Ensaios Fotográficos

No fim do fundo da América do Sul

Change Size Text
No fim do fundo da América do Sul

Esse texto começa com um convite para uma pequena reflexão: onde começa o Sul?

Eu conheço um professor de Manaus que brinca ao dizer que, do Tocantins para baixo, tudo é Sul. Em Joquim, Vitor Ramil canta que Satolep fica no fim do fundo da América do Sul. No conto O Sul, Borges comenta que “Ninguém ignora que o Sul começa do outro lado da [Avenida] Rivadavia”.

O começo do Sul é como uma miragem, que depende do local de nascimento do observador. O Sul é um local absoluto para um indivíduo, mas varia entre diferentes pessoas.

Mas independente do local de nascimento, não dá para negar que o Ushuaia fica no Sul. Às margens do canal que separa a Argentina do Chile, até bem pouco tempo atrás era a última cidade do mundo. É tão ao sul que o porto da cidade fica a 1100km de distância da Antártida.

É uma cidade pequena, com aproximadamente 75000 habitantes. O turismo é uma das principais fontes de renda da cidade, ao lado da pesca, extração de petróleo e gás natural e criação de cordeiros. Aliás, não deixe de experimentar o cordeiro patagônico caso decida viajar para lá.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

ASSINE O PLANO ANUAL E GANHE UM EXEMPLAR DA PARÊNTESE TRI 1
ASSINE O PLANO ANUAL E GANHE UM EXEMPLAR DA PARÊNTESE TRI 1
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.