Música, Notas

Juliano fm Costa estreia carreira solo com álbum “Barco Futuro”

Change Size Text
Juliano fm Costa estreia carreira solo com álbum “Barco Futuro” Juliano fm Costa. Foto: Arquivo pessoal/Divulgação

O paulistano Juliano fm Costa marca a estreia de sua carreira solo com o álbum Barco Futuro, que chega com nove faixas em todas as plataformas digitais, nesta sexta-feira (23/7). As canções Longe Daqui, Saiba, Coragem e É Bom Sonhar integram o disco e tiveram seus respectivos videoclipes lançados desde março. Os vídeos foram dirigidos, produzidos, criados e finalizados pelo próprio artista (com exceção de Coragem – executado por Filipe Franco). 

Em 2019, alguns meses antes do início da pandemia, começaram os registros do disco do baterista da dupla Primos Distantes – projeto atualmente em hiato, que se destacou em 2014 com disco homônimo. As bases principais como guitarras, baixo, synth, teclados e violões foram gravados no home studio do produtor Renato Medeiros. Para o registro de voz e bateria, a dupla fez uma espécie de retiro musical por duas semanas, na Serra da Mantiqueira, em Monteiro Lobato, localizado na Grande São Paulo. Sem acesso ao mundo virtual ou a rede de celular, o processo resultou em uma completa imersão. Após o retorno, seguiram gravando na casa do Renato, e convidaram Lucas Gonçalves (baixista da banda Maglore) para contribuir, executando alguns instrumentos em mais da metade do repertório.

“Após o início do isolamento social, as sessões presenciais foram substituídas por um processo à distância e isso mudou todo o esquema de gravação. Começamos a fazer algumas reuniões por vídeo ou telefone, e toda a parte de mixagem, master e até alguns registros finais foram desse jeito. O Renato mandava algumas ideias e a gente conversava sobre as possibilidades”, revela Juliano.

Capa de “Barco Futuro”/Divulgação

A artista Babette Costa foi responsável pela capa do álbum e também dos singles que antecederam o lançamento, e explica a ideia por trás da arte: “A ideia era fazer um encarte que fosse o diário de bordo de uma viagem do Barco Futuro, uma navegação onde não importa o destino, mas sim as paradas no meio caminho. A capa do disco é a capa do caderno, que contém anotações, desenhos de um percurso entre o presente e o futuro, a imaginação e o mundo real. O diário de bordo pretende amarrar os desenhos e as músicas em uma viagem, abrindo espaço pro erro e pro improviso, mas tendo as músicas como ponto de partida e de chegada”. 

Escute Barco Futuro nas principais plataformas digitais.

RELACIONADAS

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!