Artigos, Cinema

Um homem, uma mulher, uma vida

Change Size Text
Um homem, uma mulher, uma vida Pandora Filmes/Divulgação
O filme francês Os Melhores Anos de uma Vida (2019), dirigido por Claude Lelouch, entra em cartaz nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (24/6) em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Porto Alegre, Barueri, Ribeirão Preto, Campinas e Santos. Exibido na Seleção Oficial do Festival de Cannes, o drama romântico acompanha os personagens Jean-Louis Duroc (Jean-Louis Trintignant) e Anne Gauthier (Anouk Aimée) mais de 50 anos depois do primeiro longa estrelado pelos personagens, o clássico Um Homem, uma Mulher (1966), vencedor dos Oscar de Melhor Filme de Língua Estrangeira e de Melhor Roteiro – e que também teve uma continuação em 1986, chamada Um Homem, uma Mulher: 20 Anos Depois. “Eu sabia que o filme precisava envolver até aqueles que não viram Um Homem, uma Mulher. Precisava se sustentar com seus próprios pés e ser um filme independente”, explica o diretor, que não considera no novo longa como uma sequência. Como na produção de 1986, Os Melhores Anos de uma Vida também alterna cenas no tempo atual da história com sequências do primeiro título da série. Pandora Filmes/Divulgação O primeiro flashback relembra o telegrama que Anne enviou para Jean-Louis declarando-se: “Eu te amo”. Mais de cinco décadas depois, os antigos namorados se reencontram quando Antoine (Antoine Sire), filho do ex-piloto de corridas, procura Anne e pede que ela visite o pai, internado em um asilo e enfrentando lapsos de memória cada vez mais frequentes. Em meio a memórias do passado e reflexões sobre o presente, o casal envelhecido repassa as alegrias e os ressentimentos do longínquo relacionamento. “Acho profundamente emocionante ver Jean-Louis e Anouk 53 anos depois, no espaço de um segundo. É um segundo da eternidade que abre um buraco no tempo. As emoções são trazidas em círculo completo. As imagens de Jean-Louis e Anouk de duas épocas diferentes apenas intensificam nossas emoções”, acredita Lelouch. A ideia de retomar a história dos personagens surgiu durante a festa do cinquentenário de Um Homem, uma Mulher. O cineasta observou Jean-Louis e Anouk conversando e percebeu que todo mundo estava rindo e se divertindo. “Foi maravilhoso para todos nós nos reunirmos novamente. Era como se algo tivesse ficado inacabado e nenhum de nós queria que terminasse. Naquele dia, vi o que tornou Anouk e Jean-Louis ainda maravilhosamente únicos depois de todos esses anos. Pensei comigo mesmo que seria fantástico tê-los juntos novamente, como um par de noivos eternos que ainda tinham que dizer suas palavras finais – palavras que também poderiam ser as primeiras”, diz Lelouch, completando: “Na nossa idade, eu poderia fazer Anouk e Jean-Louis dizerem praticamente qualquer coisa. Como eu, eles estão no terceiro ‘trimestre’ de suas vidas. Finalmente, podemos dizer o que realmente pensamos, enquanto no dia a dia tendemos a moderar as palavras”. Filmado em belas locações na praia em Deauville e em outras regiões da Normandia, Os Melhores Anos de uma Vida é embalado por uma trilha sonora romântica que recupera o célebre tema musical de Um Homem, uma Mulher, de autoria do compositor Francis Lai (1932 – 2018). A bela atriz italiana […]

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito