Música, Notas

Alpargatos lança EP ao vivo para aliviar a saudade dos palcos

Change Size Text
Alpargatos lança EP ao vivo para aliviar a saudade dos palcos Foto: Vini Angeli/Divulgação

Nesta sexta (12/3), a banda porto-alegrense Alpargatos divulgou o EP ao vivo Se hoje eu não sair.

O novo trabalho, lançado pelo selo Escápula Records, chega em um período de impossibilidade de se fazer aglomerações e consiste em registros de músicas da banda em três shows diferentes. Com a pandemia, experimenta-se a nostalgia, a saudade, e Se hoje eu não sair vem como uma resposta a às limitações.

Surpreendidos como todo o mundo, os integrantes da Alpargatos adiaram as gravações do primeiro álbum, cuja pré-produção acontecia quando a pandemia foi deflagrada. “[Estávamos] selecionando repertório e fazendo os primeiros ensaios, mas não deu pra seguir pela necessidade de isolamento”, conta Bruno dos Anjos, produtor e membro da banda. A partir disso, a Alpargatos deu início à organização de materiais já produzidos, mas que não tinham destino definido – ainda.

No início do segundo semestre de 2020, lançaram vídeos de uma apresentação feita no Agulha, em Porto Alegre. O retorno foi muito positivo, principalmente por, no momento de isolamento, recriar o ambiente de um show, espaço onde a banda construía uma relação mais próxima de seu público, dado o fato de que diversas ferramentas, como figurinos e novos arranjos musicais, tornavam o ao vivo uma experiência única, que foi perdida por tempo indeterminado. Agora alguns recortes de shows feitos e registrados ao longo destes anos estão sendo lançados nas plataformas digitais de streaming de áudio e, assim, a banda consegue estar presente também nas playlists pessoais e no dia a dia do público.

Amarrando o conceito da novidade, chega-se ao projeto gráfico. A capa foi criada por Moa Gutterres, cartunista porto-alegrense que se tornou fã da Alpargatos. Ele assistia performances de bandas munido de papel e caneta e desenhava o que via. A ilustração da capa do EP foi feita durante uma apresentação da banda no Ocidente, histórica casa de eventos de Porto Alegre, e registrou a os membros da banda com seus figurinos vermelhos que já viraram marca registrada.

A escolha do trabalho de Gutterres para a identidade visual dos lançamentos foi feita por ter sido executado como as músicas do EP: ao vivo, durante o momento em que tudo acontecia. Nas capas, Moa Gutterres utilizou o mesmo método de criação, com direção de arte de Mariana Sartori: ele deu play nas músicas e desenhou o que sentiu ao ouvi-las, em vez de documentar a performance em si, por causa do isolamento. Ele manteve os traços simples e sem muitas cores, dando acabamento ao trabalho em aquarela.

Escute Se hoje eu não sair aqui.

Publicidade
Publicidade
RELACIONADAS

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.