Música, Notas

Gabriel Grossi divulga “Isn’t She Lovely”, cover de Stevie Wonder

Change Size Text
Gabriel Grossi divulga “Isn’t  She Lovely”, cover de Stevie Wonder Foto: Bel Junqueira/Divulgação

Reconhecido internacionalmente como um dos maiores instrumentistas de harmônica da atualidade, Gabriel Grossi terá dois álbuns lançados pela gravadora Audio Porto ainda neste ano. O álbum RE DISC COVER chega em todas as plataformas digitais em maio e Plural, no segundo semestre.

O público já pode apreciar o primeiro single e videoclipe do novo álbum, lançado nesta sexta (23/4). O clássico absoluto de Stevie Wonder, Isn’t  She Lovely, abre os trabalhos para o álbum RE DISC COVER de Gabriel Grossi Quartet.

Junto com os também excelentes músicos Eduardo Farias (piano e teclados), Michael Pipoquinha (baixo) e Sérgio Machado (bateria), somos conduzidos por um passeio totalmente original através de canções marcantes do Pop Rock contemplando as décadas de 60, 70, 80 e 90. Com arranjos de uma originalidade ímpar, o quarteto reinventa verdadeiras e conhecidas pérolas populares da música universal.

Lançada em 1976, no álbum Songs In The Key of Life, Isn’t She Lovely é uma homenagem de Stevie Wonder ao nascimento de sua filha Aisha e um dos maiores hits de sua carreira. Grossi homenageia sua filha Teresa trazendo uma ilustração dela na capa e ao propor um novo arranjo reverencia a obra de Wonder com muito respeito e propriedade. Aproxima todo o groove original a uma pegada jazz com espaços para improvisos na harmônica e no piano de Eduardo Farias, que também coloca na música o teclado Clavinet muito utilizado por Wonder.

RE DISC COVER pode facilmente se desdobrar em diversos erres: REleitura, REinventar, REdescobrir, RElembrar, REssignificar, REarranjar. O risco de gravar um repertório tão conhecido na memória afetiva de todos nós se transforma num trunfo ao propor o desafio de entregar aos ouvintes uma unidade musical única e contemporânea de diferentes temas. Gabriel Grossi Quartet não só entrega um novo olhar, como também mostra toda a maestria digna dos melhores arranjadores da atualidade.

Afinal, estamos falando de músicas muito conhecidas de Stevie Wonder, Michael Jackson, The Beatles, Bob Marley, entre outros artistas interpretados no álbum, e mexer com elas não é para qualquer um. Em cada faixa o quarteto consegue imprimir a sua marca apresentando novas sensações que respeitam os temas originais e ainda criam novos espaços onde se revelam impensáveis improvisos e rotas alternativas.

A sintonia entre os músicos é um ponto de destaque na obra. Gabriel Grossi possibilita diálogos que fluem com naturalidade entre todos. Da mesma maneira que dispõe espaços para o já reconhecido virtuosismo e sentimento na harmônica, garante ao quarteto holofotes individuais para cada instrumentista. Aproxima o Pop Rock com o Jazz e o Popular com o Erudito de forma coerente e equilibrada.

Publicidade
Publicidade

Escute Isn’t  She Lovely aqui.

Capa. Arte: Maurício Einhorn Filho/Divulgação
RELACIONADAS

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.