Matinal News

RS terá temperaturas próximas de 0ºC nesta semana

Change Size Text
RS terá temperaturas próximas de 0ºC nesta semana Porto Alegre amanheceu com céu nublado nesta segunda-feira | Foto: Marcela Donini/Matinal

O Inmet publicou um alerta de temperaturas baixas para quase todo o RS nos próximos dias. A semana terá mínimas próximas de 0 °C, com chances de neve na serra entre sexta e sábado e com marcas que podem ficar 5ºC abaixo da média para o período.

A nova onda de frio pode levar a capital gaúcha a bater mais um recorde. Depois de uma mínima de 3,2°C em 1° de julho, conforme medição do Inmet, Porto Alegre registrou 2,9°C na madrugada de sábado.

Publicidade

O impacto do ar polar será maior na metade sul, segundo a MetSul. Oeste, fronteira com o Uruguai, Serra do Sudeste e o Sul enfrentarão as menores mínimas dos próximos dias. A madrugada de terça-feira deve ter as marcas mais baixas da semana no estado. A previsão para a semana é de instabilidade com muitas nuvens, chuva e garoa no norte e no nordeste, provocando tardes muito frias principalmente na serra.

Governo do RS recomenda vacinação contra sarampo

Com o aumento de casos da doença ao redor do mundo, a Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul (SES) recomendou a vacinação contra o sarampo, principalmente para quem pretende viajar para o exterior. Segundo alerta publicado ontem, a preocupação é devido ao maior deslocamento de pessoas em razão da temporada de férias de inverno e das Olimpíadas de Paris, que ocorre a partir de 26 de julho. A Europa é uma das regiões mais atingidas, com quase 6 mil casos nos últimos 12 meses. Em maio deste ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou sobre a propagação do sarampo em escala global, que praticamente duplicou em comparação com o ano passado. No RS,  a cobertura vacinal de sarampo é de 92%, e o último registro de sarampo no estado foi em abril de 2020. A vacina é recomendada para pessoas de 1 a 29 anos (duas doses da vacina tríplice viral) e de 30 a 59 anos (uma dose da vacina tríplice viral). Para garantir proteção, é indicado que quem for viajar tome a vacina pelo menos 15 dias antes do embarque.

Milhares de animais resgatados seguem sem lar

Mais de dois meses das enchentes que assolaram o estado, cerca de 15 mil cães e gatos permanecem em abrigos. Porto Alegre contabiliza 4.247 bichos desabrigados e mantém o alerta para o risco de aglomeração, gerando surtos de doenças infectocontagiosas e más condições dos abrigos do município – conforme mostrou esta reportagem da Matinal. Parte dos animais resgatados da capital participa de uma feira de adoção no Shopping Total, realizada em parceria com a prefeitura e a ONG Cão da Guarda de Proteção Animal. Os animais que não forem adotados serão devolvidos aos abrigos de onde vieram. Na semana passada, foi realizada uma audiência pública na Assembleia Legislativa, conduzida pela deputada Luciana Genro (PSOL), para discutir possíveis alternativas. As prefeituras de Canoas e Porto Alegre, que têm o maior número de animais abrigados, foram convidadas, mas não enviaram representantes. Na reunião, voluntários mencionaram a falta de apoio governamental, exaustão física e mental, além da escassez de recursos para atender à demanda.

Veja a íntegra da Matinal News desta segunda-feira, 8 de julho.

RELACIONADAS

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.