Matinal News

RS deve suspender cogestão tentando evitar cenário ainda pior

Change Size Text
RS deve suspender cogestão tentando evitar cenário ainda pior
Sistema de transparência da prefeitura é falho e omite informações ao cidadão Nomes e CPFs de contribuintes foram repassados pela prefeitura de Porto Alegre ao Matinal Jornalismo como se fossem de devedores do município, quando, na verdade, essas pessoas estão em dia com suas obrigações tributárias. A informação errônea foi enviada através do sistema da Lei de Acesso à Informação (LAI) – um mecanismo que permite a qualquer cidadão solicitar dados ou explicações ao poder público. Matinal só descobriu que os dados não eram verdadeiros ao solicitar uma entrevista com o secretário da Fazenda para comentar a lista de devedores. A falha foi detectada em 12 de fevereiro e corrigida somente 11 dias depois – e apenas pelo canal da assessoria de imprensa. A resposta enviada via LAI, entretanto, não foi retificada no sistema de atendimento ao cidadão (e-Sic), que foi criado para viabilizar esse tipo de consulta.  Publicidade Em reportagem produzida por Naira Hofmeister e Pedro Papini, o Matinal expõe falhas de transparência que vêm ocorrendo desde a gestão de Nelson Marchezan Jr. (PSDB). Em sua posse, Sebastião Melo (MDB) prometeu priorizar a área, mas além dos dados errados recebidos pela redação, foram constatadas informações equivocadas em  relatórios recentes, que informam solicitações negadas como “atendidas”, mascarando nível de transparência do Município. Leia a reportagem completa O que mais você precisa saber Sob pressão, modelo de cogestão pode ser suspenso – O sistema de cogestão do distanciamento controlado poderá ser suspenso hoje, após uma reunião entre Governo do Estado, Famurs e 27 associações de prefeitos. Em face ao aumento alarmante que leva o Rio Grande do Sul ao colapso no seu sistema de saúde, o governador Eduardo Leite (PSDB) publicou um apelo a prefeitos no fim da noite. No vídeo, ele pediu para que as restrições recomendadas pelo modelo de distanciamento controlado fossem adotadas nos municípios – algo que é opcional no caso da gestão compartilhada. A suspensão do dispositivo é um dos pedidos do Conselho de Especialistas de apoio ao governo, que emitiu uma nota intitulada: “Precisamos agir rápido e de forma efetiva para evitar a maior crise sanitária da história recente do Rio Grande do Sul”. Ontem, além de registrar o maior número de novos infectados pelo coronavírus em 2021, o RS ultrapassou as 12 mil mortes por Covid-19. E isso com praticamente 90% de seus leitos de UTI ocupados.   Prefeitura descarta lockdown mesmo à beira do colapso da saúde – Na noite de ontem, Porto Alegre tinha 400 pessoas com Covid-19 lutando pela vida em leitos de UTI. O número, além de recorde, supera em 37% o que havia sido projetado anteriormente como teto do sistema de saúde. Há, pelos números da Secretaria Municipal da Saúde, quase 10 mil casos ativos da doença na cidade – além de 14,2 mil suspeitos. Ainda assim, a Prefeitura descartava, até ontem, medidas mais restritivas. Mas se houver, a depender dos dados analisados nas reuniões de hoje com hospitais, o comércio será preservado. Sem lockdown, o que poderá acontecer é a proibição de acesso a praças, parques e à orla do Guaíba. Por ora, de concreto, houve […]

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium
ou faça login

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

Publicidade
Publicidade

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.