Conteúdo de Parceiro

5 projetos da Virada Sustentável que fizeram a diferença em Porto Alegre

Change Size Text
5 projetos da Virada Sustentável que fizeram a diferença em Porto Alegre Exposição "As Praias de Porto Alegre" traz à tona questões sobre a orla (Foto: Divulgação)
Este conteúdo é uma produção feita em parceria com a Virada Sustentável. Este link mostra como funcionam as parcerias com o Matinal Com mais de 50 atividades que vão até o dia 21 de novembro em Porto Alegre, a Virada Sustentável apresenta uma programação com debates, concertos e instalações artísticas, em uma agenda que, além de cultura, traz à cidade benefícios reais. São oficinas, debates e ações que podem deixar um legado à capital gaúcha.  Abaixo, listamos cinco projetos da Virada Sustentável que podem fazer a diferença para a realidade de Porto Alegre. Cursos ensinam a cozinhar sem desperdício No próximo sábado, dia 20 de novembro, a chef Regina Tchelly, do programa Favela Orgânica, dará uma oficina online com foco em gestores e beneficiários de cozinhas solidárias de Porto Alegre sobre culinária sem desperdício. O Favela Orgânica é uma iniciativa pioneira que teve origem nas comunidades Babilônia e Chapéu Mangueira, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, e ensina a aproveitar integralmente o alimento, gerando mais comida e também pensar em gerar renda para as famílias. No minicurso Aproveitando até o Talo – Contra o desperdício e a fome, Renata deve apresentar novas formas de preparar e criar na cozinha, além de oferecer um novo olhar sobre os alimentos. A oficina faz parte de uma série de iniciativas sobre consumo consciente que fazem parte da programação da Virada Sustentável. No Vila Flores, o projeto Rural Permacultural, por exemplo, apresentou ideias como hortas verticais, captação de água potável e compostagem, enquanto a iniciativa Se fritar tem que reciclar distribuiu material didático sobre descarte de óleo.  Exposição fotográfica propõe reflexão sobre a orla do Guaíba A exposição fotográfica As Praias de Porto Alegre, em cartaz até 21 de novembro na escadaria do Viaduto Otávio Rocha, conta com 50 fotografias de 35 fotógrafos que mostram imagens inéditas dos mais de 72km da orla do Guaíba. São principalmente registros de locais pouco conhecidos, como praias localizadas entre o Delta do Jacuí e o Parque Estadual de Itapuã. Pautada pelo objetivo de construir cidades e comunidades sustentáveis, um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela ONU, que pautam a Virada, a mostra ressalta a natureza da cidade, além de antecipar as comemorações dos 250 anos de Porto Alegre. A exposição faz parte do programa Arte Urbana, promovido pela Virada Sustentável, que vai ocupar espaços de Porto Alegre, como o Parque da Redenção, o Largo dos Açorianos e a Casa Cultura Mario Quintana, como forma de valorizar esses espaços tão caros ao porto-alegrense.  Árvores em homenagem às vítimas da Covid-19 serão plantadas na cidade Se o ano de 2021 foi de combate à pandemia e de retorno gradual às atividades, a programação da Virada Sustentável prestou uma homenagem às vítimas da Covid e aos profissionais de saúde. O Instituto TodaVida e o Instituto Augusto Carneiro devem apresentar à cidade, no final do mês, três espaços intitulados Bosques da Memória. Os bosques ocuparão espaço no pátio da Carris, no bairro Partenon, em dezembro; na Escola Estadual […]

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito