Matinal News

Porto Alegre reduz o prazo da dose de reforço para cinco meses

Change Size Text
Porto Alegre reduz o prazo da dose de reforço para cinco meses

A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre decidiu reduzir de seis para cinco meses o intervalo de aplicação entre a segunda e a terceira dose da vacina contra a covid-19. O anúncio foi feito ontem pela pasta e, dessa forma, todos os profissionais de saúde e de apoio à área e idosos, com 60 anos ou mais, que receberam a segunda dose até 16 de junho estão aptos a buscar a injeção de reforço. A medida foi tomada para imunizar rapidamente os idosos e assim evitar o aumento de casos e hospitalizações. Os dados de ontem, aliás, mostram um pequeno acréscimo nos números de infecções suspeitas em pacientes que já estão na UTI. Dez casos foram contabilizados e a taxa de lotação é superior a 73%. O Hospital Ernesto Dornelles, por exemplo, está com 120% de lotação, enquanto o Cristo Redentor e o Santa Ana operam com 100% da capacidade.

Smed divulga novo currículo com mais horas de português e matemática – A Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre (Smed) divulgou, na sexta-feira, as principais mudanças no currículo das escolas da rede municipal. O novo texto prevê maior carga horária de Língua Portuguesa e Matemática, na tentativa de reverter os atuais baixos índices de proficiência dos estudantes nessas áreas. Além disso, a língua espanhola passa a ser componente curricular no 4º e 5º ano, e haverá dois períodos de contação de histórias do 1º ao 3º ano e um de produção textual nos anos finais do ensino fundamental. A partir do 1º ano do fundamental, os estudantes contarão com iniciação científica. Quando a ideia da mudança foi lançada, houve críticas de professores pela retirada da disciplina de filosofia, conforme o Matinal mostrou em setembro. A Smed confirmou que, no lugar da matéria, as escolas contarão com o “espaço filosófico”, com carga de 30 horas semanais para o desenvolvimento da articulação do pensamento crítico entre outras habilidades relacionadas.

Deputados devem votar hoje projetos que barram auxílio-saúde para o judiciário e MP – Estão previstos para serem analisados hoje na Assembleia Legislativa do RS os seis projetos que têm objetivo de barrar o pagamento de auxílio-saúde para integrantes do Tribunal de Justiça (TJ), do Ministério Público (MP) e da Defensoria Pública do Estado. Criticado por deputados, o benefício pode render extra de até 2,1 mil reais para juízes, promotores e defensores públicos.  A tendência é de aprovação em plenário por unanimidade, projeta o deputado Sérgio Turra (PP). Autorizado em março deste ano para integrantes do TJ, o auxílio também pôde ser solicitado no MP e na Defensoria Pública e prevê reembolso para quem contratar plano de saúde privado.


Outros links:

  • A Feira do Livro de Porto Alegre deste ano superou em 15% as vendas de 2019, última presencial. Cada uma das 56 bancas registrou uma média de 2.671 livros vendidos. Vale lembrar que, dois anos atrás, havia 88 expositores na Praça da Alfândega.
  • Atraso em obras adia retorno presencial em cinco escolas públicas no RS, uma delas na Capital. Dados foram obtidos pela RBS TV via Lei de Acesso à Informação. 
  • O governo do RS protocolou o novo projeto de regionalização do saneamento básico. A proposta chegou à Assembleia em regime de urgência e passará a trancar a pauta no dia 15 de dezembro. 
  • A propósito da expectativa de realizar o Carnaval nos dias 18, 19 e 20 de março, o prefeito Sebastião Melo criticou a decisão que levou o evento para a região do Porto Seco, na zona Norte de Porto Alegre. Ele considera a medida equivocada e preconceituosa. 
  • Um grupo de pessoas nascidas em Cuba realizou ontem um protesto na área Central de Porto Alegre. Eles manifestaram-se contra a proibição de mobilizações em solo cubano por parte do governo local.
  • Quatro empresas demonstraram interesse para estudos da instalação de uma marina pública no Lago Guaíba, em Porto Alegre. O projeto prevê 134,4 mil metros quadrados e 850 metros de extensão, perto da Rótula das Cuias e do Arroio Dilúvio. 
  • Uma área cedida para a construção de um Centro de Referência da Assistência Social na Restinga virou um estacionamento. Atualmente, a comunidade conta com uma estrutura improvisada e em condições precárias. 
  • As mulheres lideram 12,2% das propriedades de agricultura familiar localizadas no RS. No Brasil, o percentual sobe para 19,7%. Os dados foram apresentados pelo Departamento de Economia e Estatística.
  • O Quilombo dos Machado recebe doações para a sua festa de Natal, que vai atender 300 crianças. É possível ajudar via pix – [email protected] –, diretamente com as organizadoras – (51) 99966-2601 e (51) 99102-5967 – ou pela vaquinha online.

Da rodoviária ao Gasômetro: VLT é solução de mobilidade ou atração turística?

Considerado pela Prefeitura como um dos principais problemas estruturais de Porto Alegre, o sistema de transporte público vem sendo revisado pela gestão de Sebastião Melo (MDB). Depois de aprovar o fim dos cobradores e a desestatização da Carris, além de planejar a mudança na política de isenções, o governo prevê colocar em pauta a construção de um Veículo Leve sobre Trilhos, o VLT, no Centro da cidade. A ideia está em fase de análise técnica e prevê uma linha do “bonde moderno” da rodoviária ao Mercado Público e, em um segundo momento, até a Usina do Gasômetro.

O projeto é visto com bons olhos por mais de 60% da população porto-alegrense como uma forma de substituir os ônibus e lotações, de acordo com uma pesquisa feita pela Prefeitura para o Programa de Reabilitação do Centro Histórico de Porto Alegre, mas chegou a ser deixado de lado – pelo menos no âmbito de revitalização da área central, em outubro.

No entanto, a proposta do VLT não foi abandonada de vez, e deve ser debatida no Plano de Mobilidade do Centro Histórico, previsto para o ano que vem. Em agosto, Sebastião Melo e o secretário de Planejamento, Cezar Schirmer, visitaram o Rio de Janeiro e, ao lado do prefeito Eduardo Paes, conheceram o VLT carioca, inaugurado às vésperas dos Jogos Olímpicos de 2016. A ideia é que, além de servir de solução para a alta quantidade de ônibus e lotações no Centro, o modal sirva como uma atração da região, qualificando o espaço urbano ao seu redor.

Continue lendo a reportagem


Vacina, sim!

Cinquenta locais atendem o público nesta terça-feira para a vacinação contra a covid. Veja o serviço completo aqui. E fique atento: o prazo para a dose de reforço foi reduzido para cinco meses – leia mais a seguir.


OFERECIMENTO

Publicidade – SENGE-RS

Pedro Bala na vida de Ismaïl

Hoje o editor da Parêntese Ângelo Chemello Pereira conta como a literatura promoveu um encontro entre um brasileiro e um sudanês na França.

“Ismaïl leu Capitães da Areia (1937) em árabe. Ele me mostrou a capa do livro na tela do celular e fez um certo esforço de memória para mencionar o nome do personagem Pedro Bala. Dava para perceber que não era uma leitura recente, Bala e os outros meninos do escritor Jorge Amado estavam escondidos na memória de meu colega sudanês. Mas o livro do autor brasileiro nos colocou em contato, isso é o que conta.”

Leia o texto completo aqui.


Cultura

“Curral” revela a máquina da corrupção eleitoral

Daniela Nader/Divulgação

Dirigido por Marcelo Brennand, o premiado drama político Curral (2020) está em cartaz nos cinemas. Rodado no município de Gravatá (PE), o filme é um retrato da corrupção estrutural das instituições no país: durante as eleições, a população de Gravatá se divide entre as cores azul e vermelho, que representam os partidos políticos e lutam pelo poder desde sempre. Devido à seca, a água é uma valiosa moeda de troca, utilizada pelos poderosos a fim de manterem o controle político e econômico sobre uma comunidade carente. Leia a resenha de Roger Lerina.

Agenda ()

Às 19h, o projeto Adaptação – Entre a Literatura e o Cinema, do Instituto Ling, discute em bate-papo virtual e gratuito a obra A Insustentável Leveza do Ser, livro de Milan Kundera levado às telas por Philip Kaufman.

Festival Arte Salva realiza pinturas murais em quatro edifícios do Centro Histórico assinadas por Bruno SchillingKelvin KoubikPati Rigon e Tito Ferrara.

De 24 a 28 de novembro, o Opinião celebra seus 38 anos com uma série de shows híbridos, com três atrações por noite, incluindo nomes como 50 Tons de PretasTrabalhos Espaciais Manuais Filipe Catto.
Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


CONTEÚDO DE PARCEIRO
VIRADA SUSTENTÁVEL

5 projetos da Virada Sustentável que fizeram a diferença em Porto Alegre

Foto: Equipe Virada Sustentável

Com mais de 50 atividades que vão até o dia 21 de novembro em Porto Alegre, a Virada Sustentável apresenta uma programação com debates, concertos e instalações artísticas, em uma agenda que, além de cultura, traz à cidade benefícios reais. São oficinas, debates e ações que podem deixar um legado à capital gaúcha. 

Neste link, listamos cinco projetos da Virada Sustentável que podem fazer a diferença para a realidade de Porto Alegre.

Ler o texto completo

O conteúdo desta seção é de responsabilidade do parceiro.


Você viu?

Foi lançado ontem o Atlas da Presença Quilombola em Porto Alegre, organizado por Claudia Pires e Lara Bitencourt. Estamos falando de nove territórios quilombolas na cidade, um dos quais é o primeiro quilombo urbano titulado do País e gravado como Área Especial de Interesse Cultural, o Quilombo da Família Silva, no bairro Três Figueiras. Resultado de um trabalho conjunto iniciado em 2013 entre a academia e as comunidades, o Atlas pode ser uma importante ferramenta para dar visibilidade a esses territórios e auxiliar nas tomadas de decisão da gestão política. O e-book será disponibilizado gratuitamente na plataforma Lume, da UFRGS, e no portal do Núcleo de Estudos Geografia e Ambiente (Nega). Relembre a entrevista publicada na Parêntese com a pesquisadora Patrícia Gonçalves, que integra a Frente Quilombola do RS e estuda os quilombos urbanos da Capital.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito