Matinal News

Decreto proíbe o comércio de bebidas alcoólicas no Moinhos

Change Size Text
Decreto proíbe o comércio de bebidas alcoólicas no Moinhos
No que virou um ato político, o prefeito Sebastião Melo (MDB) assinou um decreto proibindo a comercialização de bebidas nas ruas da região durante a madrugada. A norma abrange bares, cafés, lancherias e restaurantes e veda o serviço entre meia-noite e 7h. A atividade de ambulantes também foi vedada, sendo permitida apenas para eventos específicos ou em pontos autorizados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo – aqui um resumo do que muda. Conforme Melo, a medida foi determinada para evitar a existência de um “rastro de sujeira” no bairro e no Parcão. “O que está havendo hoje é bagunça, bebedeira, brigas e afronta à polícia. E quando afronta a polícia, afronta o prefeito também. Vamos botar ordem na casa”, disse Melo à jornalista Mauren Xavier, do Correio do Povo. A Cidade Baixa deve ter uma medida semelhante em breve. Teto de gastos gera ruído entre Piratini e outros poderes – O projeto do Governo do Estado que estabelece um teto de gastos – que é a última exigência da União para a adesão do RS ao Regime de Recuperação Fiscal – não foi bem recebido em outros poderes. Do Tribunal de Justiça veio o alerta que a matéria, da forma que está, compromete o acordo de contingenciamento feito em razão da pandemia. O texto não levou em consideração a redução feita para viabilizar recursos à Saúde no combate à covid-19. Na ocasião, poderes e órgãos autônomos incrementaram um orçamento suplementar à Saúde no pior momento da crise sanitária no Estado. O projeto, que tramita em regime de urgência, passa a trancar a pauta do Legislativo a partir do próximo dia 30. Feminicídios aumentam 24% no RS nos primeiros dez meses de 2021 na comparação com 2020 – Ainda que tenha apresentado queda em outubro nos indicadores da Segurança Pública, o feminicídio ainda segue desafiando as autoridades no Rio Grande do Sul. Houve redução de 40% nos casos no décimo mês do ano, mas o panorama muda na comparação dos primeiros dez meses de 2021 com o mesmo período de 2020. Neste quadro, os assassinatos envolvendo mulheres por sua condição de gênero aumentaram 24%. O Estado contabilizou 83 mortes, enquanto 67 foram registradas no ano anterior. Outros crimes de violência contra a mulher tiveram retração, como ameaças (-5,1%), lesões corporais (-6,8%), estupros (-1,1%) e tentativas de feminicídio (-19,5%). A denúncia continua sendo uma arma importante para coibir estes crimes e pode ser feita pelo Disque Denúncia 181 e pelo Denúncia Digital 181, no site da SSP. O Whatsapp da Polícia Civil (51–98444-0606) é outro caminho e fica disponível para mensagens durante 24 horas.Outros links: Porto Alegre ampliou a aplicação da dose de reforço contra a covid-19 para profissionais que atuam em estabelecimentos de saúde. As imunizações começarão a ser realizadas a partir de hoje.Um projeto de lei que autoriza moradores a fechar ruas ao trânsito para atividades de lazer aguarda a sanção do prefeito de Porto Alegre. A proposta, que tramitava há cinco anos, foi aprovada na Câmara.A Prefeitura assina hoje a autorização e ordem de início das obras de prolongamento da Anita Garibaldi, que têm previsão de conclusão em […]

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito