Matinal News

Leite decreta bandeira preta em todo o RS e suspende cogestão

Change Size Text
Leite decreta bandeira preta em todo o RS e suspende cogestão Cesar lopes/PMPA

Leite decreta bandeira preta em todo o RS e suspende cogestão
 

Em decisão inédita, o governador Eduardo Leite (PSDB) determinou ontem que todo o território gaúcho entrará em bandeira preta a partir de sábado. Depois de ter cedido mais uma vez à pressão de prefeitos que queriam a cogestão, o tucano voltou atrás e suspendeu o modelo. Isso significa que os municípios deverão respeitar as regras do nível mais alto de contágio do coronavírus sob pena de responsabilização judicial.

As novas medidas passam a valer no sábado, e não na terça-feira, como vinha ocorrendo a cada nova rodada do modelo de distanciamento controlado. Ficam proibidos de operar o comércio não essencial, na rua ou em shoppings, academias, clubes sociais, teatros, cinemas entre outros (veja a lista de restrições). Restaurantes podem funcionar apenas com telentrega e pague e leve. 

Publicidade
Publicidade

Segue em vigor a proibição recente de atividades não essenciais entre 20h e 5h em todo o Estado. Leite acredita que uma semana seja o suficiente para frear o alto índice de transmissão do vírus. Entre as permissões, estão as aulas presenciais para a educação infantil e 1º e 2º anos do Fundamental, questionadas por especialistas e pelo CPERS

Com a decisão de ontem, os gaúchos passam a viver a última e mais crítica etapa do plano estadual de enfrentamento ao coronavírus. O que significa que os hospitais devem usar toda sua estrutura para pacientes com Covid – com exceção das cirurgias de urgência. A secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, destacou a situação alarmante do sistema de saúde do RS, que já tem mais de 90% da ocupação de leitos UTI, e projetou chegar a 15 mil mortes em 15 de março caso medidas urgentes não fossem tomadas – hoje o Estado já contabiliza 12.029 vidas perdidas para a Covid. A titular da pasta também chamou a atenção para o crescimento na proporção de óbitos entre pacientes infectados em tratamento intensivo: ao longo deste mês, 75% desses doentes morreram.

10% dos gaúchos já foram contaminados – Nova etapa da pesquisa da UFPel indica que 1 a cada 10 gaúchos já tiveram contato com o coronavírus. Para se ter uma ideia do avanço da doença, na etapa anterior, em setembro, o índice era de 1 a cada 72 pessoas.


O que mais você precisa saber

Na contramão da ciência, Melo reafirma posição contrária à do Governo do Estado – No Paço Municipal, a decisão de Leite foi acatada a contragosto. O prefeito Sebastião Melo (MDB) garantiu que vai fazer cumprir as regras estaduais, mas reforçou sua posição contrária. O emedebista insiste em priorizar alternativas que vão na contramão das evidências científicas para conter efetivamente o avanço do vírus, como fechar espaços ao ar livre. O discurso negacionista tem eco no vice-prefeito Ricardo Gomes (DEM), que afirmou, no Twitter, não haver evidências que demonstrem que as atividades comerciais são a causa das contaminações. A mensagem foi respondida por especialistas com uma série de artigos que comprovam a desaceleração da transmissão após restrições no setor. Vale lembrar que, pouco tempo atrás, a mesma gestão que agora clama por evidência científica para fechar o comércio ignorava a ciência ao oferecer o ineficaz “tratamento precoce” nas farmácias de Porto Alegre. Entre empresários da Capital, há compreensão(🔒) da gravidade da situação, e até quem não defenda mais que saúde e economia têm de andar juntas. Mas o discurso de Melo segue focado na economia. Em live na tarde de ontem, antes das decisões estaduais, o prefeito anunciou ações para brecar o coronavírus, como a proibição de passageiros em pé nos ônibus. Também sugeriu ao governador ampliar o horário dos supermercados para depois das 20h. E disparou, num aparente ato falho: “Não vá aos espaços públicos, não é o momento disso. Dê a sua contribuição, contribua com a sua família, com a sua cidade, com a sua vida para que a gente salve a economia do município de Porto Alegre”.

Justiça suspende aulas na rede municipal e surpreende escolas – Ontem, dia em que a rede municipal de Porto Alegre retornaria, a Justiça suspendeu a volta das aulas presenciais. A decisão da juíza Rada Maria Zaman, que atua na 1ª Vara da Fazenda Pública, é válida enquanto vigorar a bandeira preta na Capital. Ao embasar a sua determinação, a magistrada citou a situação dos leitos de UTI no Rio Grande do Sul e o risco à saúde de alunos, professores e funcionários que trabalham nas escolas. A Secretaria Municipal da Educação informou que acatará a decisão da Justiça e disse que a prioridade é dar assistência a pais de estudantes que planejavam deixar os filhos nas instituições. As famílias foram avisadas às pressas sobre a suspensão, e mais de 2 mil crianças chegaram a comparecer às escolas.

Secretário desiste de transferir biblioteca da Smam – Após mobilização popular gerada a partir de reportagens do Matinal, o secretário do Meio Ambiente, Germano Bremm, reviu a decisão de transferir a biblioteca da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade (Smamus, antiga Smam). A biblioteca vai permanecer na secretaria, garantiu Bremm aos integrantes do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comam), em reunião realizada ontem. “Achamos importante para ter essa tranquilidade na sociedade de que não haverá nenhum prejuízo para o acervo”, explicou. Havia grande temor de que a umidade do Parque Germânia colocasse em risco a integridade de documentos únicos e antigos. Segundo o secretário, foi decisiva a pressão popular contrária à intenção da Prefeitura de desalojar o acervo para ceder espaço ao Escritório de Licenciamento, que atualmente ocupa um andar alugado no centro de Porto Alegre. Leia a reportagem completa do Matinal sobre a nova decisão da Smamus.

 
Outros links:

  • O Inter chegou perto mas acabou perdendo o título do Brasileirão. Com dois gols anulados, empatou no Beira-Rio contra o Corinthians e viu a taça ser entregue ao Flamengo, mesmo com derrota para o São Paulo no Morumbi.
  • A aprovação da admissibilidade da “PEC da impunidade” contou com o voto de 14 parlamentares gaúchos (🔒). A votação do mérito da proposta foi adiada para hoje.
  • Idosos de 82 anos podem ser vacinados em Porto Alegre a partir desta sexta-feira.
  • A empresa de aplicativo de transporte 99 irá doar 12 mil corridas a profissionais envolvidos com a vacinação em Porto Alegre. A iniciativa irá beneficiar também os motoristas, que convivem com a queda na demanda pelo serviço. 
  • Duas famílias foram resgatadas de condições análogas ao trabalho escravo em Venâncio Aires. Agentes do Ministério Público encontraram cinco crianças e dois adolescentes vivendo em locais impróprios. 
  • Após ficar 48 dias internado por conta da Covid-19, um pai, de 33 anos, pegou o filho no colo pela primeira vez em Caxias do Sul. O homem foi internado por complicações da doença no dia do nascimento da criança.
  • O prazo para a ampliação da pista do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, foi adiado para 2022. Por conta da pandemia, a Anac prorrogou a data de conclusão das obras. 
  • A prefeitura concluiu as reuniões com moradores do Esqueletão, prédio que fica no Centro de Porto Alegre. Laudo preliminar indicou risco de desabamento e já há decisão judicial para a retirada das pessoas do local.
  • O Governo de SC também vai suspender o funcionamento de serviços não essenciais. Por lá, a medida vale neste e no próximo final de semana, das 23h de sexta até as 6h de segunda.
  • Ainda em SC, Garopaba anunciou que fará barreiras sanitárias nas entradas da cidade. Os turistas serão obrigados a apresentar o resultado negativo do teste para a Covid-19.

Cultura

Em busca da música do extremo sul do continente

Vagner Cunha, Paulinho Fagundes e Bebê Kramer. Foto: Isadora Aquini/Divulgação

No dia 3 de março‬, o trio formado pelo violinista Vagner Cunha, pelo acordeonista Bebê Kramer e pelo violonista Paulinho Fagundes apresenta o álbum YbY, volume inicial de um projeto que busca na ancestralidade a força da música feita no pampa gaúcho. O músico Ernesto Fagundes faz participação especial com seu bombo leguero em Laçador, de Alegre Corrêa, e em De Mano, coautoria de Paulinho Fagundes e Kramer. Leia a entrevista de Roger Lerina com Vagner Cunha.


Agenda

Sexta (26/2)
Às 20h, o festival Criasom apresenta o grupo Blues Etílicos e outras atrações do blues nacional.

Em live, o compositor Carlos Hahn homenageia Belchior, também às 20h.

Sábado (27/2)
Dia da Cultura da UFRGS ganha uma edição virtual, a partir das 10h, com uma ampla programação que inclui nomes como Eva SchulJeferson Tenório e José Miguel Wisnik.

Ao longo do fim de semana, a performance coletiva Quase-oração, conta, um a um, os números de mortes pela Covid-19 no Brasil.

Do meio-dia à meia-noite, a #ViradaSP Online reúne artistas como Maria Rita e BNegão, em lives transmitidas ao vivo do Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo.

Domingo (28/2)
O violonista Eduardo Castañera é a segunda atração da temporada 2021 da Casa da Música na Sua Casa, às 19h, trazendo no repertório músicas de Astor Piazzolla.

Bloco da Laje é o convidado do projeto Casa Virtual às 19h, encerrando a programação de fevereiro da Casa de Cultura Mario Quintana.

E mais.

Veja a agenda completa


Você viu?

Dia 18 de fevereiro foi muito importante para Diana Ferreira. A paraense de Santarém viu o renascimento do filho, Caio, que esteve internado em Porto Alegre para um transplante de fígado. Desempregada, ela desembarcou na Capital pronta para buscar albergues até que o menino passasse pela cirurgia. E nesse meio tempo, outro alento ajudou no ânimo da mãe. Diana foi procurada pela engenheira Isabel Mânica, que ofereceu um apartamento para que ela pudesse passar a noite. O espaço, que fica na Praça Dom Feliciano, no Centro, se tornou uma referência no acolhimento de pessoas com parentes em atendimento na Santa Casa. Ali, tudo que é oferecido a pais e mães de crianças que estiveram internadas no Hospital Santo Antônio é de graça. A solidariedade de Isabel nasceu a partir de visitas feitas a pacientes, que relataram para a engenheira dificuldades durante o processo de internação. Muitos ficavam em acomodações ruins ou até mesmo dormiam nos corredores do hospital.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.