Matinal News

Vacina contra Covid-19 testada na PUCRS tem bons resultados

Change Size Text
Vacina contra Covid-19 testada na PUCRS tem bons resultados

O que você precisa saber hoje
 

Testes de vacina na Capital são animadores – A possibilidade de uma vacina eficaz contra a Covid-19 tem ganhado força com o andamento dos testes feitos em Porto Alegre. São 300 voluntários que receberam a vacina chinesa no Hospital São Lucas, da PUCRS, uma das 12 instituições no Brasil que faz testes da CoronaVac, da farmacêutica Sinovac. No País, a produção tem parceria com o Instituto Butantan. Os primeiros resultados reforçam a eficácia da imunização e apresentam outro indicador animador: quase nenhum efeito colateral. “Os que têm são muito leves, como dor no local da aplicação, um pouco de dor no corpo ou dor de cabeça. Parece ser uma vacina realmente muito segura, o que se evidenciava nos estudos iniciais”, observa o coordenador do Centro de Pesquisa do São Lucas, o médico infectologista Fabiano Ramos. Ainda que as promessas sejam cada vez mais numerosas, é preciso cautela. Ontem o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a população começará a ser vacinada em janeiro. Logo depois, a farmacêutica AstraZeneca suspendeu os testes da vacina desenvolvida em conjunto com a Universidade de Oxford, devido a uma reação séria em um dos voluntários, no Reino Unido. A medida é prevista nos protocolos. Especialistas alertam que a corrida para uma vacina em tempo recorde pode acabar por comprometer sua eficácia.

Média móvel de mortes cai no RS – No dia em que registrou mais 44 mortes, totalizando 3,8 mil vidas perdidas por Covid-19, o Rio Grande do Sul viu a relação da média de mortes cair. Depois de três dias de estabilidade, houve uma queda de 16% na média de vítimas fatais. A ocupação dos leitos de UTI em Porto Alegre segue estável, com aumento da média móvel mas redução em comparação com a última semana. Mesmo assim, a situação do sistema de saúde da Capital segue preocupante. “Estamos verificando uma situação de sobrecarga no sistema”, comentou o doutor em Epidemiologia e professor da UFRGS, Paulo Petry. “Sem dúvida é uma situação que ainda preocupa. Nós temos um patamar bastante elevado. Se olharmos os três principais hospitais públicos de referência para a covid, eles não estão com menos de 84,85% das suas UTIs ocupadas”. A terça-feira terminou com ocupação média de 87% nos hospitais da Capital. Praticamente metade dos 726 pacientes em tratamento intensivo tinham relação com o coronavírus – casos confirmados ou suspeitos.

A aulas presenciais voltaram – Pelo calendário do Governo do Estado, as aulas presenciais estão liberadas para retornar desde ontem em determinadas regiões. Seguindo uma série de protocolos de segurança, a retomada começaria pela rede particular de educação infantil. A volta foi tímida, como era de esperar: nas nove cidades em condições de reabrir salas de aula, poucas escolas se animaram. Desde o início dos planos de retomada, entidades como a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e o Cpers se mostraram contrários ao retorno das aulas presenciais por não considerarem o ambiente seguro. “As crianças serão as cobaias do governo”, afirmou a presidente do Cpers, Helenir Aguiar Schürer. Para o presidente da Famurs, Maneco Hassen, “não há uma estrutura mínima para garantir que os protocolos sanitários sejam cumpridos”. O secretário estadual de Educação, Faisal Karam, reafirmou que a decisão do retorno às salas de aula não é obrigatória, mas uma decisão que deve ser avalizada por prefeitos e pais de alunos. “Ninguém está obrigando ninguém a voltar.”

Eleições em Porto Alegre – O prazo final para apresentação das candidaturas vence na próxima quarta, em 16 de setembro, mas tudo indica que até o final desta semana o páreo estará definido. Pelo menos cinco partidos farão suas convenções no sábado, dia 12: PCdoB, PDT, PP, PT e PTB. O PSOL fará a sua no dia 10 e o MDB, dia 14. A única sigla que até ontem à noite ainda não tinha definido a data para convenção é o PSDB, que está por lançar Nelson Marchezan Jr à reeleição. O prefeito enfrenta um processo de impeachment na Câmara, a ser concluído às vésperas do primeiro turno. Enquanto isso, a dança das cadeiras das eleições de novembro continua: o atual vice-prefeito e pré-candidato a prefeito Gustavo Paim (PP) perdeu seu colega de chapa, Mario Ikeda (PRTB), que concorrerá a vereador (🔒). Em outra desistência, o pré-candidato do Patriotas, André Cecchini, retirou-se da disputa. O partido irá apoiar a candidatura do PTB, de José Fortunati, que ontem também recebeu apoio do Podemos (🔒).

Impeachment construído em churrasco – Tem peso grande no processo de impeachment de Marchezan a relação que o prefeito vinha construindo com o PSL – partido que detém um precioso e cobiçado tempo na propaganda eleitoral desta campanha. Nesta reportagem, o repórter Fábio Schaffner relata bastidores das articulações dos vereadores da Capital, que mesclaram cálculos políticos e eleitorais para fortalecer a intenção de afastamento do prefeito. Marchezan é forte candidato à reeleição, de acordo com pesquisas internas das legendas. As conversas entre parlamentares sobre o assunto ocorreram até durante um churrasco, realizado já em tempos de isolamento social. Autorizado a prosseguir pela justiça, o processo ainda não tem datas das oitivas marcadas.

Outros links:


Cultura

Unimúsica 2020: Maria Beraldo inquieta

Foto: Jonathan Wolpert

A cantora e instrumentista Maria Beraldo é uma das convidadas do Unimúsica 2020 – festival promovido pela UFRGS, que começa na próxima segunda-feira, totalmente online e dedicado a mulheres instrumentistas. Beraldo antecipou ao repórter Ricardo Romanoff o que vai apresentar na noite de 15 de setembro e falou sobre homofobia na cena musical, a parceria decisiva com o músico Arrigo Barnabé e o momento atual de sua carreira, após o lançamento de Cavala (2018), seu primeiro álbum solo. Confira o perfil da cantora.

Agenda

Às 19h30min, a Escola de Comunicação, Artes e Design da PUCRS promove uma conversa sobre o protagonismo das mulheres na indústria criativa. A produtora Camila Groch e a realizadora Janaína Fischer falam sobre o tema com a professora Aletéia Selonk.

De hoje a 13 de setembro, sempre às 20h, o Itaú Cultural realiza a edição musical do festival Arte como Respiro, reunindo 15 artistas contemplados pelo edital de emergência desenvolvido pela instituição.


Você viu?

Referência nacional no circuito de shows, o bar Agulha, localizado na zona norte de Porto Alegre, apresentou ontem o projeto Agulha.r, com patrocínio da Natura Musical e da Secretaria de Estado da Cultura. Por meio de conteúdos audiovisuais, artistas vão compartilhar com o público parte de seus processos criativos em formato online – incluindo sessões musicais caseiras em vídeo. Com curadoria do produtor Guilherme Thiesen Netto e entrevistas conduzidas pela jornalista Marília Feix, a iniciativa terá 15 convidados – um surpresa e 14 já anunciados: Andressa Ferreira, Ana Frango Elétrico, Cristal, Jadsa, Josyara, Juliano Guerra, Julio Heerlein, Katu Mirim, Lígia Lasevi, Negro Leo, Saskia, Valéria, Zilla DXG e Zudizilla. 

RELACIONADAS
Inscreva-se no ZapMatinal

Receba todas as manhãs um boletim com as principais notícias sobre Porto Alegre e o RS pelo WhatsApp. Além da mensagem em texto, o ZapMatinal traz também uma versão em áudio.

Ou ouça na sua plataforma de streaming favorita

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.