News do Roger

News #124: A viola também é do Sul | O “Desejo de Lacrar” de Negro Leo | Entrevista com Laure Briard | Estreia de “Lenny sem Luvas” e outras dicas

Change Size Text
News #124: A viola também é do Sul | O “Desejo de Lacrar” de Negro Leo | Entrevista com Laure Briard | Estreia de “Lenny sem Luvas” e outras dicas Olá!   Tudo legal? “Ué, mas hoje não é recém quarta-feira?”, você pode se perguntar intrigado ao deparar com a nossa newsletter já aqui, na véspera. Sim, tem razão, é que resolvemos antecipar nossa remessa nesta semana por conta das apresentações do Festival Violas ao Sul, que começam hoje e são um de nosos destaques. Como em tempos de isolamento social parece não haver muita diferença entre uma terça-feira e um domingo, por exemplo, a gente acha que você não se importa de ler nosso material bacana um dia antes do usual, né?  😉   Estamos muito musicais nesta semana, viu? E do jeito que a gente mais gosta: reunindo reportagens, entrevistas e trilha sonora musicalmente ecléticas, sem preconceitos, misturando de um tudo em termos de referências e gostos. Confira aí.   O repórter Ricardo Romanoff conversou com os músicos Angelo Primon e Mário Tressoldi, integrantes do grupo Violas ao Sul – ao lado de Oly Jr. e Valdir Verona. Os artistas falam sobre a presença e o apagamento da viola no imaginário da cultura gaúcha e sobre o Festival Violas ao Sul, promovido pelo projeto Ecarta Musical, que celebra a pluralidade sonora do instrumento – no Estado e em seus diálogos com diversas vertentes musicais.   Romanoff também entrevistou o cantor e compositor Negro Leo, que lançou neste mês o disco Desejo de Lacrar. Conhecido por sua sonoridade inventiva e transgressora de fronteiras estéticas, o músico fala sobre seu nono trabalho solo e seu entendimento da “lacração”, conceito central do álbum. “Lacrar é agir de forma insolente e revoltada. Vencer, se não de fato, virtualmente”, na visão do artista.   Francesa que já gravou um disco com a banda goiana Boogarins, a cantora Laure Briard lançou há pouco uma regravação de Grandeza, música do artista brasileiro Sessa. Em entrevista, a intérprete fala com a gente sobre a paixão pela música brasileira e outras influências sonoras, comenta a cena indie francesa atual e lamenta as restrições impostas pela pandemia aos artistas: “Na maior parte do tempo eu excursiono no exterior, então não sei se poderei viajar. Isso me deixa triste”.   Como nem tudo na vida é melodia suave, A Estreia da Semana é porrada: nosso comentário é sobre o filme Lenny sem Luvas, cinebiografia do ator inglês Lenny McLean, que ficou mais conhecido como boxeador da violenta categoria mãos nuas.   Então é isso aí, espero que você curta a leitura musical. Um abraço e até a semana que vem! Pegando carona na onda da cantora Laure, o produtor musical e DJ Dante Longo fez uma seleção de canções francesas très charmante. É para abrir um vinho, fechar os olhos e imaginar Serge Gainsbourg e Jane Birkin flanando pela sala. Voilà! A viola também é do Sul Ricardo Romanoff O grupo Violas ao Sul. Foto: Ed Oliveira/Divulgação Os músicos Angelo Primon e Mário Tressoldi, integrantes do Violas ao Sul, falam sobre a presença e o apagamento da viola no imaginário da cultura gaúcha e sobre o festival que celebra a pluralidade sonora […]

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium
ou faça login

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

Olá!   Tudo legal? “Ué, mas hoje não é recém quarta-feira?”, você pode se perguntar intrigado ao deparar com a nossa newsletter já aqui, na véspera. Sim, tem razão, é que resolvemos antecipar nossa remessa nesta semana por conta das apresentações do Festival Violas ao Sul, que começam hoje e são um de nosos destaques. Como em tempos de isolamento social parece não haver muita diferença entre uma terça-feira e um domingo, por exemplo, a gente acha que você não se importa de ler nosso material bacana um dia antes do usual, né?  😉   Estamos muito musicais nesta semana, viu? E do jeito que a gente mais gosta: reunindo reportagens, entrevistas e trilha sonora musicalmente ecléticas, sem preconceitos, misturando de um tudo em termos de referências e gostos. Confira aí.   O repórter Ricardo Romanoff conversou com os músicos Angelo Primon e Mário Tressoldi, integrantes do grupo Violas ao Sul – ao lado de Oly Jr. e Valdir Verona. Os artistas falam sobre a presença e o apagamento da viola no imaginário da cultura gaúcha e sobre o Festival Violas ao Sul, promovido pelo projeto Ecarta Musical, que celebra a pluralidade sonora do instrumento – no Estado e em seus diálogos com diversas vertentes musicais.   Romanoff também entrevistou o cantor e compositor Negro Leo, que lançou neste mês o disco Desejo de Lacrar. Conhecido por sua sonoridade inventiva e transgressora de fronteiras estéticas, o músico fala sobre seu nono trabalho solo e seu entendimento da “lacração”, conceito central do álbum. “Lacrar é agir de forma insolente e revoltada. Vencer, se não de fato, virtualmente”, na visão do artista.   Francesa que já gravou um disco com a banda goiana Boogarins, a cantora Laure Briard lançou há pouco uma regravação de Grandeza, música do artista brasileiro Sessa. Em entrevista, a intérprete fala com a gente sobre a paixão pela música brasileira e outras influências sonoras, comenta a cena indie francesa atual e lamenta as restrições impostas pela pandemia aos artistas: “Na maior parte do tempo eu excursiono no exterior, então não sei se poderei viajar. Isso me deixa triste”.   Como nem tudo na vida é melodia suave, A Estreia da Semana é porrada: nosso comentário é sobre o filme Lenny sem Luvas, cinebiografia do ator inglês Lenny McLean, que ficou mais conhecido como boxeador da violenta categoria mãos nuas.   Então é isso aí, espero que você curta a leitura musical. Um abraço e até a semana que vem! Pegando carona na onda da cantora Laure, o produtor musical e DJ Dante Longo fez uma seleção de canções francesas très charmante. É para abrir um vinho, fechar os olhos e imaginar Serge Gainsbourg e Jane Birkin flanando pela sala. Voilà! A viola também é do Sul Ricardo Romanoff O grupo Violas ao Sul. Foto: Ed Oliveira/Divulgação Os músicos Angelo Primon e Mário Tressoldi, integrantes do Violas ao Sul, falam sobre a presença e o apagamento da viola no imaginário da cultura gaúcha e sobre o festival que celebra a pluralidade sonora […]

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium
ou faça login

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.