Matinal News

MP investigará contratação de dupla sertaneja por prefeitura da Serra

Change Size Text
MP investigará contratação de dupla sertaneja por prefeitura da Serra

Em um momento no qual diversos shows sertanejos estão sob investigação, o Ministério Público do Rio Grande do Sul irá investigar a contratação da dupla Simone e Simaria para a Festa da Gila e do Queijo Artesanal em Bom Jesus, município de 11,5 mil habitantes da serra gaúcha. O MP não apontou qual seria a suposta irregularidade, mas confirmou a instauração de procedimento para o caso. O montante pago pelo show é próximo do que será gasto pela prefeitura da cidade em junho na educação fundamental, 409 mil reais, segundo apurou o G1. Em sua 15ª edição, o evento em Bom Jesus já recebeu diversos shows de grande porte de artistas sertanejos. A prefeitura destacou que cobrará entrada para os principais shows – caso de Simone e Simaria. “A estimativa da comissão organizadora é de que se obtenha receita suficiente para a cobertura integral dos eventos que promovem a festa e o Município por todo o país”, diz trecho da nota do município.

Dossiê reforça pedido de investigação na privatização da CEEE

Um dossiê composto por 1,1 mil páginas, elaborado pelo ex-presidente do grupo CEEE e assessor técnico da Frente pela Preservação da Soberania Energética Nacional, Gerson Carrion, foi entregue ao Ministério Público. O documento serve para reforçar o pedido de recurso feito junto ao Conselho Superior do PM contra o arquivamento de denúncias de irregularidades e ilegalidades que teriam ocorrido na privatização de três setores da CEEE. O dossiê sustenta que a desestatização da empresa “foi danosa e nociva e trará o aumento da conta de energia associado a um péssimo serviço”. Carrion também alerta que o processo de privatização da parte de geração da companhia teria vícios de origem, que originaram a redução do preço mínimo de leilão do setor. 

MDB vive dilema e disputas internas por aliança com PSDB

A poucos meses do primeiro turno das eleições, o MDB lida com impasses relacionados à candidatura da legenda ao governo do Estado. Contendas internas e a discussão sobre uma aliança com o PSDB ainda provocam desconfiança e originam movimentos paralelos dentro da sigla. Ainda que esteja viajando pelo Estado em roteiros de pré-campanha, o nome de Gabriel Souza não é unanimidade no partido e estaria sendo rifado por lideranças partidárias. Uma suposta pressão da direção nacional sobre o diretório gaúcho para apoiar o ex-governador Eduardo Leite (PSDB) na disputa pelo Piratini é tratada como “cortina de fumaça”. Contra a permanência de Souza na disputa, há seu baixo desempenho em diferentes sondagens eleitorais e a alteração das condições impostas pelo PSDB para uma eventual aliança.

Prefeitura sinaliza apoio ao projeto de revitalização do Cais Mauá

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), mostrou-se favorável ao projeto de revitalização do Cais Mauá durante audiência pública realizada na noite de ontem. Ele disse não ver problemas em construções próximas ao Guaíba – a proposta prevê nove torres na área onde hoje ficam as docas. Os edifícios, mesmo que na maioria destinados a serem residenciais, deverão ter fachada ativa, a fim de manter o caráter público da área. A audiência, que durou mais de cinco horas, registrou mais manifestações favoráveis à proposta do que contrárias. Os críticos reclamam principalmente da falta de diálogo por parte das autoridades a respeito de um projeto desta magnitude e também de seus impactos na região. 

Outros links:


A morte do cronista diário

Nesta terça, a Parêntese publica uma crônica de Claudia Laitano sobre as crônicas de David Coimbra, representante tardio de um gênero em vias de extinção. A crônica segue existindo, mas Laitano lamenta que os textos passaram a ser julgados menos pela capacidade de capturar a atenção do leitor – no que David era mestre – do que pelo que pensam os cronistas sobre os temas polêmicos em pauta no momento.

Em um dos seus últimos textos, o David Coimbra contou sobre uma mensagem que havia mandado para si mesmo alguns dias antes. Apenas três palavras: “cama como trono”. Uma ideia para uma crônica, com certeza, mas qual? Ele não lembrava. “As ideias são assim, ariscas como onças do Pantanal. Você tem uma que achou genial, começa a falar sobre outro assunto, se distrai um minuto e pronto. Cadê aquela ideia que agora mesmo estava aqui, brilhando? Foi se ocupar de uma lebre para o jantar.”

Leia o texto completo aqui.


Cultura

Foto: Estúdio Escalarte

Indicado para representar o Líbano no Oscar em 2020, o filme 1982 está em cartaz nos cinemas. O longa de Oualid Mouaness se passa em uma escola de elite nos arredores de Beirute, onde crianças e adultos tentam manter a rotina e realizar seus sonhos enquanto observam ao longe a invasão do país em 1982. Leia a resenha de Roger Lerina.

Agenda (🔒)

Espaço Força e Luz debate, às 18h, o Carnaval porto-alegrense nos anos 1970, reunindo o enredista Éder de Barros, a historiadora Helena Cattani e o carnavalesco Gugu Lacerda.

Às 20h, o grupo Expresso 25 retoma suas apresentações, com participação do Grupo UPA!, no Centro Cultural 25 de Julho

Sarau Elétrico tem médicos escritores como tema, às 21h. O evento recebe Gilberto Schartsmann – autor de A Amante de Proust – e tem canja de Oly Jr.

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


Você viu?

Já pensou em tomar vacina pelo nariz? Talvez essa seja a solução para a covid-19. Cientistas preocupados com a eficácia das vacinas diminuindo por conta das variantes estão estudando a alternativa de uma vacina de spray nasal. Dessa forma, o imunizante levaria anticorpos até uma região a que normalmente não chegam e haveria um potencial conter a multiplicação dos vírus e a consequente transmissão.

;
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.