Folhetim

Mil Manhãs Semelhantes – Capítulo 1

Change Size Text
Mil Manhãs Semelhantes – Capítulo 1

Era um dia quente, quase trinta e três graus, quando ouvi pela primeira vez que havia um vírus muito semelhante ao da gripe, capaz até de provocar uma epidemia. Cientistas mostravam-se preocupados. Eu estava na fila do Zaffari da Fernandes Vieira e foi um senhor, um desses aposentados que tem por missão do resto da vida ir ao mercado quantas vezes for necessário durante o dia, que comentou o fato. Ele não falou exatamente para mim, foi como se jogasse para o alto para que alguém completasse a sentença e a partir disso começasse uma conversa, um grande debate entre as filas do supermercado, uma assembleia do desencanto. Sei como essas coisas funcionam. Não gosto de conversar com desconhecidos, sobretudo no supermercado. Depois desse dia, recordo que a notícia apareceu no canto inferior da página de um jornal: pessoas morreram em decorrência da doença provocada por vírus. Todavia morte acontece o tempo todo, Porto Alegre é cheia de mortos, de gente que já morreu e ainda se arrasta por aí, dos que estão sempre prestes a morrer, de gente que morre sem lembrar o próprio nome. Teve uma época na cidade em que se encontravam nas esquinas malas com pessoas dentro. E dá para imaginar o que acontece com o corpo de um adulto para ele caber dentro de uma mala. Sendo assim, morte por morte, ninguém deu muita atenção à notícia do vírus.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

Era um dia quente, quase trinta e três graus, quando ouvi pela primeira vez que havia um vírus muito semelhante ao da gripe, capaz até de provocar uma epidemia. Cientistas mostravam-se preocupados. Eu estava na fila do Zaffari da Fernandes Vieira e foi um senhor, um desses aposentados que tem por missão do resto da vida ir ao mercado quantas vezes for necessário durante o dia, que comentou o fato. Ele não falou exatamente para mim, foi como se jogasse para o alto para que alguém completasse a sentença e a partir disso começasse uma conversa, um grande debate entre as filas do supermercado, uma assembleia do desencanto. Sei como essas coisas funcionam. Não gosto de conversar com desconhecidos, sobretudo no supermercado. Depois desse dia, recordo que a notícia apareceu no canto inferior da página de um jornal: pessoas morreram em decorrência da doença provocada por vírus. Todavia morte acontece o tempo todo, Porto Alegre é cheia de mortos, de gente que já morreu e ainda se arrasta por aí, dos que estão sempre prestes a morrer, de gente que morre sem lembrar o próprio nome. Teve uma época na cidade em que se encontravam nas esquinas malas com pessoas dentro. E dá para imaginar o que acontece com o corpo de um adulto para ele caber dentro de uma mala. Sendo assim, morte por morte, ninguém deu muita atenção à notícia do vírus.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito