Crônica

Pedro Bala na vida de Ismaïl

Change Size Text
Pedro Bala na vida de Ismaïl

Novembro de 2021, Argentan – França

Ismaïl leu Capitães da Areia (1937) em árabe. Ele me mostrou a capa do livro na tela do celular e fez um certo esforço de memória para mencionar o nome do personagem Pedro Bala. Dava para perceber que não era uma leitura recente, Bala e os outros meninos do escritor Jorge Amado estavam escondidos na memória de meu colega sudanês. Mas o livro do autor brasileiro nos colocou em contato, isso é o que conta. Falamos por um tempo e a história foi ganhando forma.

Pedro Bala era o líder dos Capitães da Areia, um grupo de menores sobreviventes na cidade de Salvador. Reunidos os jovens praticavam pequenos delitos, crimes que deixavam a imprensa e a polícia no encalço dos meninos que seguiam no anonimato. Sob as ordens de Bala estavam outros tantos como o Sem-Pernas, o Gato, o Professor e o Pirulito. Dora era a única menina entre eles, ela que entra na história mais ou menos na metade do livro em diante.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

Novembro de 2021, Argentan – França

Ismaïl leu Capitães da Areia (1937) em árabe. Ele me mostrou a capa do livro na tela do celular e fez um certo esforço de memória para mencionar o nome do personagem Pedro Bala. Dava para perceber que não era uma leitura recente, Bala e os outros meninos do escritor Jorge Amado estavam escondidos na memória de meu colega sudanês. Mas o livro do autor brasileiro nos colocou em contato, isso é o que conta. Falamos por um tempo e a história foi ganhando forma.

Pedro Bala era o líder dos Capitães da Areia, um grupo de menores sobreviventes na cidade de Salvador. Reunidos os jovens praticavam pequenos delitos, crimes que deixavam a imprensa e a polícia no encalço dos meninos que seguiam no anonimato. Sob as ordens de Bala estavam outros tantos como o Sem-Pernas, o Gato, o Professor e o Pirulito. Dora era a única menina entre eles, ela que entra na história mais ou menos na metade do livro em diante.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito