Revista Parêntese

Parêntese #96: Em que mundo?

Change Size Text
Parêntese #96: Em que mundo?

O mundo rude, inimigo da cultura: depois de 30 anos de excelentes serviços prestados, está extinta a Fundação Cultural de Canela. Os motivos e o clima que cerca o fato estão explicados num sentido texto do Fernando Gomes, produtor cultural que ponteia a vida cultural daquela cidade. 

O mundo negligente para com a luta antirracista: Eliana Alves Cruz reflete sobre o caso do livro O abecê da liberdade, de José Roberto Torero e Marcus Aurélio Pimenta, biografia da infância de Luiz Gama que maquia os horrores do tráfico de gente pelo Atlântico. 

Ou o mundo abissal, abominável, do preconceito ativo: Thaiani Wagner e Guilherme Mautone, pesquisadores e professores de Filosofia, repassam e analisam com lupa, ao mesmo tempo indignada e analítica, o recente caso de racismo protagonizado por um doutorando de Filosofia da UFRGS. 

Três textos irresignados, que apontam o erro porque querem um mundo melhor. Três textos que conferem um sentido elevado para o pensamento crítico. Três textos que convocam à reação contra a rudeza, a negligência, o preconceito.

E também há o mundo da inteligência e da sensibilidade por escrito: na entrevista, a palavra de José Falero, nosso colaborador e editor, que lança agora Mas em que mundo tu vive?, pela editora Todavia. Uma conversa que dá alento por permitir ver quanta coisa linda existe e está tantas vezes encoberta por faltar um agente cultural que vá lá e a desvende, como o Falero faz com a vida cotidiana que sua e fala nas crônicas do livro, saídas primeiro aqui mesmo, na Parêntese.

O mundo da cidade: Antônio Padeiro relata a mais recente manifestação contra o governo federal apontando para alguns de seus limites. Arthur de Faria conta a parte final da história de Breno Sauer. O folhetim de Cauê Fonseca alcança o terceiro episódio. A história de Porto Alegre pelas imagens joga luz sobre a igreja do Rosário, tão arduamente erigida, tão tragicamente derrubada. O mundo de Mário Quintana e da Casa de Cultura que levou seu nome, no traço de Edgar Vasques

O mundo da emoção, no texto de Poti Campos sobre canções marcantes. O mundo da tradução, em texto de Sérgio Karam. Uma resenha de Jandiro Koch para um livro ousado e necessário. O mundo em diferentes lugares nas fotos de Diego Lops, apresentado por Ângelo Chemello Pereira. 

marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito