Ensaios Fotográficos

Cidade de cartão-postal

Change Size Text
Cidade de cartão-postal

Texto por Marcela Donini

“A mais simpática e a mais agradável entre todas as capitais de províncias brasileiras”. Assim descreveu Porto Alegre o viajante Von Tschudi, que passou por aqui em 1861, segundo nos conta Sérgio da Costa Franco em um de seus tantos livros sobre a cidade. Depois disso, a lista de superlativos sobre a capital gaúcha – e de piadas sobre nosso bairrismo – só cresceu. A rua mais bonita do mundo, dizem da Gonçalo de Carvalho. O pôr do sol mais lindo. A capital mais europeia do Brasil. 

De onde vem esse imaginário sobre Porto Alegre? 

Me deparei com essa questão durante a produção da minha dissertação de mestrado em Comunicação. Fui buscar respostas no Instagram e, ao longo da pesquisa, nos anos de 2013 e 2014, conheci o trabalho de Omar Freitas Junior, que mais tarde foi meu colega na redação de Zero Hora. Suas fotos da cidade já faziam sucesso na rede social (@omarfreitasjunior), com cenas de pontos clássicos da cidade ou de recantos escondidos, sempre em cores vibrantes.

“As pessoas costumam dizer que olham uma foto de Porto Alegre e sabem quando é minha. Gosto disso”, me disse numa breve conversa por telefone sobre sua trajetória.

Foi nas ruas da cidade que Omar se formou fotógrafo. Em 2004, aquela distante época pré-redes sociais e smartphones, comprou sua primeira câmera digital e, para driblar o medo de sair de casa com um objeto de valor, arrebanhou outros amadores em fóruns online e passou a organizar saídas. “Comecei a ler algumas coisas na internet sobre fotografia, mas eu queria mesmo sair pra rua”. No ano seguinte, nasceu o Sul fotoclube – e a paixão por ver o mundo por um pequeno visor. O primeiro encontro teve cerca de 10 pessoas. O coletivo existiu por uns oito anos e chegou a promover eventos com até 100 fotógrafos.

Em 2007, enquanto estudava Publicidade e Propaganda na PUCRS, Omar entrou na RBS, como assistente de multimídia. Mais tarde, viraria fotógrafo na empresa, onde trabalhou por quase 13 anos. A experimentação foi uma das marcas da sua passagem por lá. Uso de drones, fotos 360º, time lapse estão entre as inovações que ajudou a implementar no grupo.

Todas as fotos deste ensaio, aliás, foram clicadas por drone. Para Omar, é a chance de ver a cidade de um ângulo inédito e, quem sabe, entender alguns dos superlativos que rondam o imaginário de Porto Alegre.

“Uma amiga que veio visitar Porto Alegre pela primeira vez me disse: ‘o lugar não é tão bonito como a gente vê nas tuas fotos’ (risos). Talvez não seja mesmo, mas eu gosto de ressaltar as cores da cidade. No fim, é como eu vejo as coisas.”














Omar Freitas Junior nasceu em 1982, em Porto Alegre. Estudou publicidade mas formou-se fotógrafo nas ruas da cidade. Atua profissionalmente desde 2009, com experiência em paisagem urbana, arquitetura e gastronomia.

marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.

O matinal
PRECISA
de você

Precisamos bater a meta do nosso crowdfunding para seguirmos ativos em 2021

O matinal
PRECISA
de você

Precisamos bater a meta do nosso crowdfunding para seguirmos ativos em 2021

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.