Matinal News

Sete unidades de saúde vão vacinar as crianças na Capital

Change Size Text
Sete unidades de saúde vão vacinar as crianças na Capital
A vacinação infantil contra a covid estará disponível em sete unidades de saúde de Porto Alegre. As aplicações terão início no dia 19 de janeiro e vão ocorrer das 8h às 17h seguindo a orientação de duas doses da Pfizer com intervalo de oito semanas. Porto Alegre tem cerca de 120 mil crianças entre 5 e 11 anos, público-alvo da campanha. Os primeiros da fila são aqueles com comorbidades ou deficiência permanente, de todas as faixas etárias. No segundo grupo, estão crianças indígenas e quilombolas; no terceiro, aquelas que vivem com pessoas com alto risco para a doença; e no quarto e último grupo, crianças sem comorbidades por ordem decrescente de idade. O que mais você precisa saber Nova onda de casos de covid pode bater recorde no RS – Em meio ao apagão de dados do Ministério da Saúde, dois dos “termômetros” da pandemia apontam que o Rio Grande do Sul caminha para um novo e mais alto pico de contágio da covid-19. Em apenas nove dias, o número de testes rápidos em farmácias já superou o total de dezembro e o índice de positividade cresceu a ponto de só não ser maior do que o de março de 2021, quando o sistema estava colapsado. Outro sinal vem de uma pesquisa feita em parceria entre a Universidade de Maryland e o Facebook que, por meio de um questionário, indicam que o total de potenciais infectados com o coronavírus disparou nas últimas duas semanas. Em entrevista ao Matinal, o coordenador da Rede Análise Covid, Isaac Schrarstzhaupt, projetou que os próximos dias serão de marcas muito altas e enfatizou a importância de reduzir a transmissão da doença. Queda nos homicídios e alta nos feminicídios – O Rio Grande do Sul registrou uma queda de 13,8% nos homicídios de 2021 na comparação com 2020. Foram 1.561 vítimas contra 1.811, sendo que 80% dos crimes estão relacionados a disputas entre organizações criminosas. Os dados foram divulgados pelo Governo do Estado em Alvorada, como forma de destacar o desempenho da cidade no combate ao crime. O município da Região Metropolitana, que já foi o sexto mais violento do País, reduziu em 40% os assassinatos. Já em relação aos feminicídios, o Estado contabilizou mais mortes no ano passado do que no ano anterior: 97 mulheres foram mortas por questões de gênero em 2021, mesmo número registrado em 2019, mas 17 a mais do que em 2020, o que representa alta de 21%. Desse total, apenas 10 tinham medida protetiva de urgência (MPU).Outros links: A partir de hoje, uma tenda da Secretaria Municipal da Saúde, no bairro Farroupilha, realizará testes de antígeno para detectar a covid-19. O local funcionará entre 9h e 17h.A Federação Nacional das Escolas Particulares é contra cobrança de passaporte vacinal pelas escolas. Presidente da entidade, que também está à frente do Sinepe-RS, Bruno Eizerik afirmou que defende a vacinação de crianças e adolescentes.Já são sete o número de agências do Sine fechadas no RS devido à contaminação de funcionários pelo coronavírus. São elas: São Leopoldo, Porto Alegre (Centro), Alegrete, Ijuí, Esteio, Passo Fundo e Candiota.Em entrevista à Rádio […]

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo ?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.