Reportagem

Encontro de Embaixadores destaca importância de inovação

Change Size Text
Encontro de Embaixadores destaca importância de inovação Foto: Rosi Boni / Divulgação

Retomada de evento com diplomatas na Federasul também apontou para importância que a energia limpa terá para negócios no futuro

Diante de um mundo enfrentando graves crises com a pandemia e a guerra na Ucrânia, setores empresariais buscam enxergar as oportunidades para contornar as dificuldades. Para isso, a inovação é entendida como chave para o desenvolvimento. Esta temática marcou a volta do Encontro de Embaixadores, realizado novamente após 16 anos, na tarde desta quinta-feira, 30 de junho, na sede da Federasul, em Porto Alegre. 

O presidente da Federasul, Anderson Trautman Cardoso, destacou que o cenário global ressaltou a importância de diversificar as cadeias de produção. “A globalização, o comércio internacional não são pendências, são fatos”, definiu. 

O embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zonshine, usou exemplos de seu país, principalmente, quanto ao ambiente propício à pesquisa, fundamental para vencer as questões naturais do país, cujo clima é árido e há escassez de chuva, além de eventuais “vizinhos não amigáveis”. Conforme ele, Israel investe quase 5% de seu PIB em pesquisa e desenvolvimento. “É muito dinheiro e muito esforço para esta área. Isso é uma coisa que começou 30 anos atrás”, afirmou.

Hoje dá frutos. No país do Oriente Médio são, em média, criadas cerca de 1,4 mil startups por ano. Zonshine exaltou o ecossistema de Israel, composto por um esforço em conjunto entre universidades, setor público, legislação específica e o setor privado. 

A integração de diferentes entes para o fomento da inovação foi algo destacado pelo cônsul-geral dos Estados Unidos no Rio Grande do Sul, Shane Christensen, que celebrou o encontro na Federasul como “uma grande oportunidade para celebrar o espírito de inovação e empreendedorismo no RS”. Ele elogiou ações desenvolvidas no Instituto Caldeira, além de iniciativas como o Pacto Alegre e o investimento do Governo do Estado em inovação através do programa Avançar. 

Energia limpa no horizonte

Christensen recomendou que a inovação deverá ser pensada em benefício de todos: “A inovação é o principal motor do crescimento econômico. É por isso que estamos priorizando o investimento compartilhado em inovação, que abrange indústria e cria oportunidades econômicas para todas as pessoas”, afirmou o cônsul. Ele vê um grande potencial do Rio Grande do Sul na transformação para o mercado de energia verde e garantiu que há o interesse dos Estados Unidos em promover o desenvolvimento sustentável. Como exemplo disso, contou da capacitação no idioma inglês em comunidades carentes. “A indústria de tecnologia luta para encontrar trabalhadores com fluência em inglês”, sublinhou. 

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Joel Maraschin, reforçou a importância do papel da energia para o futuro da economia gaúcha: “A energia é a garantia de desenvolvimento para o futuro”, disse. “Nós não vamos conseguir trazer mais desenvolvimentos se não tivermos capacidade de energia.”

A mesma pauta voltou a ser abordada já no fim do evento, pelo cônsul-geral da Alemanha no RS, Milan Simandi: “Temos muito potencial para avançar em novos investimentos, como por exemplo, na área de energia”, afirmou ele, que ponderou ser necessário que lideranças políticas percebam as oportunidades de negócio.

Farsul destaca que há potencial para agro crescer mais no PIB; China sinaliza mais importações

No campo do agronegócio, o presidente da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira, apontou que é necessário resolver gargalos para potencializar o agronegócio gaúcho no mercado internacional. “Nós aqui no RS ficamos isolados”, afirmou, ao comentar sobre a falta de uma malha ferroviária. Citando a região do pampa como uma fronteira agrícola, ele projetou que o agronegócio tem potencial de gerar um impacto de R$ 36 bilhões ao PIB do Rio Grande do Sul. “Precisamos ter entendimento da nossa realidade.”

E muito das exportações do agro do Rio Grande do Sul tem como destino a China, um mercado que pode abrir-se ainda mais. Ministra-conselheira da Embaixada da China, Shao Yngjun, em participação remota, sinalizou que o gigante oriental está disposto a comprar mais produtos do lado de cá do mundo. “A China está ampliando espaços para importações e esperamos que o Brasil e o Rio Grande do Sul acompanhem essa oportunidade de crescimento”, afirmou ela, que citou também que o país tem cerca de 300 empresas investindo no Brasil. “A China não fechará a porta de abertura, ela só abrirá mais e de forma mais ampla.”

O comércio exterior foi abordado pelos últimos diplomatas a falarem, oriundos dos demais países do Mercosul: Paraguai, Argentina e Uruguai. Os representantes defenderam o acordo do bloco da América do Sul com a União Europeia – tratado que está em revisão há cerca de três anos. “Interpretamos o acordo com a União Europeia mais como um acordo comercial. É um avanço estratégico para uma economia competitiva e dinâmica”, explicou o Cônsul-geral do Paraguai no RS, embaixador José Milcíades Martinez Lezcano.

O Encontro de Embaixadores foi retomado após 16 anos. Participaram nesta quinta diplomatas de sete países – Israel, Estados Unidos, China, Argentina, Uruguai, Paraguai e Alemanha – além de cerca de 250 participantes, entre empresários e representantes políticos.

Gostou desta reportagem? Garanta que outros assuntos importantes para a sociedade gaúcha sejam abordados: seja nosso assinante.

Reportagens investigativas e de grande importância para a democracia como esta só são possíveis graças ao investimento dos nossos assinantes premium. Além disso, os nossos assinantes premium têm acesso a todo o conteúdo do Roger Lerina, à revista Parêntese, à versão completa da NewsMatinal, a descontos nos nossos cursos e a muito mais. Com o preço de dois cafezinhos por dia você tem mais informação, cultura e ainda ajuda o jornalismo local independente. Assine!
Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! Faça login e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Gostou desta reportagem? Ela é possível graças a sua assinatura.

O dinheiro investido por nossos assinantes premium é o que garante que possamos fazer um jornalismo independente de qualidade e relevância para a sociedade e para a democracia. Você pode contribuir ainda mais com um apoio extra ou compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
RELACIONADAS
;
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.