Música, Notas

Delia Fischer lança o álbum “Tempo Mínimo”

Change Size Text
Delia Fischer lança o álbum “Tempo Mínimo”
Olhar o calendário a cada hora tem sido uma constante para Delia Fischer. É que o lançamento de seu novo álbum, Tempo Mínimo vem provocando esse estado de ansiedade. Mas também de plenitude. Isso pode ser comprovado já na capa, em um flagrante natural da fotógrafa Ana Migliari, ao ar livre, com a leveza e fluidez de quem sempre deixou a música tomar conta de seu corpo. Cantora, compositora e pianista, ela deu uma pista com o single Mercado, disponível desde março nas plataformas digitais e já premiado no 16º Independent Music Awards, em Nova York, nas categorias Best Latin Song e Vox Pop. Para celebrar, ela saboreia as palavras do crítico italiano Massimo Milano, estudioso da música japonesa e brasileira: – Nos dias de hoje, quando a atenção dedicada a qualquer experiência cognitiva ou estética não dura mais que 30 segundos, apropriar-se do tempo e de seu valor talvez seja um gesto muito mais revolucionário do que se poderia imaginar. E foi exatamente isso que Delia Fischer fez, ao tomar oito anos para chegar a este que talvez seja o mais consistente e representativo trabalho de sua carreira. Enquanto a nova geração aproveita as facilidades da era digital para fazer um disco inteiro na rapidez que ela permite, Delia teve coragem suficiente para deixar seu trabalho fluir no tempo que achava necessário – Ele é o resultado de tudo o que vivi na última década. Tem muita influência do que aprendi com o teatro musical, enfatizando o texto. É o primeiro álbum em que eu assino a maioria das letras, então ele tem uma visão mais da cronista. Eu trouxe várias pessoas para colaborar, produtores musicais de quem sou fã, como Sacha Amback e Rodrigo Tavares, e tive o Rodrigo Campello como um grande coordenador geral, que me deu muitos caminhos. E ainda contei com feats mais que especiais como do Ed Motta, que me levou para os musicais, o Marcos Valle, meu ídolo desde criança, e o Pretinho da Serrinha, outro querido de muitos anos – enumera Delia. Para a artista, esse projeto traz uma pegada eletrônica, que remete ao seu início com o Duo Fênix, lá nos anos 1980. Escute o álbum Tempo Mínimo aqui. Confira o clipe de Meu Tempo:

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito