Matinal News

Melo e Manuela disputam segundo turno na Capital

Change Size Text
Melo e Manuela disputam segundo turno na Capital

Sebastião Melo e Manuela D’Ávila disputam segundo turno na Capital

Com 31,01% dos votos válidos, Sebastião Melo (MDB) avançou em relação ao que apontavam as pesquisas de intenção de votos em Porto Alegre e garantiu seu lugar na disputa contra Manuela D’Ávila (PCdoB), que teve 29% dos votos. Na terceira posição, ficou o atual prefeito, Nelson Marchezan Junior (PSDB), com 21,07% dos votos válidos. O resultado saiu pouco antes das 23h em razão do atraso na totalização dos votos no Tribunal Superior Eleitoral

Melo foi o mais votado em dez zonas eleitoras da cidade, enquanto Manuela levou as outras seis. O emedebista ficou com os bairros do norte e do sul, e a adversária, os das áreas centrais.

Nessa eleição atípica, realizada em meio a uma pandemia, Porto Alegre teve uma abstenção expressiva, de 33,08% (358.217 votos) – em 2016, o índice ficou em 22,51% no primeiro turno. Em sua fala logo após a conclusão da apuração dos votos, Manuela comentou sobre a decisão dos porto-alegrenses que não compareceram às urnas. “A maior escolha dos porto-alegrenses foi não votar. Nós acreditamos que esse também é um debate a ser feito. É importante entender por qual razão a maior escolha da cidade foi não votar por um prefeito”, destacou. A candidata afirmou que planeja procurar Fernanda Melchionna (PSOL) e Juliana Brizola (PDT) para compor aliança para o segundo turno.

Já no seu pronunciamento, Melo, que ganhou o apoio de José Fortunati (PTB) após sua renúncia na última semana de campanha, aproveitou para comparar trajetórias e fazer promessas. “Vamos ver quem tem experiência para erguer essa cidade em momento de crise”, disse, comentando ainda que, se eleito, não aumentará impostos, cancelará todos os aumentos de IPTU e reabrirá todas as atividades econômicas.


O que mais você precisa saber

Câmara mais do que dobra número de mulheres e de negros – Pela terceira eleição seguida, o PSOL emplacou o vereador mais votado de Porto Alegre. E, desta vez, é uma mulher e negra: Karen Santos, que somou 15.702 votos, logo à frente do também psolista Pedro Ruas. O partido terá, junto com o PT e o PSDB, a maior bancada da casa, com quatro parlamentares. A renovação será de 16 das 36 cadeiras, o equivalente a 44,6% das vagas – na última eleição, considerando os suplentes que entraram ao longo da legislatura, o índice foi de 30,5%. A mudança atinge também as bancadas maiores. No PT, apenas um dos quatro atuais ocupantes reelegeu-se, Aldacir Oliboni. Leonel Radde, o policial antifascista, teve a votação mais expressiva do partido, com 5.611 votos. Apesar da derrota de Marchezan, o PSDB aumentou sua participação, reelegendo Ramiro Rosário, além de passar a contar com Gilson Padeiro e Kaká D’Ávila. Por outro lado, o PP perdeu espaço, de quatro para dois, assim como PDT e PSB – que perderam um assento cada. Ao todo, o legislativo porto-alegrense terá representantes de 18 partidos diferentes a partir de 2021: PSOL, PT, PSDB, MDB, PTB, PCdoB, Novo, PDT, Republicanos, PP, DEM, PL, PRTB, PSL, PSB, PSD, Cidadania e Solidariedade. Para além das legendas, vale destacar que a Câmara ficará mais plural: o número de mulheres passa de cinco para 11, e o de negros cresce de dois para cinco. Veja aqui a lista completa.

Segundo turno também em Caxias, Pelotas, Canoas e Santa Maria – Além da Capital, os outros quatro municípios gaúchos com mais de 200 mil eleitores também terão segundo turno. Em Canoas, a disputa ficou entre Jairo Jorge (PSD), que já comandou a cidade, e o atual prefeito Luiz Carlos Busato (PTB). Na metade sul, Pelotas quase definiu o pleito em primeiro turno: à frente da prefeitura hoje, Paula Mascarenhas (PSDB) somou 49,74% dos votos, contra 14,49% de Ivan Duarte (PT). As duas siglas também seguem em disputa em Caxias do Sul, onde o ex-prefeito Pepe Vargas (PT) teve 34,17% e Adiló Didomênico (PSDB), 15,45%. Em Santa Maria, uma situação curiosa: o segundo turno será disputado entre o atual vice-prefeito, Sérgio Cecchin (PP), e o atual prefeito, Jorge Pozzobom (PSDB). Os dois mantinham boas relações até março, quando o PP decidiu anunciar candidatura própria nesta eleição.

Desafios para a nova prefeitura da Capital – Estimular o desenvolvimento econômico deve ser prioridade do próximo prefeito ou prefeita de Porto Alegre, segundo lideranças ouvidas por GZH. Foram citados ainda desafios em inovação e educação, revisão do Plano Diretor, saúde, meio ambiente e mobilidade urbana. A reportagem ouviu 10 representantes da sociedade civil, líderes de entidades de classe, instituições de ensino ou organizações não-governamentais. Para o coordenador do Pacto Alegre, Luiz Carlos Pinto da Silva Filho, “o desafio será gerar políticas que não só forneçam um suporte emergencial, mas que estimulem o empreendedorismo periférico”. Aqui no Matinal Jornalismo, seguimos com a publicação da série de artigos sobre o futuro de Porto Alegre na seção Diálogos Matinais, com textos inéditos a cada sexta-feira. Já foram abordados os temas participação popularpopulação de ruamobilidadeplano diretor e economia criativa. Você confere todos artigos aqui.

Covid-19: Porto Alegre e outras 10 regiões em bandeira vermelha no mapa prévio – Na sexta-feira, 11 regiões do Estado foram classificadas com risco alto para o contágio do coronavírus: Porto Alegre, Guaíba, Canoas, Novo Hamburgo, Caxias do Sul, Capão da Canoa, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa e Passo Fundo. Nesta 28ª rodada, o Governo do Estado recebeu 12 pedidos de reconsideração de regiões e municípios, o maior número de solicitações desde a 15ª semana de distanciamento controlado no RS. Hoje à tarde será conhecido o mapa definitivo.
 

Outros links:

  • Não votou? A partir de hoje é possível justificar o voto no aplicativo e-Título, do TSE. Ontem o app ficou fora do ar por conta do número elevado de acessos.
  • Os gaúchos elegeram pelo menos duas mulheres trans como vereadoras, segundo a Associação Nacional de Travestis e Transexuais: Maria Regina (PT) em Rio Grande, e Lins Roballo (PT) em São Borja. 
  • A candidata Manuela D’Ávila ingressou na Justiça contra o Rodrigo Maroni (PROS) pelos ataques machistas que sofreu durante a campanha.
  • Catamarã aumenta viagens a partir de hoje. Serão 12 travessias em cada sentido, duas a menos do que era feito antes da pandemia.
  • Feirantes do Bom Fim estrearam parceria com os triciclos elétricos da Grilo. Clientes das feiras que chamarem o veículo pelo app aos sábados terão desconto de 10% na corrida. 
  • A 66ª Feira do Livro de Porto Alegre, que este ano teve uma edição totalmente digital, terminou ontem. Pelo menos 60 mil usuários assistiram à programação, que foi toda gravada e está disponível no site do evento.
  • As arquibancadas do Porto Seco, o sambódromo de Porto Alegre, serão reformadas. O projeto será bancado com uma permuta entre Prefeitura e iniciativa privada.
  • Também em parceria com a Prefeitura, a Imobi vai reformar a passarela do Parcão e nove pontes da Avenida Ipiranga. De acordo com a coluna de Paulo Germano (🔒), é a primeira vez que a iniciativa privada assume esse tipo de estrutura na cidade.


ANÚNCIO:

Campanha Sintergs – Não à reforma administrativa

Tem interesse nos espaços de mídia do Matinal? Escreva para [email protected].


Cultura

Um museu fotográfico de afetos sobreviventes

Foto: Acervo do Museu Particular de Afetos Perdidos

“Eu tinha um lapso de imagens da minha adolescência, do período em que meus pais pararam de me fotografar – ou em que eu não queira ser mais fotografado – até a compra da minha primeira câmera”,  recorda o artista visual Leo Caobelli, que há dez anos desenvolve projetos de apropriação de imagens como o Museu Particular de Afetos Perdidos. A partir de álbuns e discos rígidos de desconhecidos – encontrados na rua, doados e adquiridos pelo fotógrafo –, Caobelli reflete sobre memória, obsolescência e nossa relação com as imagens. Leia a matéria do repórter Ricardo Romanoff.

Agenda

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.
 O Instituto Ling celebra o centenário do aniversário de Clarice Lispector com atividades virtuais e gratuitas em homenagem à escritora. Às 18h30, em edição especial do Clube de Leitura, a professora Kathrin Rosenfield comenta o livro A Cidade Sitiada.

O fotógrafo Luis Ferreirah realiza live, às 19h, sobre a exposição Periferia Isolada, projeto contemplado pelo edital FAC Digital RS que apresenta o cotidiano da pandemia na comunidade Umbu, em Alvorada.

Às 19h30, o Clube de Leituras Artísticas – Literartes, do Sesc Canoas, promove conversa sobre a obra O Amanhã Não Está à Venda, de Ailton Krenak.

E mais.

Veja a agenda completa


Você viu?

Neste final de semana, o último da 66ª edição da Feira do Livro, foram divulgados os vencedores do Prêmio Jacarandá, concedido pelo jornal Correio do Povo aos destaques da literatura do Rio Grande do Sul. A obra “O Avesso da Pele”, do escritor e patrono da feira Jeferson Tenório, foi escolhido o Livro do Ano. O escritor e colaborador da revista Parêntese José Falero, autor de “Os Supridores” e “Vila Sapo”, levou o prêmio Autor Revelação. Também foram premiadas a Livraria Bamboletras como Instituição Cultural; Morgana Macron, diretora da Biblioteca Pública do Estado, como Personalidade do Livro; e Renata Agra Balbueno, com a Homenagem Especial. O prêmio, que está em sua terceira edição, será entregue amanhã às 20 horas em transmissão ao vivo.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.

O matinal
PRECISA
de você

Precisamos bater a meta do nosso crowdfunding para seguirmos ativos em 2021

O matinal
PRECISA
de você

Precisamos bater a meta do nosso crowdfunding para seguirmos ativos em 2021