Música, Notas

Lívia e Arthur Nestrovski anunciam novo disco

Change Size Text
Lívia e Arthur Nestrovski anunciam novo disco Foto: Claudia Cavalcanti/Divulgação

Quatro anos depois de Pós Você e Eu (Circus, 2016), Sarabanda consagra a parceria de pai e filha. Além de shows com Arthur e do duo com Fred Ferreira, nesses últimos anos Lívia se apresentou com a Sinfônica Heliópolis e a Orquestra Petrobras Sinfônica, ambas regidas por Isaac Karabtchevsky, com a Orquestra Jovem Tom Jobim, regida por Tiago Costa, e a Nelson Ayres Big Band, entre outros parceiros. Arthur Nestrovski, para além da carreira de violonista, letrista e compositor, é diretor artístico da Osesp (a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), desde 2010.

O anúncio do novo álbum veio acompanhado de um single. Composto por Camille Saint-Saëns em 1886, como um dos movimentos da suíte O Carnaval dos Animais, e “clássico dos clássicos” do repertório para violoncelo, Cisne agora virou canção com letra em português. No mesmo espírito das letras que criou para Schubert, Schumann e outros, Arthur Nestrovski transporta a música do mestre romântico francês para o universo da canção brasileira. E a parceria tem em Lívia, sua predestinada intérprete, transitando com natural virtuosismo pelos dois mundos.

O “cisne” de Saint-Saëns se transforma, a seu modo, numa garota de Ipanema (“olha que coisa mais irreal/ quando ela passa o chão parece mar”). O mesmo mito da mulher que passa, que Vinicius de Moraes, de sua parte, reanimava a partir de fontes da poesia latina clássica, ganha mais uma vida nessa “coisa mais linda”, que “transcende toda beleza”.

Clássico e popular se cruzam sem cerimônia, na melhor tradição da “gaia ciência” da canção popular brasileira. Vale o mesmo para todo o repertório do disco, a ser lançado em setembro. Ali estão novas versões para canções de Schubert e Schumann (com seus poetas), letras inéditas para uma Sarabanda de Bach, que dá nome ao disco, e também para dois estudos para violão de Fernando Sor (séc. 19), além de quatro canções novas – letra e música de Arthur –, uma de Zé Miguel Wisnik e parcerias de Vinicius de Moraes com Tom Jobim e Francis Hime.

Gravado em São Paulo, em janeiro deste ano, no estúdio Cachuera, o disco teve produção musical de Fred Ferreira. Mixado por Daniel Musy e masterizado por André Dias no estúdio Post Modern Mastering. A capa reproduz pintura a óleo do artista alemão Daniel Sambo-Richter (“Voo”). Projeto gráfico de Bernard Batista, com fotos de Claudia Cavalcanti.

Escute Cisne aqui.

RELACIONADAS

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.