Reportagem

Um ano após edição marcada por irregularidades, Porto Alegre em Cena 2022 será em novembro

Change Size Text
Um ano após edição marcada por irregularidades, Porto Alegre em Cena 2022 será em novembro Porto Alegre em Cena será terá 29ª edição em 2022 | Foto: Urich Santana/ Divulgação PMPA

Prefeitura publica edital para selecionar o responsável pela produção do festival de artes cênicas. Evento ocorre há 28 anos na capital gaúcha, mas é realizado pela mesma “panela” de artistas desde 2015 e teve certame direcionado na edição 2021

A Prefeitura de Porto Alegre publicou nesta terça-feira, 10 de maio, o edital de chamamento público que irá selecionar a empresa responsável pela produção do festival Porto Alegre em Cena 2022. Será a 29ª edição do evento, que ocorre anualmente desde 1994 e está previsto para ocorrer entre 23 de novembro e 3 de dezembro.

Um dos mais tradicionais do teatro do Sul do país, o evento teve sua última edição, em 2021, marcada por indícios de direcionamento na seleção de seus realizadores, conforme denúncia publicada em parceria pelo Matinal e Nonada

Na ocasião, a reportagem apontou que o edital de seleção publicado à época estava formatado para favorecer uma associação criada por um ex-comissionado da Secretaria Municipal de Cultura, o artista Fernando Zugno. As cartas marcadas para o chamamento teriam sido montadas sob orientação do ex-secretário à época, Luciano Alabarse. Por conta das irregularidades, a escolha da associação foi anulada pela Prefeitura e um novo certame foi realizado.

O edital deste ano indica que as empresas interessadas na produção do festival poderão enviar suas propostas a partir desta quarta, 11 de maio, até o próximo dia 18. A documentação necessária para o cadastramento deve ser enviada ao e-mail [email protected].

Panela em cena

Na última sexta-feira, 6 de maio, o Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do RS (Sated/RS) havia manifestado preocupação pelo atraso na publicação do certame, o que poderia inviabilizar a realização do festival, que é alvo de desconfiança da entidade por conta dos escândalos recentes. 

Exemplo disso é que, mesmo com a anulação do certame do ano passado após as denúncias de direcionamento publicadas pelo Matinal e Nonada, um dos supostos beneficiados pelas cartas marcadas, Fernando Zugno, foi contratado sob dispensa de licitação para assumir a curadoria do festival. Na ocasião, Zugno recebeu R$ 28 mil pelo cargo.

Para além das denúncias de direcionamento, entre 2015 a 2020, o evento foi produzido e realizado por uma mesma “panelinha” de artistas porto-alegrenses, conforme levantamento do Matinal.

Sobre os atrasos na publicação do edital, o Sated afirmou que “alertou a comunidade cultural sobre o risco de este ano não ocorrer o festival e ficou evidente a mobilização da classe artística para que ele não deixasse de acontecer”, disse em nota ao Matinal. “O próximo passo é exigirmos que a curadoria de toda a programação do festival não seja mais decidida por um única pessoa e sim que aconteça uma curadoria coletiva, representativa e pública para essa edição”.

Contatado via WhatsApp e questionado sobre se será o curador desta edição ou se participará da seleção para a produção do festival, Zugno não respondeu às mensagens da reportagem.

Gostou desta reportagem? Garanta que outros assuntos importantes para a sociedade gaúcha sejam abordados: seja nosso assinante.

Reportagens investigativas e de grande importância para a democracia como esta só são possíveis graças ao investimento dos nossos assinantes premium. Além disso, os nossos assinantes premium têm acesso a todo o conteúdo do Roger Lerina, à revista Parêntese, à versão completa da NewsMatinal, a descontos nos nossos cursos e a muito mais. Com o preço de dois cafezinhos por dia você tem mais informação, cultura e ainda ajuda o jornalismo local independente. Assine!
Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! Faça login e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Gostou desta reportagem? Ela é possível graças a sua assinatura.

O dinheiro investido por nossos assinantes premium é o que garante que possamos fazer um jornalismo independente de qualidade e relevância para a sociedade e para a democracia. Você pode contribuir ainda mais com um apoio extra ou compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
RELACIONADAS
;
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.