA

“Nenhum Dia Será Igual ao Outro”. Foto: Igor Cavalcante

Após sete dias de painéis discutindo temas como a pandemia na América Latina, processos criativos compartilhados e a fotografia modernista brasileira, o Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre segue com suas videoexposições online. Na News do Roger enviada ontem aos assinantes premium – e ao longo das próximas três edições –, o repórter Ricardo Romanoff apresenta alguns dos trabalhos que compõem a mostra e reflexões de seus autores. Na primeira matéria, destaque para as produções de Bruno AlencastroIgor MouraHelena Giestas e Madame Pagu, que exploram suportes da fotografia e suas interfaces com outras linguagens artísticas.

Agenda (🔒)

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Hoje
Sarau Voador, de Deborah Finocchiaro e Roger Lerina, estreia novo formato, recapitulando 34 encontros que reuniram mais de 150 artistas,  às 20h, na radioweb Estação Democracia.

Sábado (1º/5)
Às 14h, a Fundação Iberê inaugura cinco exposiçõesO Gesto Crispado, de Arnaldo de MeloO Fabuloso Universode Tomo Koizumi, do designer japonês que intitula a mostra; Modelar no Tempo: Iberê e a Moda, de Iberê Camargo; e Um Rio que Passa e Homenagem a Gelson Radaelli, ambas de Eduardo Haesbaert – que em janeiro antecipou ao Matinal o que estava preparando para apresentar no Iberê.

Às 20h, a Trupi di Trapu estreia a montagem de teatro de bonecos para adultos Páginas Amarelas: A Vida e Obra de Carolina de Jesus, dirigida por Leandro Silva. Antes, às 19h10, o elenco da produção realiza uma live com a secretária de Cultura do RS, Beatriz Araujo.

E mais.


Você viu?

Foto: Maria Emília Portella/SMDS PMPA

O projeto Marcas da Memória, que denuncia os crimes cometidos pela Ditadura Militar na Capital, recolocou, na tarde de ontem, a placa que sinaliza o local onde funcionou o antigo Dopinho. Fixada pela primeira vez em 2015, a placa foi coberta por cimento, e pôde ser restaurada após um acordo entre o Ministério Público e a proprietária do imóvel. O projeto, parceria entre o Executivo Municipal e o Movimento de Justiça e Direitos Humanos, assinala a paisagem urbana e evidencia os locais onde aconteceram graves violações aos direitos humanos. Outras oito placas estão espalhadas em toda Porto Alegre.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.