Artes Visuais | Notas

Galeria de Arte Loide Schwambach recebe exposição “Para vir a ser o que sou”

Change Size Text
Galeria de Arte Loide Schwambach recebe exposição “Para vir a ser o que sou” Foto: Comunicação Fundarte/Divulgação

A Galeria de Arte Loide Schwambach, da Fundarte, exibe a nova exposição Para vir a ser o que sou, com obras de Ali do Espírito Santo, André Venzon, Andressa Cantergiani, Julha Franz, e curadoria de Nicolas Beidacki

Respeitando a postura adotada pela Fundarte em manter as atividades remotas no primeiro semestre deste ano, a exposição ocorrerá até 22 de julho através de ações virtuais em alinhamento com a curadoria, as quais buscarão contemplar as obras, bem como suas relações no espaço expositivo da Galeria de Arte Loide Schwambach.

Segundo o curador, “a exposição busca estabelecer um diálogo sobre os embates do mundo contemporâneo, o universo onírico e as múltiplas possibilidades de ruptura que encontramos ao nos depararmos com a constante falência da realidade. É através das obras desses artistas que vislumbramos um caminho para estabelecer uma leitura profunda e verdadeiramente crítica sobre o nosso mundo desencantado, o mundo da realidade objetiva e da completa destruição dos sonhos. Algo muito pertinente ao Brasil que insiste em perder sua perspectiva de futuro.”

O catálogo da exposição tem o objetivo de promover a interlocução entre diferentes pesquisadores, historiadores, críticos e artistas de segmentos como cinema, literatura e artes visuais para fazerem uma leitura sobre as obras presentes na exposição. Com prefácio do autor, jornalista e professor Vitor Necchi – vencedor do Prêmio AGES e Minuano – o catálogo traça uma análise individual das obras e conta com a participação de novos e relevantes nomes da cultura: Paula Bohrer, Marina Camargo, Bruno Polidoro, Daniela Giovana Corso, Juliana Proenço, Adauany Zimovski, Vicente Carcuchinski, Rafael Muniz, Laís Possamai, Gabriela de Laurentiis, Andrei Moura e Giulia Müller. O catálogo tem a organização da Editora Pubblicato.

Acompanhe os movimentos da exposição nos perfis de Instagram da @galerialoideschwambach e da @fundartemontenegro.

Cartaz “Para vir a ser o que sou”/Divulgação
PUBLICIDADE