Matinal News

Estudo de três universidades do RS comprova eficácia de uso de máscaras e distanciamento social

Change Size Text
Estudo de três universidades do RS comprova eficácia de uso de máscaras e distanciamento social

Distanciamento social e uso correto de máscara. Esses são dois dos métodos eficazes contra a disseminação da Covid-19, segundo um estudo produzido por pesquisadores da UFRGS, UFPel, UFCSPA e da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre. A pesquisa foi elaborada a partir de uma lista cedida pela secretaria com mais de 3,4 mil pacientes da Capital que testaram positivo para a doença entre abril e junho de 2020. Deste grupo, 247 pessoas foram selecionadas para responder a um questionário sobre o uso de máscara, grau de adesão do distanciamento social e a rotina de atividades fora de casa. A conclusão dos pesquisadores foi que o uso de proteção facial reduz em 87% a chance de infecção. Além disso, o estudo indicou que aqueles que realizam o distanciamento, de forma moderada a intensa, têm entre 59% e 75% menos chances de contrair o vírus. O artigo está em fase preprint e precisa de avaliação de outros pesquisadores antes de ser publicado, mas já é considerado um estudo confiável. Em paralelo, especialistas ouvidos por GZH corroboram que o distanciamento social, causado pela bandeira preta a partir do fim de fevereiro, foi determinante para reduzir os casos e, posteriormente, as mortes por Covid-19 no RS.

Vacinação de servidores da educação começaria por professores da Educação Infantil – Solicitada ao STF, a vacinação de professores e outros servidores da educação foi debatida no gabinete de crise do governo do Rio Grande do Sul. A gestão de Eduardo Leite já teria inclusive o primeiro público a ser atendido dentro da categoria: os docentes da Educação infantil (🔒), em ordem decrescente de idade. A ideia também não é interromper a imunização de pessoas com comorbidades, grupo que é o próximo da lista depois de findada a aplicação em idosos com mais de 60 anos. O Estado teria cerca de 200 mil trabalhadores na educação, incluindo aqueles que atuam nas redes pública e privada. O Piratini ainda depende da autorização do Supremo. 

RS investiu menos de 20 reais em EPIs por aluno da rede pública – Aliás, apesar da bandeira preta, o retorno das aulas presenciais segue na mira do governo do Estado. O jornal Sul21 fez uma série de questionamentos ao Piratini acerca do tamanho do investimento para que se crie condições para o retorno. Em resposta à redação do jornal Sul21, o Governo do Estado informou que adquiriu e entregou cerca de 15 milhões de reais em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e materiais de higienização para as 2,4 mil escolas da rede pública estadual. Dividido, o total dá, em média, aproximadamente 6 mil reais por escola e, considerando que há 790 mil alunos matriculados, o gasto em EPIs seria de algo como 19 reais por aluno. A reportagem apurou, também, que investimentos em obras caíram de 2019 para 2020 e, se mantiver o ritmo, a tendência de queda deve se manter em 2021.

Melo espera definição do reajuste da tarifa dos ônibus para o final de abril – O acordo que manteve o valor da passagem de ônibus em Porto Alegre está perto do fim e o prefeito Sebastião Melo (MDB) entende que o reajuste será fundamental para fazer frente à falta de recursos da administração municipal. Melo acredita que a decisão sobre a tarifa será tomada até o final de abril porque a gestão não tem mais dinheiro para colocar. O aumento projetado pelas empresas é de 14% na tarifa técnica a partir de maio. Dessa forma, a passagem passaria a custar 5,20 reais. Conforme a Associação dos Transportadores de Passageiros, o preço técnico pode não ser o valor que será cobrado dos usuários. A definição do preço virá do Executivo, que depois será avaliado pelo Conselho Municipal de Transporte Urbano (Comtu).

