Música, Notas

Rodrigo Bragança e Benjamim Taubkin anunciam álbum de composições inéditas

Change Size Text
Rodrigo Bragança e Benjamim Taubkin anunciam álbum de composições inéditas Foto: Débora Venturini/Divulgação

Dois instrumentos que, em geral, possuem as mesmas funções – harmônicas e melódicas. Um duo que apresenta dois universos particulares, com música brasileira, forte influência do jazz, um pouco do oriente e também, a canção popular. Assim é Sobrevoo, álbum do duo formado pelo guitarrista Rodrigo Bragança e o pianista Benjamim Taubkin.  

O lançamento nas plataformas digitais acontecerá na sexta (23/10) e no mesmo dia, o músico realizará uma live, às 21h, através de seu canal no YouTube, com participações especiais, contando sobre o projeto.

Com composições inéditas dos dois artistas, o disco reúne o piano sofisticado, cheio de nuances, leveza e profundidade e a guitarra, por vezes experimental, e que propõe texturas, camadas de timbres gerando paisagens sonoras inusitadas.  

A admiração dos músicos pelo trabalho um do outro era mútua, mas a primeira parceria aconteceu quando Benjamim convidou Rodrigo para participar do projeto Landscapes, na Casa do Núcleo. Eram improvisos sobre poemas com três músicos e três poetas. Em seguida, o convite foi para que Rodrigo entrasse para o coletivo de improvisação livre Andar, Nadar, Voar junto com outros músicos. 

Nesse momento, nascia a vontade de registrar essas sonoridades e a ideia de ir para o estúdio gravar composições de ambos vestidas pelo som da guitarra de Rodrigo com os pedais e efeitos, e pela sonoridade e acordes do piano do Benjamim. A proposta do duo era, caso o resultado dessa experiência ficasse interessante, fazer um disco.  E isso aconteceu.

— Rodrigo é um músico muito original. A sua forma de tocar e pensar a guitarra é distinta da tradicional. Suas várias camadas de timbres, presentes aqui em algumas das músicas, amplia as possibilidades do instrumento — comenta Benjamim.

— Muito de uma beleza que busco, eu encontro na música que o Benjamim faz. Daí a semente desse projeto: o encanto, o desejo fazer música junto e uma curiosidade imensa, quase insuportável, de ouvir como dialogariam as paisagens sonoras dos nossos universos particulares — conta Rodrigo.

O disco foi gravado no Estúdio Carbono Sound Lab por Zé Godoy e a mixagem feita por Ricardo Mosca.

RELACIONADAS
PUBLICIDADE

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.