Ensaio

Maria Benedita de Queiros Montenegro, a nossa primeira atriz profissional

Change Size Text
Maria Benedita de Queiros Montenegro, a nossa primeira atriz profissional

No contrato da artista, havia obrigações descabidas como “aprender todo o gênero de cantorias” determinado pelo seu empresário

Durante séculos, nas narrativas consagradas da história da arte, a presença de grandes mulheres artistas foi omitida, ou categorizada de forma subalterna. Diversos estudiosos salientam a invisibilidade imposta às mulheres ao longo da história, como a historiadora francesa Michelle Perrot, que destaca  os espaços de silêncio nos quais as mulheres foram confinadas e a imposição de papéis e identidades aos quais foram subjugadas.

Apesar do contexto desfavorável, há registros da presença de algumas mulheres nos palcos brasileiros no final do século XVIII, mulheres que desafiaram o seu tempo, como  Maria Benedita de Queiros Montenegro, a primeira atriz profissional de Porto Alegre que temos registro, uma das primeiras do Brasil!

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium
ou faça login

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

No contrato da artista, havia obrigações descabidas como “aprender todo o gênero de cantorias” determinado pelo seu empresário

Durante séculos, nas narrativas consagradas da história da arte, a presença de grandes mulheres artistas foi omitida, ou categorizada de forma subalterna. Diversos estudiosos salientam a invisibilidade imposta às mulheres ao longo da história, como a historiadora francesa Michelle Perrot, que destaca  os espaços de silêncio nos quais as mulheres foram confinadas e a imposição de papéis e identidades aos quais foram subjugadas.

Apesar do contexto desfavorável, há registros da presença de algumas mulheres nos palcos brasileiros no final do século XVIII, mulheres que desafiaram o seu tempo, como  Maria Benedita de Queiros Montenegro, a primeira atriz profissional de Porto Alegre que temos registro, uma das primeiras do Brasil!

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium
ou faça login

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS
marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.