Museu de Porto Alegre em apuros – O Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo completou ontem 100 dias sem uma direção instituída. O cargo está vago desde que a historiadora Letícia Bauer saiu para dirigir o Memorial do Rio Grande do Sul, em 5 de janeiro. Esta, no entanto, não é a única dificuldade enfrentada pela casa, que vem sofrendo com furtos e atos de vandalismo. Apenas em 2021, foram quatro boletins de ocorrência registrados na Polícia – o último deles no domingo passado. O local, que fica em um casarão histórico construído em 1855 onde hoje é a Cidade Baixa, tem em seu acervo cerca de 9 mil fotografias, além de coleção arqueológica, dentre outros itens.

Vacina, sim!

Porto Alegre segue vacinando idosos a partir de 61 anos hoje além de aplicar a segunda dose em quem iniciou o processo de imunização há três semanas. A aplicação das doses ocorre em 30 unidades de saúde e nos postos de drive-thru no BIG Sertório, no BarraShopping e no estacionamento da PUCRS. 

Outros links:


Deus me livre do livro

Claudia Tajes especula as razões por trás da aversão à educação e à cultura ostentada por mentes que, em vez de ler e aprender algo que preste, estão por aí tendo ideias como taxar livros “porque pobre não lê”.

“Mas é provável que nada, nada tenha traumatizado mais que Machado de Assis. Se você ouve muita gente boa dizendo que sofreu com o velho Machado na escola, imagine o efeito Brás Cubas em uma futura cabeça miliciana. Ou em uma futura cabeça de economista liberal goiaba. Ou em cabeças criadas a salmos e versículos. Vade retro, livro.”

Leia a crônica completa aqui.


Cultura

Romulo Fróes revisita trajetória em “Agora É Minha Voz”

Romulo Fróes. Reprodução: YouTube

Desde março, o cantor e compositor paulista Romulo Fróes apresenta a série de vídeos Agora É Minha Voz, em que toca seis de seus álbuns na íntegra. Contemplado pela Lei Aldir Blanc, o projeto percorre diferentes locais da cidade de São Paulo nos quais o músico revisita sua trajetória, conta bastidores das gravações de cada produção e reflete sobre seu processo criativo. Leia a conversa de Fróes com o repórter Ricardo Romanoff.

Agenda (🔒)

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

FestiPoa Literária divulgou a programação de sua 13ª edição, que será totalmente online, de 13 a 17 de maio. Além dos homenageados Ana Maria Gonçalves Sérgio Vaz, autores e artistas como Angélica Freitas, Antônio Pitanga, Conceição Evaristo, Criolo, Itamar Vieira Júnior, Jeferson Tenório, Letrux, Luedji Luna, Paulo Lins, Ricardo Aleixo e Teresa Cristina já estão confirmados no evento.

A série documental Nação Preta do Sul estreia hoje, apresentando a presença da cultura negra no Rio Grande do Sul.

De hoje a 25 de abril o festival POA in Drag apresenta o universo das drag queens com debates e performances online. Com mediação de Cassandra Calabouço, às 20h, Everton Barreto, Gloria Crystal, João Carlos Castanha e Lauro Ramalho conversam sobre o tema Do transformismo à arte drag, com performances de Ester Diamonds, Leona Brilha, Lolita Boom Boom e Suzzy B

E mais.

Receba a agenda completa


Você viu?

Um dado recente do IBGE indicou que 8,5 milhões de mulheres deixaram a força de trabalho no terceiro trimestre de 2020. O levantamento motivou um grupo feminino de cientistas a criar uma rede que busca a implementação de políticas públicas em meio à pandemia do coronavírus. Em uma carta de intenções, a Rede Brasileira de Mulheres Cientistas chama a atenção para esta queda acentuada da participação feminina no mercado e também para o aumento de relatos de violência sofridas. Mais de 30 mulheres que hoje atuam na UFRGS assinaram o documento que chama o Estado brasileiro a cumprir o papel de apoiar mulheres e meninas durante a crise humanitária.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.