Cinema | Cultura | Notas

Produção do longa “Pureza”, de Renato Barbieri, realiza tuitaço

Change Size Text
Produção do longa “Pureza”, de Renato Barbieri, realiza tuitaço Foto: Divulgação

Já se passaram 134 anos da assinatura da Lei Áurea e o trabalho escravo continua sendo praticado no Brasil. Com o intuito de alertar a população sobre este fato, será realizado na sexta-feira (13/5) um tuitaço pelo fim desta atividade criminosa, organizado pela produção do longa Pureza, de Renato Barbieri, que estreia dia 19 de maio, e trata deste tema. 

Para participar, basta compartilhar seu post nas mídias sociais às 13h, com as hashtags #NaoAoTrabalhoEscravo e #SomosTodosPureza.

A convocação para o tuitaço conta com o apoio de 85 entidades abolicionistas engajadas no combate ao trabalho escravo. Também já confirmaram a participação personalidades como a atriz Dira Paes, protagonista de Pureza, e Leonardo Sakamoto, da Repórter Brasil, apoiadora do filme desde a primeira hora, entre outros.

Vencedor de 28 prêmios nacionais e internacionais, o longa Pureza é inspirado na história real de Dona Pureza Lopes Loyola, uma mãe brasileira que luta para livrar seu filho do trabalho escravo no país e se torna símbolo desta causa no mundo inteiro, sendo agraciada em 1997, em Londres, com o Prêmio Antiescravidão, conferido pela organização não-governamental britânica Anti-Slavery International, a mais antiga organização abolicionista em atividade.

RELACIONADAS
;
PUBLICIDADE