Reportagem

Eduardo Leite faz alerta para situação da capital e Região Metropolitana

Change Size Text
Eduardo Leite faz alerta para situação da capital e Região Metropolitana Crise se instala na capital e na região metropolitana, principalmente às margens do Guaíba e seus tributários. Foto: Gregório Mascarenhas/Matinal

Em coletiva no final da tarde desta sexta-feira, Eduardo Leite (PSBD) falou sobre a gravidade da situação vivida no Rio Grande do Sul. Às 18h, o estado registra 39 mortes e 68 pessoas desaparecidas. O governador afirma que, depois do ápice dos eventos críticos na região central, dos vales e na serra, onde há “muitos estragos e muita dificuldade para acessar e salvar pessoas”, ainda não foi ultrapassado o momento de emergência. “Houve precipitações extremas em algumas localidades, com registro de 800mm desde segunda-feira, com a possibilidade de que locais tenham recebido até 1000mm”, afirmou.

Neste momento, segundo o governador, a crise se instala também na capital e na região metropolitana, principalmente às margens do Guaíba e seus tributários – Jacuí, Gravataí, Caí e Rio dos Sinos. “Todos os sistemas de proteção estão sendo estressados, postos à prova por um volume muito insistente de água”, declarou o Leite. “Não há como garantir que não haja algum tipo de ruptura, e uma eventual ruptura pode causar uma onda arrastando as pessoas. Por isso tivemos uma ordem de evacuação na cidade de Porto Alegre e nos outros municípios da região”, disse.

Publicidade

Leite deu ênfase para áreas da zona sul, do Centro Histórico, Quarto Distrito até o aeroporto em Porto Alegre. Na região metropolitana, o foco é Eldorado do Sul e de Guaíba. Nos próximos dias o alerta é para outras cidades às margens da Lagoa dos Patos, até a desembocadura em Rio Grande.

Além da bacia do Guaíba, também o Vale do Taquari tem ainda inundação severa, com risco de deslizamento das regiões de morro. No nordeste do estado, os rios que contribuem para a bacia Antas-Taquari seguem em alerta, a despeito da trégua da chuva. Possíveis novas precipitações e represamento das águas pela força do vento sul, neste momento, são os maiores riscos.

Soma-se agora a bacia do Uruguai à lista de áreas de atenção, devido às chuvas mais recentes que atingiram o norte do estado e o oeste de Santa Catarina – tanto no alto curso do rio, quanto em áreas mais baixas, até a fronteira oeste.

Na região metropolitana, antes da desembocadura do Rio dos Sinos, há alerta de inundação de Taquara e nos municípios a jusante. O mesmo ocorre com o Gravataí, que pode inundar regiões da cidade homônima, além de Cachoeirinha e Alvorada.

O governador apela para que a população se mantenha distante das áreas alagáveis e também das regiões com risco geológico de deslizamentos de terra. Leite falou sobre as dificuldades logísticas nos resgates por terra, por conta dos bloqueios de rodovias, e mesmo por aeronaves, como consequência das chuvas que dificultaram os salvamentos pelo ar. “Mais de 8 mil pessoas resgatadas de diversas formas, com aeronaves, botes, caminhões”, disse.

“Vamos tirar dinheiro de onde for para ajudar as pessoas, vamos encaminhar um volume muito maior de recursos diretamente aos municípios, sem burocracia. Se for comprar telhas, hora-extra para maquinário, o que for necessário”, exemplificou o governador. O estado, segundo ele, não exigirá plano de trabalho para aportar recursos nas contas dos municípios.

Gostou desta reportagem? Garanta que outros assuntos importantes para o interesse público da nossa cidade sejam abordados: apoie-nos financeiramente!

O que nos permite produzir reportagens investigativas e de denúncia, cumprindo nosso papel de fiscalizar o poder, é a nossa independência editorial.

Essa independência só existe porque somos financiados majoritariamente por leitoras e leitores que nos apoiam financeiramente.

Quem nos apoia também recebe todo o nosso conteúdo exclusivo: a versão completa da Matinal News, de segunda a sexta, e as newsletters do Juremir Machado, às terças, do Roger Lerina, às quintas, e da revista Parêntese, aos sábados.

Apoie-nos! O investimento equivale ao valor de dois cafés por mês.
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Gostou desta reportagem? Ela é possível graças a sua assinatura.

O dinheiro investido por nossos assinantes premium é o que garante que possamos fazer um jornalismo independente de qualidade e relevância para a sociedade e para a democracia. Você pode contribuir ainda mais com um apoio extra ou compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! Faça login e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
RELACIONADAS
;

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.