Agenda, Artes Visuais, Notas

Presença Negra no MARGS promove encontro com Amanda Carneiro sobre “Museu e Decolonialidade”

Change Size Text
Presença Negra no MARGS promove encontro com Amanda Carneiro sobre “Museu e Decolonialidade” Cartaz "Racialização e Arte no Brasil"/Divulgação

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) inicia nesta quinta-feira (24/6), às 19h, os encontros de História, Teoria e Crítica da Arte – 4º edição, integrando o Programa Público Presença Negra no MARGS. Tendo como tema central Racialização e Arte no Brasil, o projeto se estenderá pelos dias, 8 e 15 de julho sempre com duas horas de duração, pelo canal do MARGS no YouTube. O primeiro encontro receberá Amanda Carneiro falando sobre Museu e Decolonialidade.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas por formulário. A transmissão, ao vivo, será aberta ao público e ficará salva para visualização posterior. O formulário de inscrição se destina apenas a quem pretende participar nas quatro datas e quer receber certificado, totalizando uma carga horária de 8 horas. A certificação digital será concedida pela UERGS para quem fizer inscrição e obtiver 75% de presença. 

Sob a coordenação e mediação do professor e pesquisador Igor Simões (UERGS), cada encontro contará com a presença de figuras referenciais sobre o tema nas artes visuais no Brasil, que irão destacar conhecimentos que urgem por visibilidade em uma sociedade estruturalmente marcada pelo racismo.

O ciclo de palestras e debates tem como principal objetivo promover espaços que permitam discutir a história da arte desde um ponto de vista da mobilidade, tendo como pauta assuntos que, além de emergentes, são urgentes nas apreensões contemporâneas do tema. 

Em sua 4ª edição, no ano de 2021 a atividade quer discutir a presença negra na escrita da história da arte no Brasil, desde o lugar de pesquisa, crítica e curadoria. Para tanto, reúne projetos que surgem do trabalho de alguns pensadores negros que têm protagonizado, a partir de suas práticas, debates indispensáveis para um horizonte artístico que ainda persiste em negar o bélico encontro entre a história da arte brasileira e os processos que constituem um país eminentemente preto.

Programação

24 de junho: 1º Encontro receberá Amanda Carneiro (MASP/SP), falando sobre Museu e Decolonialidade
1° de julho: 2º Encontro será com Deri Andrade (Projeto Afro/Alagoas/SP), apresentando O Projeto Afro e as geografias da arte preta no Brasil
8 de julho: 3º Encontro terá como convidada Diane Lima (Curadora Independente/BA), refletindo sobre O Trabalho Curatorial e a Racialização no Brasil
15 de julho: 4º e último encontro contará com a presença de Bruno Pinheiro (Pesquisador/Doutorando em História/Bahia-SP), discutindo o tema Modernismos afro-atlânticos

Os encontros darão continuidade aos eventos do Programa Público Presença Negra no MARGS, que, desde o dia 10 de junho, conta com ações nas redes sociais do MARGS, além de uma live e uma conferência de abertura, disponíveis no canal do YouTube do MARGS.

quinta-feira, 24 a 24 de junho de 2021 | 19h00

RELACIONADAS

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.