Matinal News

Leite deve anunciar novas flexibilizações

Change Size Text
Leite deve anunciar novas flexibilizações

Seria otimista demais dizer que os números da pandemia arrefeceram e começam a recuar no Rio Grande do Sul. Mesmo que alguns indicadores apontem para uma leve queda, o cenário é de colapso. Ainda assim, o governador Eduardo Leite (PSDB) deverá definir novas flexibilizações, ao contrário do recomendado por especialistas. A expectativa de setores como comércio e gastronomia é que haja a ampliação no horário de atendimento e funcionamento, que atualmente está restrito até as 20h. A possibilidade ganha corpo com insistentes pedidos do empresariado e defesa pública do presidente da Assembleia, Gabriel Souza (MDB). O deputado, no entanto, defendeu o condicionamento das novas medidas à diminuição de casos. As definições devem ser conhecidas hoje à tarde, quando o Piratini irá liberar o mapa prévio do distanciamento controlado para a próxima semana.

Melo é definido como próximo presidente do Consórcio Granpal – O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), será o próximo presidente da Granpal, o consórcio que tem representado as cidades da Região Metropolitana em discussões sobre as medidas para conter a pandemia. Melo tem sido um dos executivos municipais mais críticos às restrições implementadas pelo governo do Rio Grande do Sul. Embora a situação dos hospitais da Capital esteja muito fragilizada, o emedebista entende que são necessárias mais flexibilizações. O cenário das UTIs, no entanto, não recomenda isso. A taxa de ocupação passou de 115% e dos 1.156 pacientes internados, 870 tinham diagnóstico positivo para a Covid-19. O Hospital de Campanha, montado há poucos dias para desafogar outras casas de saúde de Porto Alegre, já está com todos os leitos ocupados

Publicidade
Publicidade

Na Serra, hospital recorre a medicamentos em desuso para sedar pacientes – A escassez de sedativos e bloqueadores musculares em todo o País tem levado médicos do hospital Tacchini, em Bento Gonçalves, a recorrerem a medicamentos que normalmente não são usados em terapia intensiva. Em entrevista à BBC Brasil, o anestesista Leonardo Camargo cita o uso de Metadona (opioide) e Diazepam (ansiolítico) em comprimido para pacientes em ventilação mecânica. Sem perspectiva de solucionar o problema, Camargo está levantando o estoque de antialérgicos e antipsicóticos por provocarem sonolência – seria uma “tentativa desesperada” de manter inconscientes os pacientes intubados. Esse é mais um efeito dramático do colapso no sistema de saúde, que também leva profissionais a terem de decidir quem priorizar no atendimento em UTI. Nesta reportagem de GZH, médicos da Capital explicam que se trata de uma escolha complexa, guiada por um conjunto de critérios e não apenas pela idade, por exemplo.

Polícia Civil e MP apuram conduta de médica após mortes em hospital de Camaquã – Após a morte de três pessoas com Covid-19, que receberam um tratamento experimental com nebulização de hidroxicloroquina diluída, a Polícia Civil e o Ministério Público abriram uma investigação sobre a conduta da médica que atuava no hospital Nossa Senhora Aparecida, em Camaquã. O diretor-técnico do hospital, Tiago Bonilha, afirmou que houve quebra de confiança na relação com parentes de outros pacientes que estão internados no local. O tratamento com hidroxicloroquina, que não tem eficácia comprovada contra o novo coronavírus, gerou conflitos entre outros profissionais. Ele explicou ainda que a médica envolvida foi desligada do hospital no dia 10 de março, mas ficou acordado que ela poderia seguir atendendo mediante autorização. Das três pessoas que morreram, duas já estavam em estado grave e a terceira tinha boa evolução do quadro até realizar a nebulização. 

Falta de oxigênio em hospital pode ter ocasionado outra morte em Campo Bom – A morte de uma sétima pessoa após uma falha no sistema de oxigênio do Hospital Lauro Réus, em Campo Bom, está sendo investigada pelo Ministério Público. O óbito ocorreu durante horas depois de a equipe médica ter de buscar às pressas cilindros de oxigênio portáteis para fornecer o insumo aos internados. Nesse período, seis pacientes com Covid-19 morreram, gerando informações desencontradas de autoridades. O hospital alegou que não havia como confirmar se o óbito dos pacientes ocorreu devido à falha no oxigênio. Contudo, para a promotora Letícia de Sá, não há dúvida de que faltou oxigênio para as pessoas internadas. O MP poderá pedir indenização à família das vítimas. A Polícia Civil também investiga o caso.

Vacina, sim!

A partir de hoje, a vacinação contra a Covid-19 em Porto Alegre passa a abranger mais uma faixa etária: a partir dos 71 anos. As doses estarão disponíveis em 33 unidades de saúde e em três pontos de drive-thrus.

Outros links:

  • Artigo publicado no Eurosurveillance indicou a cepa P.1 como predominante em Porto Alegre. Depois de aparecer apenas uma vez em janeiro, em fevereiro, 24 das 27 amostras analisadas eram da variante.
  • As vendas de ivermectina cresceram 534% e de cloroquina, 119% no RS em 2020, segundo levantamento do Conselho Federal de Farmácia. Ambos remédios não têm eficácia comprovadas contra a Covid-19.
  • O governador Eduardo Leite anunciou novas mudanças no secretariado. Ronaldo Santini (PTB) ficará com o Turismo, enquanto Silvana Covatti (PP) assumirá a vaga do próprio filho, Covatti Filho (PP).
  • Um assessor do deputado estadual Ruy Irigaray (PSL), investigado pelo Ministério Público, afirmou que foi orientado a mentir ao órgão. O MP apura se o parlamentar usou servidores do gabinete para reformar a própria casa.
  • processo de desocupação do “Esqueletão”, no Centro da Capital, foi iniciado. As primeiras famílias começaram a deixar o local depois que um laudo de 2018 indicou que o edifício corre risco de desabamento.
  • A Prefeitura de Porto Alegre confirmou a realização da Feira do Peixe. O evento ocorrerá entre 30 de março e 2 de abril em três locais: Largo Glênio Peres, no Centro Histórico, e nos bairros Restinga e Belém Novo.
  • O projeto Mulheres Empreendedoras foi lançado pelo governo do RS para dar capacitação a quem quer abrir um negócio. A iniciativa oferece 1,5 mil vagas para cursos com temas como elaboração e desenvolvimento de planos de finanças, inovação e marketing.
  • Caxias do Sul passará a oferecer a partir da próxima segunda almoços por 1 real. As refeições são destinadas a pessoas que estão em situação de rua e serão servidas em um novo espaço do restaurante popular.
  • Hospitais de Porto Alegre, da região Metropolitana e do Litoral abriram mais de 450 vagas para a contratação imediata de profissionais da saúde. As instituições oferecem também oportunidades de emprego para trabalhadores de outros setores.

Cultura

Defensor das PPPs, Gunter Axt planeja edital para o hip hop e sonha com museu afro-indígena

O secretário de Cultura de Poa, Gunter Axt (esquerda), e o secretário-adjunto, Clóvis André. Foto: Mateus Raugust/PMPA
O secretário de Cultura de Poa, Gunter Axt (direita), e o secretário-adjunto, Clóvis André (esquerda). Foto: Mateus Raugust/PMPA

Prestes a completar cem dias à frente da Secretaria de Cultura de Porto Alegre, o historiador Gunter Axt conversou por videoconferência com Luís Augusto Fischer, Naira Hofmeister, Ricardo Romanoff e Roger Lerina sobre os primeiros meses liderando a pasta e seus planos para o mandato. Entre outros temas, o secretário antecipou que planeja lançar um edital voltado ao hip hop, defendeu as parcerias público-privadas e a criação de um museu que celebre as heranças culturais africanas e indígenas. Leia a primeira parte da entrevista e confira a segunda amanhã, na revista Parêntese. Se preferir conferir a conversa de uma hora e meia de duração na íntegra, é só clicar aqui e assistir ao vídeo no YouTube.

Agenda (🔒)

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Hoje
Instituto Zoravia Bettiol apresenta a exposição virtual Amazônia Índex 2021, com promoção da Fundação Bienal do Mercosul e da Secretaria Municipal da Cultura, às 17h.

Às 19h, os escritores Rafael Guimaraens e Paulo César Teixeira conversam a respeito de seus livros sobre Porto Alegre

Sábado (27/3)
Richard Serraria apresenta a primeira live do projeto Sopaporiki, às 18h.

E mais.

Receba a agenda completa


Alô, leitores da Parêntese: o assunto da revista digital número 68 traz como tema o Cais Mauá. Montamos uma operação com fotos de Tânia Meinerz e textos de Jacqueline Custódio, Luciano Fedozzi, Tarson Núñez, Anthony Ling, Jorge Furtado, Carlos Gerbase, Francisco Marshall e Ben Berardi. Mas isso é só uma parte. A edição completa tem muito mais e você que é assinante recebe amanhã no seu email. 

Ainda não recebe?

Quero receber a Parêntese


Você viu?

Não há maneira melhor de abraçar uma cidade do que fazendo o bem para quem faz parte dela, mas não tem condições de sustento. Este é o convite do Comitê Popular de Combate à Covid-19 que, com a chamada “Abrace Porto Alegre”, deseja celebrar o aniversário da cidade nesta sexta com um drive-thru solidário destinado às famílias que vivem sem renda. O ponto de arrecadação de alimentos e produtos de higiene ficará no Largo Zumbi dos Palmares, das 10h às 19h. A partir das 20h, a celebração será online, com uma live cultural que será transmitida pela página do Comitê no Facebook. Artistas de diversos gêneros musicais, ligados ao cinema e ao teatro, irão se apresentar. Os interessados em dar esse abraço na Capital poderão entregar as doações pessoalmente a uma equipe que os receberá com todos os protocolos de segurança sanitária. A outra maneira de contribuir é depositando qualquer valor na conta online de financiamento coletivo: Abrace Porto Alegre na APOIA.se!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.