Matinal News

Novo pico de Covid-19 chega com recorde de internações

Change Size Text
Novo pico de Covid-19 chega com recorde de internações Robson da Silveira/PMPA

Novo pico de Covid-19 no RS tem recorde de internações

Ao amanhecer de mais um dia de publicação do mapa prévio do distanciamento controlado, o Rio Grande do Sul vê seu sistema de saúde próximo ao colapso. Com a disparada no número de casos e hospitalizações, o Estado inicia esta sexta-feira com menos de 500 leitos de tratamento intensivo livres, em razão do recorde de internações em UTI. Por ora, não há sinal de medidas mais restritivas por parte do governo estadual. 

E o problema não são apenas os leitos – mais vagas devem ser abertas nos próximos dias. Porém, com quase um ano no combate à pandemia, os profissionais de saúde estão cada vez mais desgastados. “O cenário que nos pega quase um ano depois é com equipes muito exaustas, em que vários de nós já perdemos amigos e familiares”, observou a diretora-presidente do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Nadine Clausell, à Rádio Gaúcha.

Apenas ontem, o Rio Grande do Sul computou mais 130 óbitos relacionados ao coronavírus. O número, um dos mais altos já informados pela Secretaria Estadual da Saúde, corresponde a cerca de 1% de todos os óbitos no mundo na quinta-feira (11.391). E não há sinais de trégua, bem pelo contrário, conforme modelos matemáticos. Apesar de a Covid-19 ser mais letal em pessoas idosas, a média de idade de internações pela doença no RS já caiu quatro anos. Isso que, oficialmente, houve apenas um caso da variante mais transmissível em solo gaúcho até agora.

Fique atento – Neste momento, não adianta ir ao hospital por nada. Quatro instituições de Porto Alegre – São Lucas da PUCRS, Ernesto Dornelles, Hospital de Clínicas e Moinhos de Vento – já restringiram atendimentos por conta da nova onda da pandemia. O mesmo caminho deve ser tomado pelo Grupo Hospitalar Conceição hoje. Caso haja uma pessoa infectada na sua casa, considere ver esses gráficos sobre como agir e evitar a transmissão. 


O que mais você precisa saber

Melo sugere integrar sistemas de lotações e ônibus em Porto Alegre – Com a prerrogativa de oferecer diversos modais de transporte à população de Porto Alegre, o prefeito Sebastião Melo anunciou ontem que pretende integrar o sistema de lotações com o de ônibus. A administração municipal ainda quer discutir isenções e estender algumas linhas que hoje não operam na cidade. Para Melo, a não integração dos dois coletivos seria burrice. A pretensão dele é liderar um diálogo entre Associação dos Transportadores de Passageiros por Lotação de Porto Alegre, Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre e o Executivo municipal. Em reunião com Melo, a ATL entregou uma pauta que inclui a isenção do Imposto Sobre Serviço, a organização para futuros consórcios e a flexibilidade sobre alterações de linhas. 

Audiência sobre permanência da Casa Mirabal termina sem avanços – A situação das mulheres acolhidas na Casa de Referência Mirabal segue indefinida. Ontem, uma audiência de mediação entre integrantes do Movimento de Mulheres Olga Benário e representantes da Prefeitura de Porto Alegre terminou sem avanços. O grupo que abriga mulheres vítimas de violência e crianças ocupa a escola Benjamin Constant, no bairro São João, e busca regularização. Uma nova audiência foi marcada para 15 de abril. Em novembro de 2016, o movimento ocupou uma casa abandonada no Centro. Dois anos depois, foi negociada a permanência na escola, que estava inativa. A gestão do ex-prefeito Nelson Marchezan Júnior chegou a dar início a um processo de reintegração de posse no imóvel, mas uma decisão da Justiça garantiu em primeira instância a permanência do grupo.

Esposa de João Alberto relata medo e angústia três meses após morte de companheiro – Milena Borges Alves, de 43 anos, teve a rotina alterada na noite de 19 de novembro de 2020, quando o seu companheiro, João Alberto Silveira Freitas, então com 40 anos, foi espancado e morto dentro do hipermercado Carrefour, na Zona Norte de Porto Alegre. Três meses se passaram desde a tragédia provocada pelo racismo, e agora a vida da cuidadora está totalmente diferente. Em entrevista a GZH, ela relatou que parou no tempo e que vive com medo. Milena, inclusive, decidiu voltar para a casa dos pais. É onde se sente segura, segundo ela. A cuidadora tem o desejo de voltar a trabalhar, mas se sente deprimida, angustiada e passa por tratamento psicológico e psiquiátrico. Seis pessoas foram acusadas pelo assassinato e a companheira de João Alberto só quer justiça. Um levantamento do Matinal mostrou em 6 de fevereiro que o caso de João Alberto não foi o único envolvendo racismo em grandes supermercados de Porto Alegre. Além do Carrefour, as redes Big e Zaffari têm histórico semelhante. Juntas, as três empresas acumulam sete condenações na Justiça por agressões contra clientes e funcionários. 

Com hospital lotado, Gramado se prepara para evento com 4 mil pessoas – Os leitos de enfermaria e de UTI do Hospital Arcanjo São Miguel, em Gramado, já não são mais suficientes para atender os doentes da cidade. A ocupação da enfermaria chegou aos 278%. Além disso, três pacientes aguardavam vagas na UTI. Dos 21 que precisam de terapia intensiva ontem, apenas dois não têm suspeita ou confirmação de Covid. A instituição adequou espaços como salas de observação e recuperação para dar conta da demanda por leitos, ainda assim quatro pacientes já foram encaminhados para outras cidades e cirurgias eletivas foram suspensas. Em meio a essa situação, a cidade se prepara para receber um evento de tecnologia e inovação que espera um público de mais de 4 mil pessoas. O Gramado Summit está previsto para os dias 10 e 12 de março. No site, a organização informa que os participantes receberão máscara e álcool em gel e terão medida a sua temperatura na entrada.

Outros links:


Cultura

Ricardo Silvestrin visita os extremos de Ronald Augusto

Ronald Augusto. Foto: Santiago Fontoura

Em atividade há quase 40 anos, dono de uma carreira literária que contempla poesia, crítica, ensaio e edição de livros, Ronald Augusto lançou Tornaviagem em 2020 – um dos três títulos publicados pelo autor no ano passado. Para comentar a obra, convidamos o também poeta Ricardo Silvestrin, que nos brinda com uma leitura da coletânea poética de um dos nomes mais instigantes da poesia brasileira contemporânea. Leia o prólogo do livro, assinado por Augusto, e a resenha de Silvestrin aqui.

Agenda (🔒)

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Sábado (20/2)
Ale Revanello Blues e Combo apresentam-se, às 18h, no palco à beira do Guaíba d’O Butiá.

Referência internacional do violão, o capixaba Mestre Robson Miguel realiza show híbrido (online e presencial), às 20h, no Instituto Ling.

E mais.

Veja a agenda completa


Você viu?

Esta semana foi de muita emoção para duas famílias, uma de Santa Catarina e outra do Pará. Dois bebês, com meses de idade, protagonizaram cirurgias de sucesso em Porto Alegre. O pequeno Matheus, de apenas quatro meses, recebeu uma parte do fígado do pai, Heron Baasch. Ele foi diagnosticado com deficiência alfa 1 antitripsina, uma grave doença genética que atinge o órgão. A partir da primeira internação, em Santa Catarina, veio a recomendação médica de que seria necessária uma cirurgia, em hospitais de São Paulo ou Porto Alegre. A capital gaúcha foi a escolhida e a intervenção ocorreu no Hospital da Criança Santo Antônio, da Santa Casa. Já o menino Caio, de nove meses, estava na fila por um transplante de fígado. Ele sofria de atresia das vias biliares, uma doença que compromete o funcionamento do órgão. A família é natural de Santarém, no Pará, e lá não encontrou especialistas e estrutura para o procedimento. A saída foi encontrada a 4 mil quilômetros de distância. O novo fígado de Caio chegou na Santa Casa em nove de fevereiro para colocar fim a uma aflição que já durava mais de dois meses.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.