Literatura, Notas

Livro mais pessoal de Valter Hugo Mãe tem edição brasileira

Change Size Text
Livro mais pessoal de Valter Hugo Mãe tem edição brasileira

A Biblioteca Azul está lançando no país Contra mim (256 páginas, R$ 54,90), o livro mais pessoal do autor português Valter Hugo Mãe. Na obra, Valter recupera a infância e parte da adolescência e torna suas memórias os temas de sua literatura. A edição brasileira tem capa com arte da artista visual Adriana Varejão e prefácio da escritora Nélida Piñon.

Com a linguagem da crônica e o estilo que seus leitores bem conhecem, elementos autobiográficos se apresentam em sequenciamento, veiculados por linguagem de períodos curtos e compostos de capítulos também curtos, mas ricos em profundidade de reflexão e sinceridade com a própria história. A materialidade da palavra é a protagonista, e a grande lente pela qual seu autor aprende a ler o mundo.

A infância retratada pelo escritor passeia por Portugal e sua história recente. Os marcos históricos são o fim do império colonial na África e a Revolução dos Cravos e seus desdobramentos. Esses fatos são pano de fundo e moldura para o retrato de um menino e sua mitologia particular.

Também estão registradas as descobertas, o contato com o corpo, a relação com o irmão morto e a influência da cultura brasileira em Portugal. Está, sobretudo, o cotidiano, que traz os seus antídotos para as adversidades. Aqui, mais que a infância de um escritor, está uma formação de alguém que se arrisca a ver o mundo sob outra ótica.

Valter Hugo Mãe é um dos mais destacados autores portugueses da atualidade. Sua obra está traduzida em muitas línguas, tendo um prestigiado acolhimento em países como Alemanha, Espanha, França e Croácia. Pela Biblioteca Azul, publicou os romances o remorso de baltazar serapião (Prêmio Literário José Saramago), o apocalipse dos trabalhadoresa máquina de fazer espanhóis (Grande Prêmio Portugal Telecom de Melhor Livro do Ano e Prêmio Portugal Telecom de Melhor Romance do Ano), O filho de mil homensA desumanização e Homens imprudentemente poéticos.

Escreveu livros para todas as idades, entre os quais O paraíso são os outros e Contos de cães e maus lobos. Sua poesia foi reunida no volume Publicação da mortalidade.

RELACIONADAS

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.