Notas

André Abujamra fala sobre a saudade dos pais na nova edição de “Um Certo Alguém”

Change Size Text
André Abujamra fala sobre a saudade dos pais na nova edição de “Um Certo Alguém” Foto: IC/Divulgação

André Abujamra é o novo entrevistado da coluna Um Certo Alguém, que vai ao ar no site do Itaú Cultural nesta quinta (25/2), a partir das 13h.

— Uma história que me dá saudades é de quando minha mãe sempre me levava nas coxias dos teatros onde meu pai trabalhava. Aquilo era muito mágico e despertou um profundo amor pelo palco — conta ele, durante a conversa com o Núcleo de Comunicação da organização, responsável por essa série semanal, que busca aproximar o público de personalidades do meio da arte e da cultura, abordando, em quatro perguntas.

Filho caçula do ator e diretor Antônio Abujamra (1932-2015), André diz sentir falta da presença da mãe e do pai no agora. “Minha maior saudade é ter meus pais por perto. Tenho tantas histórias com eles que foram muito importantes na minha formação”.

No dia a dia, o músico diz seguir com o cuidado e o amor pela família, e diz se emociona quando está ao lado dos filhos e pensa na ancestralidade. “Descrevi isso na minha música Espelho do Tempo. O brilho do olhar do seu tataravô, é o brilho do olhar do seu filhote. Esse brilho é que me
emociona muito”, conta.

O amanhã para Abujamra, no entanto, é uma incógnita: “Eu gosto de estar no momento presente. Pensando, compondo, trabalhando intensamente. Pretendo ser uma versão melhorada de hoje, mas ainda estou no processo”.

Ao tentar se definir, ele conta que nunca soube explicar direito quem era, mas assim se resume: “Músico, cantor, ator, diretor, compositor, maestro, três bandas, seis discos solos, mais de 70 trilhas de cinema. Respiro música, durmo pouco e penso sempre três casas a frente”.

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito