Folhetim

Capítulo 2: Longo sono

Change Size Text
Capítulo 2: Longo sono

Ela não precisava ter vindo! 

Escutei os gritos da funcionária como se acabasse de invadir algum enredo confuso típico dos sonhos.

– Ela não precisa ter a conta de luz no nome dela! – esbravejava. – Não precisa, porque depois, se der qualquer problema, ela que vai ter que vir aqui resolver…

“Ela” era eu… Eu e tanta gente, com ou sem algum tipo de deficiência, que ainda é considerada bicho de sete cabeças por uma parcela da sociedade. Felizmente, eu tinha consciência de que o problema não era eu, aliás, a cegueira não é o problema, o problema é o preconceito e a discriminação.

– Ela precisa de um comprovante de residência no nome dela, como qualquer outra pessoa – interveio minha mãe, firme.

Ajeitei os óculos escuros no rosto, sentindo a respiração e meu mundo abafados… por trás da máscara. Era hora de eu me ligar, como sinalizara meu pai, ou a luz de alerta ficaria piscando incessantemente como uma possibilidade jamais realizada.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo ?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.