Artigos | Cinema

“Veja por Mim” faz suspense no escuro

Change Size Text
“Veja por Mim” faz suspense no escuro Paris Filmes/Divulgação

Está em cartaz nos cinemas brasileiros o filme Veja por Mim (2021), dirigido pelo nipo-canadense Randall Okita. O thriller policial é protagonizado por Skyler Davenport, atriz norte-americana cega que interpreta na tela uma personagem que, como ela, também não enxerga.

Na trama de Veja por Mim, Sophie (Skyler) é uma ex-esquiadora que ficou cega e mora com a mãe. Apesar de independente e da desenvoltura em lidar com as tarefas diárias, a jovem nutre sentimentos conflituosos com relação à perda da visão e ao afastamento do esporte no qual se sobressaía. Para ocupar o tempo e manter uma renda própria, a protagonista trabalha cuidando de animais de estimação na ausência de seus donos – aproveitando para eventualmente furtar algum bem valioso da casa de seus empregadores.

Cuidando de um gato em uma bela mansão isolada no meio da neve, Sophie é surpreendida na primeira noite com a invasão de três ladrões que tentam arrombar um cofre escondido. Escondida na casa, a garota liga para um novo aplicativo de celular chamado See for Me, por meio do qual voluntários videntes ajudam pessoas cegas a resolver problemas.

Paris Filmes/Divulgação

Sophie conecta-se então a Kelly (Jessica Parker Kennedy), uma veterana do exército que passa seus dias jogando jogos de tiro. Kelly torna-se então os olhos de Sophie, ajudando-a no confronto com os bandidos e em sua angustiante luta pela vida. A adolescente é forçada a entender que, se quiser sobreviver no escuro às ameaças que a cercam, precisará não apenas da visão remota da nova amiga, mas também dos próprios instintos.

Rodado com um orçamento modesto e em poucas locações, Veja por Mim segue a linha de filmes de suspense do tipo O Quarto do Pânico (2002), de David Fincher, em que os personagens – geralmente mulheres e crianças – têm que se esconder dos vilões dentro de casa. Esse jogo de gato e rato em huis clos, em um espaço confinado, costuma prender com facilidade a atenção do espectador – o segredo estar em reter o interesse até o final da história.

Ainda que não consiga manter a tensão em alta voltagem o tempo todo, Veja por Mim é eficaz ao instaurar um clima permanente de insegurança e surpresa, graças à condição de virtual desamparo da garota cega frente ao que se desenrola ao seu redor. Contribui também para tornar o filme mais interessante o fato de que Sophie não é uma vítima que desperta a simpatia de maneira automática: ressentida, mimada, ríspida com quem lhe oferece ajuda e inclinada a cometer pequenas contravenções, a personagem pode despertar empatia, mas dificilmente admiração. Essa falta de identificação do público com a heroína em geral é fatal para um filme de gênero – mas, curiosamente, é o que torna Veja por Mim algo singular em relação a tantas produções com premissas parecidas.

Paris Filmes/Divulgação

Veja por Mim: * *  

COTAÇÕES

* * * * * ótimo     * * * * muito bom     * * * bom     * * regular     * ruim

Assista ao trailer de Veja por Mim:

PUBLICIDADE