Matinal News

Porto Alegre aguarda novas remessas para ampliar público do segundo reforço da vacina contra a covid

Change Size Text
Porto Alegre aguarda novas remessas para ampliar público do segundo reforço da vacina contra a covid

Porto Alegre não tem previsão para ampliar o público que pode receber a segunda dose de reforço. E não é só porque a última orientação do Ministério da Saúde estacionou nas pessoas acima de 40 anos. Para estudar a ampliação da faixa etária, que completa um mês sem alterações nesta semana, o Município aguarda receber mais lotes de vacina contra a covid.  A última remessa com imunizantes que a Capital recebeu foi na primeira metade de julho.

Com estoques avaliados diariamente, Porto Alegre conta hoje com cerca de 30 mil doses do imunizante. Pelas contas da Secretaria Municipal da Saúde, há cerca de 373 mil pessoas com mais de 40 anos com alguma dose em atraso. A meta, por ora, é priorizar quem ainda não tomou a segunda ou terceira dose.

Apesar de enfatizar a importância das doses de reforço, o Ministério da Saúde não altera o público alvo para o segundo reforço da vacina desde meados de maio. Ainda assim, até a semana passada, nove capitais – como Rio de Janeiro, São Paulo e Florianópolis – haviam reduzido a idade mínima para aplicação do segundo reforço por conta própria.

Em paralelo à discussão sobre o andamento da campanha de vacinação, começou a tramitar um projeto da vereadora Bruna Rodrigues (PCdoB) que estabelece que a Prefeitura faça planejamentos diários para a utilização de sobras de doses de vacinas contra o coronavírus.

TJ fará doação para combater fome no RS 

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul confirmou a participação no movimento Rio Grande Contra a Fome e irá destinar 20 milhões de reais para a campanha. Cerca de 320 mil famílias gaúchas cadastradas no CadÚnico receberão um total de 80 mil cestas básicas. “É um contingenciamento do nosso orçamento que nós estamos destinando para que sejam adquiridos alimentos e entregues aos necessitados”, afirmou a presidente do TJ, desembargadora Iris Helena. Ela espera que as cestas comecem a ser entregues ainda nesta semana. As doações serão feitas à Defesa Civil. Unindo órgãos públicos do Estado, o movimento convida mais instituições a participar. O site oficial dispõe de mais informações sobre como doar. No mês passado, o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Rio Grande do Sul estimou que 1 milhão de pessoas passam fome no Estado.

PSD confirma Ana Amélia e aliança com Leite

 A ex-senadora Ana Amélia Lemos foi confirmada como candidata ao Senado durante a convenção do PSD ontem à noite. Na mesma ocasião, o partido confirmou a aliança com o PSDB e o MDB, que terão Eduardo Leite e Gabriel Souza – presentes no ato – como candidatos ao Piratini. A confirmação pode gerar duas consequências: uma é o atual senador Lasier Martins (Podemos) optar por concorrer à Câmara dos Deputados em vez de tentar a reeleição; a outra é que o União Brasil, sem poder indicar o vice ou o nome para o Senado, deixe a coligação para se aliar a Onyx Lorenzoni (PL). Ainda sobre a disputa majoritária, o PSB confirmou a desistência de Beto Albuquerque de concorrer ao Piratini, “por motivos pessoais”. Ainda assim, o partido manteve a intenção de estar na disputa e confirmou o ex-vice-governador Vicente Bogo como candidato, com Josiane Paz na vice. O vereador Airto Ferronato deverá concorrer ao Senado. A nova chapa deve ser oficializada amanhã. 

Laudo da UFRGS aponta falhas que comprometem o Esqueletão 

O novo laudo entregue ontem pelo Laboratório de Ensaios e Modelos Estruturais da UFRGS à Procuradoria-Geral do Município (PGM) mostra que, se nada for feito, o Esqueletão vai cair (🔒). O laudo da UFRGS mostra que os principais problemas que comprometem o prédio são o desgaste das estruturas de aço, o concreto se esfarelando e as infiltrações. Espera-se agora que a Prefeitura decida o que fazer com o prédio. O edifício foi desocupado totalmente no dia 26 de setembro de 2021, depois de decisão favorável à PGM em 9 de agosto do ano passado. O Esqueletão está inacabado desde a década de 1950.

Outros links:

  • Ponte de Pedra apresenta sinais de deterioração, seis anos após a última reforma. Mas segundo a Smamus, embora haja rachaduras, a ponte não apresenta nenhum risco estrutural.
  • Os municípios têm até amanhã para enviar ao Governo Federal informações para o programa Benefício Emergencial Taxista. A Prefeitura já enviou dados de 3.824 condutores regularizados, porém ainda há mais de 1,3 mil taxistas em Porto Alegre não regularizados.
  • Um evento na Famurs aberto a representantes de todas as cidades gaúchas buscou atualizar servidores de municípios sobre as mudanças climáticas.
  • Após decisões favoráveis a outros estados, o Governo do RS estuda ingressar na Justiça solicitando a recomposição da União para perdas do ICMS nos combustíveis, energia e telecomunicações.
  • Setor da construção registrou recorde de criação de vagas com carteira assinada no Estado. Foram 6,5 mil novos postos no primeiro semestre, maior nível nos últimos três anos, de acordo com o Novo Caged.
  • Diferentemente do que ocorre com a influenza, baixas temperaturas não elevaram número de vítimas da covid-19, segundo análise de GZH. Junho e julho registraram menos mortes no RS do que nos meses de verão.
  • Na coluna especial de hojeJuremir destaca o sucesso da peça Gabinete de curiosidades e também entrevista o escritor Itamar Vieira Jr., entre outros destaques.

Tabajara Ruas: Da fronteira para o mundo sem fronteiras

Da safra de 1942, junto de Caetano Veloso e Paul McCartney, Tabajara Ruas também completa 80 anos em 2002. Luís Augusto Fischer, Carlos Caramez e Cláudia Laitano conversaram com o romancista e cineasta gaúcho, uma entrevista, aliás, feita em parceira com a Cubo Play e que também está disponível em vídeo.

O cinema foi uma coisa mágica na minha infância. Quando na primeira vez que eu fui ao cinema devia ter uns sete ou oito anos talvez, e a gente ia lá no Cine Teatro Carlos Gomes assistir os filmes. Ainda tinha uma outra vantagem de ser na fronteira, porque a gente atravessava a ponte para assistir filmes em Libres, também. Isso era bem legal. A minha formação é daqueles anos distantes, dos primórdios da minha vida. Era sempre uma coisa muito legal estar atravessando a ponte do rio Uruguai para ir no cinema em Libres.

Leia a entrevista completa aqui.


Cultura

“Virar Mar” filosofa sobre as mudanças climáticas

Foto: Vitrine Filmes

Partindo de um estudo no âmbito das ciências econômicas, os cineastas Danilo Carvalho e Philipp Hartmann constroem em Virar Mar (2020) um filme experimental e poético, combinando documentário e ficção, que discute de maneira contundente a sustentabilidade – especialmente a hídrica. Leia a resenha de Roger Lerina.

Agenda (🔒)

Às 17h, o Espaço Força e Luz inaugura a exposição Irremoto, dos artistas Giúlia CittolinGiovano DuranteJessica Colet e Suéllen Tumellero, com trilha de música eletrônica comandada pelo DJ Gugu (Arruaça/Turmalina).

Teatro do Sesc Gravataí apresenta, às 20h, show da Orquestra de Metais Aléxius Follmann.

Com o tema “Mora na Filosofia”, às 21h, no Bar Ocidente, o Sarau Elétrico recebe o escritor e tradutor Paulo Neves, com canja de Dudu Sperb Marcel Estivalet

O grupo As Batucas abriu uma turma de percussão e musicalização para garotas de 12 a 18 anos com aulas que iniciam em 9 de agosto. 

Grupo Ueba Produtos Notáveis lançou no YouTube a segunda temporada da série Sótão da Flor – Leituras, voltada ao público infantil.

Veja a agenda completa


Você viu?

Depois de ser furtado em 2015, o livro de bronze do Monumento à Literatura Brasileira localizado na Praça da Alfândega em Porto Alegre vai finalmente retornar aos braços do seu antigo dono. A peça de três quilos está sendo reconstruída no ateliê do escultor Mario Cladera, com anuência de Eloisa Tregnago, coautora da obra junto com Xico Stockinger. A expectativa é de que a peça esteja na praça antes da Feira do Livro deste ano. O monumento que representa o encontro entre os autores Carlos Drummond de Andrade e Mário Quintana foi alvo de vandalismo no mês passado, quando foram jogadas tintas amarelas à prova d’água nas estátuas.

;
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.