Música, Notas

Giovanna Moraes apresenta “Baita Momento Peculiar”

Change Size Text
Giovanna Moraes apresenta “Baita Momento Peculiar” Giovanna Moraes em "Baita Momento Peculiar"/Divulgação

Em março deste ano, a cantora e compositora paulistana Giovanna Moraes lançou de forma independente seu disco III. Lançado em plena pandemia, num momento de isolamento e sem as atividades culturais acontecendo, o disco não conseguiu ganhar os palcos. Da imensa vontade de Giovanna de fazer shows, produzir e organizar um material que tivesse o peso e a presença de uma apresentação ao vivo, nasce Baita Momento Peculiar, session produzida pela cantora e sua equipe, realizada seguindo todos os protocolos de medidas de segurança.

Gravado no espaço BarraCo // WeSampa, o pocket traduz a energia do que seria o disco ao vivo. Com uma vibe puxando mais para o rock n’roll, que Giovanna já vinha construindo desde o registro de Rockin’ Gringa (2020), ela adiciona uma guitarra a mais na sua banda, que se mostra cada vez mais entrosada, num cenário que remete a uma nave espacial, utilizando um jogo de luzes que ajuda a criar ainda mais o ambiente do que seria sua apresentação ao vivo.

O vídeo, produzido e editado pela própria cantora, só vem reafirmar sua intensidade e entrega em tudo que faz, explorando novas linguagens audiovisuais, mostrando seus múltiplos talentos e se reafirmando como grande aposta na cena contemporânea. 

Desde o começo do ano, com a entrega de III, Giovanna vem elaborando pacotes mensais que incluem videoclipes, releituras e outros bastidores das próprias músicas que servem para mostrar a enorme potência que é.

De III, entram as músicas Baile de Máscaras e Rosalía, além das inéditas Poucas, Espaço e It’s Not Fair/Injusta. Em sua música Poucas, Giovanna reflete sobre como ao longo da sua vida incomodou muita gente – homens principalmente – que tentaram carimbar nela a “fama de chata” ou pedindo que ela se diminuísse para se encaixar mais no padrão “mulher”.

“Uma mulher forte incomoda muita gente – ameaça, e muitas vezes já sobrei pra Geni (da música Geni e o Zepelim de Chico Buarque). Poucas nasce de uma conversa com meu pai, com ensinamentos de como lidar com esse tipo de situação, fazendo um papel e tendo o jogo de cintura para lidar com todas as projeções que a mulher sofre ao longo do caminho.”, pontua Giovanna.

Em seu trabalho, a cantora e compositora tenta sempre redefinir o papel da mulher como coadjuvante (tanto na música como no music business), explorando um gênero musical, como o rock, e uma indústria historicamente dominada por homens. Artista independente, ela procura sempre não orbitar em torno de ninguém. 

Para encerrar a session, It’s Not Fair/Injusta, que vem na dobradinha cantada em inglês/português (característica forte no trabalho de Giovanna) e nos faz lembrar que muitas vezes a vida não é mesmo muito justa, que a dor faz parte do caminho e que apesar de todos aborrecimentos precisamos continuar tocando a vida em frente.

Baita Momento Peculiar já está disponível nas plataformas digitais e Giovanna Moraes promete muitas novidades até o final do ano.

RELACIONADAS

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito