Reportagem

Guaíba supera marca histórica de enchente de 1941

Change Size Text
Guaíba supera marca histórica de enchente de 1941 Guaíba superou os 5 metros nesta sexta-feira | Foto: Giulian Serafim / PMPA

Cofirmando as piores projeções, o Guaíba superou a inundação histórica de 1941, quando as águas chegaram a 4,75 metros e alagaram parte do Centro Histórico da cidade. A marca foi batida na noite de sexta-feira (03/5). Na tarde deste sábado, o nível já estava em 5,16 metros. As autoridades pedem que se evitem deslocamentos desnecessários. O prefeito Sebastião Melo também apelou para que a população racione o consumo de água.

Foto: Martina Lersch

Publicidade

O alagamento na área central da cidade se agravou ao longo da madrugada, chegando na Rua dos Andradas. No bairro Menino Deus, o Parque Marinha do Brasil apresentava diversos pontos de acúmulo d’água, assim como as avenidas Praia de Belas e Borges de Medeiros, onde o trânsito ficou bloqueado na altura do shopping Praia de Belas.

Água entrou no subsolo do estacionamento do Shopping Praia de Belas | Fotos: Moreno Osório

A água chegou na Rua José de Alencar, onde está localizado o Hospital Mãe de Deus, cuja emergência foi fechada para novos pacientes; houve ainda casos pontuais de pessoas internadas que precisaram ser tranferidas neste sábado.

A prefeitura já contabiliza mais de 2,6 mil pessoas acolhidas provisoriamente na capital. As cheias têm provocado estragos desde a última quinta-feira, afetando principalmente o Centro Histórico, 4° Distrito e as regiões das ilhas de Porto Alegre. As aulas na rede municipal devem ser retomadas apenas na quarta-feira.

Parque Marinha do Brasil

Parque Marinha do Brasil | Foto: Moreno Osório
Avenida Borges de Medeiros

Orla do Guaíba, Trecho 3 | Foto: Moreno Osório

Acompanhe a cobertura das enchentes.

Gostou desta reportagem? Garanta que outros assuntos importantes para o interesse público da nossa cidade sejam abordados: apoie-nos financeiramente!

O que nos permite produzir reportagens investigativas e de denúncia, cumprindo nosso papel de fiscalizar o poder, é a nossa independência editorial.

Essa independência só existe porque somos financiados majoritariamente por leitoras e leitores que nos apoiam financeiramente.

Quem nos apoia também recebe todo o nosso conteúdo exclusivo: a versão completa da Matinal News, de segunda a sexta, e as newsletters do Juremir Machado, às terças, do Roger Lerina, às quintas, e da revista Parêntese, aos sábados.

Apoie-nos! O investimento equivale ao valor de dois cafés por mês.
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Gostou desta reportagem? Ela é possível graças a sua assinatura.

O dinheiro investido por nossos assinantes premium é o que garante que possamos fazer um jornalismo independente de qualidade e relevância para a sociedade e para a democracia. Você pode contribuir ainda mais com um apoio extra ou compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! Faça login e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
RELACIONADAS
;

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.