Ensaios Fotográficos

Luz do Som

Change Size Text
Luz do Som As mãos de Lawrence Fields ao piano

A proposta era um ensaio fotográfico. Não havia tema definido. A página estava aberta, vazia. Silêncio, escuro, pano fechado.

Terceiro sinal. Uma luz tênue vai pintando formas, volumes. Uma longa inspiração traga todo o ar, até que a música soa e inunda.

Intruso, voyeur ou ladrão, quero aprisionar o instante em que a nota exata encontra o tempo preciso. Tendo ao fundo planos fechados, íntimos, em que músico e instrumento se fundem.  O rosto responde ao som, os olhos se ausentam ou se fecham. Suor, intensidade, concentração, emoção e inteligência afloram de um corpo que é, então, a música que faz. 

Gosto da pouca luz, assumo o grão da imagem, nem tudo é nítido e limpo. A luz, quando rara, é mais preciosa. Os fotógrafos do jazz, em seu tenebrismo caravagesco, sempre souberam disso.  Na penumbra, querendo-me invisível, tento impregnar de som o instantâneo fragmento. Da música, minha ilusória prisioneira, retenho memória, imaginação, talvez desejo.

Entrego, nesse ensaio, a música que já não há para que o olhar trilhe, ao revés, o caminho de quem, ao ouvir, vê de olhos fechados.


Russel Malone

David Sanborn

Fito Paez

Hamilton de Holanda

Kandace Springs


Kemuel Roig

Marcus Miller

Nico Bueno

Ron Carter

Ron Carter

Russel Gun

Terence Blanchard

Yamandu Costa

Yamandu Costa

Daisson Flach é advogado, professor, fotógrafo e músico amador

marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.