Matinal News

Prefeitura quer parceiros para marina pública na orla

Change Size Text
Prefeitura quer parceiros para marina pública na orla

Com a intenção de fomentar o turismo em Porto Alegre, a prefeitura abriu o processo para buscar parcerias no estudo e na construção de uma marina pública na Orla do Guaíba. A iniciativa quer possibilitar o acesso de pequenas embarcações e deverá auxiliar no desenvolvimento do trecho 2 da orla, entre a rótula das cuias e a foz do Dilúvio. Empresas privadas interessadas no projeto poderão se manifestar até 12 de novembro junto ao Executivo. O investimento mínimo a ser feito é de 25 milhões de reais, conforme a secretária municipal de Parcerias Estratégicas, Ana Pellini. A roda-gigante, sonho antigo do ex-prefeito Nelson Marchezan (PSDB), deverá tomar forma em outro lugar, mas ali perto: sem dar um prazo exato para o início desta obra, Pellini comentou que a atração ficaria nas proximidades do Parque Harmonia. 

Programa do governo para Educação prevê bolsas para alunos e escolas padrão no RS – A versão do programa Avançar voltado para a Educação foi apresentada ontem pelo governo do RS. O investimento a ser feito no ensino ultrapassa 1 bilhão de reais, mas não prevê o reajuste salarial dos professores – o que será cobrado hoje em manifestação agendada pelo Cpers. Com receitas extraordinárias, a iniciativa do Piratini buscará atender diversos setores da educação. Um dos projetos, elaborado para tentar reduzir a evasão escolar, irá pagar bolsas a alunos do Ensino Médio de escolas públicas que estejam em situação de vulnerabilidade. O aporte para tanto será na ordem de 180 milhões de reais. Outros 154 milhões serão destinados ao aperfeiçoamento de docentes, com a disponibilização de 29 mil bolsas. As escolas ainda irão receber um repasse que ajudará a garantir a solução de problemas emergenciais. Além disso, a administração estadual informou que visa criar 56 “escolas padrão”, locais com acesso à internet de alta velocidade e salas adaptadas ao uso de tecnologias. Dez delas são em Porto Alegre – aqui a lista completa. A bancada do PT na Assembleia, por meio de nota, citou a baixa execução de recursos por parte do Executivo à educação e classificou o programa de “tardio” e com “caráter eleitoreiro” (🔒).

Governo do RS concretiza negociação da CEEE-T com assinatura de contrato – O contrato de repasse do braço de transmissão da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE-T) foi assinado ontem pelo governo do RS. Em julho, a CPFL Energia arrematou a estatal em leilão realizado na B3, a bolsa de valores em São Paulo, por 2,67 bilhões de reais. A CEEE-T conta com 56 subestações e opera outras 18 unidades. O objetivo da CPFL é seguir com a expansão da malha, do consumo e da oferta de energia. E isso, segundo o presidente da CPFL, Gustavo Estrella, deverá ocorrer no curto prazo. A privatização da CEEE faz parte do processo para o governo gaúcho aderir ao Regime de Recuperação Fiscal junto à União – processo que também avança na Assembleia Legislativa. O setor de distribuição da companhia foi arrematado em março para a Equatorial Energia por 100 mil reais. O próximo passo do Piratini será a desestatização da parte de geração da CEEE. O edital deve ser lançado até o fim de 2021.

Por que Porto Alegre não terá fiação subterrânea num futuro próximo

A CEEE Equatorial deu início em outubro a uma ofensiva que quer despoluir visualmente o céu de Porto Alegre. A ação visa retirar cabos e fios excedentes dos postes da cidade. No mês passado, mais de 60 empresas foram chamadas para uma reunião, que também contou com a participação de representantes da Prefeitura e do Ministério Público, para tratar do assunto.

A empresa, que é responsável pela distribuição de energia elétrica em Porto Alegre há cerca de 100 dias, afirma que muitos dos cabos são instalados em postes sem nenhum aviso ou mesmo por empresas não cadastradas. Em outras, trata-se de uma fiação totalmente irregular que se acumula com o passar do tempo.

A retirada deste material nesta operação começou pela Avenida Francisco Silveira Bitencourt, no bairro Sarandi. No entanto, a iniciativa ainda não será suficiente para fazer da Capital uma cidade onde a fiação seja, ao menos na maior parte do território, subterrânea. Ainda que a ideia esteja no horizonte do poder público, a justificativa para isso é simples: o custo elevado que a proposta exige para ser cumprida.

O assunto, frise-se, passa da esfera energética ou das telecomunicações. Liberar a cidade de emaranhados de cabos e fios pendurados em postes proporciona benefícios que vão da saúde à economia, uma vez que ruas se tornam mais confortáveis e comércios ficam menos tempo sem luz, como quando ocorrem eventos climáticos fortes.

Só que, por ora, a promessa é que o início de uma nova etapa na instalação dos fios em Porto Alegre se inicie apenas com a revisão do Plano Diretor – que está atrasada por causa da pandemia.

Leia a reportagem completa



Outros links:


Vacina, sim!

Porto Alegre mantém a vacinação contra a Covid para pessoas com 12 anos ou mais nesta sexta-feira. A aplicação será feita em 35 unidades de saúde e em 16 farmácias, além do Shopping João Pessoa, do Largo Glênio Peres e do Rolê da Vacina na Escola Municipal de Ensino Fundamental Timbaúva.


OFERECIMENTO


Cultura

Simpósio discute políticas públicas para o livro

Divulgação

Essa semana, de 14 a 16 de outubro, está acontecendo o simpósio online Por uma Lei da Bibliodiversidade. Com o objetivo de debater a cadeia produtiva e as políticas públicas do livro, o evento tem como ponto de partida a celebração dos 40 anos da Lei Lang, que regulamentou o mercado editorial francês. A repórter Luísa Kiefer conversou com Marisa Deaecto, uma das curadoras do evento. Confira a entrevista.

Agenda ()
 

De hoje a 25 de outubro, sempre às 20h, acontecem as ações do projeto Plataforma Lilith. As performances, bate-papos e exposição desenvolvidas pelas artistas do Coletivo Quântico são virtuais, com acesso gratuito. 

O Palco Giratório Sesc apresenta o monólogo Ícaro, que aborda temas universais pelo ponto de vista de pessoas cadeirantes. A transmissão ocorre às 20h, no canal do Sesc Brasil no YouTube. 

O espetáculo Queen Experience In Concert leva Rock’n’Roll e música erudita ao palco do Teatro do Bourbon Country, às 21h. Um encontro entre banda e orquestra, conduzido pelo maestro Eduardo Pereira


Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


Você viu?

Não é mágica, nem sinopse de filme americano: grandes mestres mudam, sim, a vida de seus alunos. Um experimento realizado por um psicólogo de Harvard numa escola da Califórnia, nos EUA, descobriu que o desempenho das crianças evolui de forma muito significativa à medida que seus mentores lhes ouvem, confiam, aconselham e estimulam, além de preservar neles memórias de grande apreço e carinho. Reportagem da Revista Gama buscou diversas personalidades diferentes, desde um escritor até um neurocientista, para perguntar quais as memórias mais marcantes de seus professores durante a infância e a adolescência. Unanimemente, o cuidado, o zelo e o apreço dos educadores são as lembranças mais doces: alguns professores marcam nossas trajetórias porque nos fazem acreditar e potencializar quem somos e o que temos de melhor, e mudam nossas trajetórias para sempre.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito