Cinema | Notas

Longa gaúcho “Casa Vazia” irá estrear no Festival do Rio

Change Size Text
Longa gaúcho “Casa Vazia” irá estrear no Festival do Rio Casa Vazia | Foto: Panda Filmes

Depois de participar em julho do Festival de CannesCasa Vazia irá estrear na próxima edição Festival do Rio, que acontece de 9 a 19 de dezembro na capital fluminense. Com selo da Panda Filmes e direção de Giovani Borba, o longa-metragem foi selecionado para a principal categoria da mostra mais disputada do evento, a Première Brasil – competição longa ficção .

A produção gaúcha será exibida nos dias 14 e 15 de dezembro. Definido como um neo-western pela revista VarietyCasa Vazia explora uma linguagem híbrida entre ficção e documental e tem como protagonista um não-ator, Hugo Noguera, que é um ex-peão de estância.

A trama aborda o empobrecimento da população em regiões agrícolas marcadas pelo avanço da tecnologia e das desigualdades sociais. É a primeira obra de Borba como roteirista e diretor de um longa-metragem. 

O diretor também atua como produtor da obra, juntamente com Tatiana Sager (diretora de Central – o filme, 2017) e Beto Rodrigues (diretor de Rolex de Ouro, 2007). Casa Vazia foi o único projeto gaúcho selecionado, no final de 2017, no edital PRODECINE 05 – Inovação de Linguagem.

Antes disso, já havia sido selecionado em quatro eventos para desenvolvimento de projetos: MAFIZ (Malaga Festival Industry Zone), na Espanha, 7th International Coproduction Meeting (Brasil Cinemundi), em Minas Gerais, o Talent Campus do BAFICI (Buenos Aires Internacional Festival of Independent Cinema), na Argentina, e o Taller Andino do IBERMEDIA.

RELACIONADAS
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito