Resenha

A montanha mágica: praguejando a Cláudia Laitano

Change Size Text
A montanha mágica: praguejando a Cláudia Laitano

Não recordo quem me indicou o livro pela primeira vez. Ismael Caneppele? Não me lembro onde comprei a edição do Círculo do Livro, certamente de um sebo, mas não sei mais qual. Não ficou na memória quantas vezes tentei fazer a leitura parando pela página trinta ou quarenta (no máximo). Duas vezes? Três?

Dessa vez, lá pela cem, engrenou. Mas até a setecentos eu ainda tinha dúvidas se iria mesmo terminar. Um desses clássicos que desafiam o tempo corrido do agora, da produtividade e da exaustão. Um título que reclama o seu próprio tempo e, desse, faz um retrato totalmente subjetivo. Difícil quando vivemos momentos em que cultura é a última coisa à qual parecem querer dar algum relevo, o que significa, antes de tudo, não dar tempo. 

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

Não recordo quem me indicou o livro pela primeira vez. Ismael Caneppele? Não me lembro onde comprei a edição do Círculo do Livro, certamente de um sebo, mas não sei mais qual. Não ficou na memória quantas vezes tentei fazer a leitura parando pela página trinta ou quarenta (no máximo). Duas vezes? Três?

Dessa vez, lá pela cem, engrenou. Mas até a setecentos eu ainda tinha dúvidas se iria mesmo terminar. Um desses clássicos que desafiam o tempo corrido do agora, da produtividade e da exaustão. Um título que reclama o seu próprio tempo e, desse, faz um retrato totalmente subjetivo. Difícil quando vivemos momentos em que cultura é a última coisa à qual parecem querer dar algum relevo, o que significa, antes de tudo, não dar tempo. 

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS
marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito