Nossos Mortos

O mundo amanheceu sem cores: Pelópidas Thebano

Change Size Text
O mundo amanheceu sem cores: Pelópidas Thebano Pelópidas Thebano. Foto de Paulo Correa

O artista visual negro Pelópidas Thebano Ondemar Parente faleceu no dia 3 de Janeiro de 2022, aos 87 anos. Pode-se dizer que sua vivência nos espaços de sociabilidade negra, mais do que ser um instrumento para olhar e interpretar o mundo, foi o motivo que trouxe identidade ao seu fazer artístico; em outras palavras, sua arte se confunde com sua biografia.

Thebano, como ficou gravado em suas obras, foi um artista autodidata, dedicado ao desenho, gravura, pintura de cavalete e escultura. Embora tenha alcançado o respeito e o mérito junto à comunidade negra, por boa parte da sua vida foi visto como um outsider, passando ao largo dos espaços canônicos e de prestígio do circuito das artes.

2003

Sua carreira, no entanto, ganhou força com a exposição de suas obras no Museu de Percurso do Negro, passando a ser visto como um artista decisivo na proposta de uma arte pública em Porto Alegre, que trouxe para as ruas a expressão das cores e tornou visível o corpo negro como elemento de composição do legado escultórico da capital. O conjunto de sua obra o levou a ser o artista homenageado na 14ª edição do Prêmio Açorianos de Artes Plásticas em 2021.

Para esta homenagem, que ocorreu em meados de outubro, a artista visual Mitti Mendonça foi convidada para ser curadora da exposição de Pelópidas Thebano, intitulada “Raiz que se alastra”, onde depoimentos de familiares, pesquisadores e amigos foram fundamentais para a linha curatorial e a elaboração de material audiovisual, possibilitando o vislumbre da trajetória do artista por meio de fotografias, obras e entrevistas.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo ?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.