Matinal News

Apesar de situação gravíssima, Leite libera comércio aos finais de semana

Change Size Text
Apesar de situação gravíssima, Leite libera comércio aos finais de semana

O Rio Grande do Sul está entrando na sétima semana de bandeira preta. Mas apesar do nível altíssimo de risco de contágio da Covid, uma classificação feita pelo próprio governo estadual, o governador Eduardo Leite (PSDB) aumentou as flexibilizações de atividades não essenciais.

Leite retirou a restrição de horários para mercados e ampliou o funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes durante a semana, que podem atender até as 22h. Além disso, o chefe do Executivo liberou o comércio não essencial aos sábados e domingos, com o limite de atendimento presencial até as 20h (confira as novas permissões).

Leite falou em “abertura responsável” e prometeu fiscalização para garantir o cumprimento dos protocolos sanitários. Como vem ocorrendo há mais de um ano, as novas flexibilizações agradaram os lojistas, mas assustaram os pesquisadores que vêm alertando dos perigos da circulação de pessoas nas cidades durante a pandemia. 

É fato que há indicadores epidemiológicos com tendência de queda, como a média móvel de mortes no Estado, que ficou abaixo de 200 pela primeira vez em um mês. Mas isso não significa que os gaúchos podem relaxar com os cuidados contra o coronavírus, afinal, o índice segue alto – 197 óbitos – assim como a taxa de ocupação dos leitos de UTI, que ontem estava em 92,4%. Na Capital, também houve queda na ocupação dessas vagas, mas as unidades ainda operavam acima de 100% ontem.

Coordenador na Rede Análise Covid-19, Isaac Schrarstzhaupt fez novo alerta para todos os estados brasileiros. No Sul, destacou que RS e SC estão sim desacelerando, mas em patamares “altíssimos de casos”. “Aumentar mobilidade em um patamar tão alto transformará a recém conquistada desaceleração, na melhor das hipóteses, em um platô de muitos óbitos. Como temos muitos casos, é altamente possível ainda voltar a subir rapidamente”, alertou no Twitter. Outro aviso vem do novo boletim da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), que vislumbra um novo agravamento da pandemia nos próximos dias no Sul e no Centro-Oeste.

O que mais você precisa saber

RS supera a marca dos 2 milhões de doses aplicadas contra a Covid-19 – O RS superou a marca dos 2 milhões de doses aplicadas de vacina contra a Covid-19. Conforme o painel da Secretaria Estadual da Saúde (SES), 1.639.168 primeiras doses foram contabilizadas, enquanto outras 379.905 da segunda foram aplicadas no Estado. No fim de  semana, Porto Alegre deu continuidade à imunização, atendendo pessoas de 63 anos ou mais, e somente num dia mais de 6,6 mil pessoas receberam o imunizante. Nos drive-thrus, 4.459 doses foram usadas e o restante ficou distribuído nas quatro unidades de saúde. Falando em vacinação, um estudo em pré-print (ainda sem revisão por pares) aponta que a eficácia da CoronaVac é maior do que se sabia até então.

Bolsonaro mantém prestígio em alta com empresários gaúchos – Nem mesmo a piora da pandemia no País e o andamento vagaroso da vacinação tiraram o prestígio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) junto ao empresariado do Rio Grande do Sul. O chefe de Estado segue em alta na avaliação dos empresários, que consideram que ele é mais uma vítima do coronavírus e que tem feito de tudo para auxiliar o Brasil na luta contra a Covid-19. À Folha de S.Paulo, Paulo Afonso Pereira, presidente da Associação Comercial de Porto Alegre, salientou a postura pró-ativa de Bolsonaro ao ajudar a classe e o restante da população. A criação do Pronampe, programa que liberou crédito a juros baixos para micro e pequenos negócios, foi citada. A visão é de que os governos estaduais e municipais não tomaram medidas positivas, ainda que a administração de Eduardo Leite tenha anunciado iniciativas semelhantes em 2020 e 2021.

Reforma da previdência dos servidores da Capital será retomada na Câmara – A discussão do projeto da reforma da previdência dos servidores de Porto Alegre será retomada nesta semana (🔒), afirma a coluna de Rosane de Oliveira em GZH. Prioridade na gestão de Sebastião Melo (MDB), a proposta estava parada por conta de uma liminar movida pelo Sindicato dos Municipários (Simpa). O entendimento anterior era de que o conselho administrativo do Departamento Municipal de Previdência (Previmpa) pudesse analisar a mensagem retificativa ao projeto encaminhada pela prefeitura. Como o governo retirou o documento, o juiz revogou o efeito da liminar. Melo também retirou o regime de urgência, assim a discussão não irá trancar a pauta da Câmara de Vereadores novamente e ele terá mais tempo para tentar conquistar o apoio de que precisa para aprovar o projeto.

Vacina, sim

A vacinação dos servidores do IGP, do Detran e da Polícia Federal começa hoje, escalonada por idade. Os trabalhadores de apoio ao serviços de saúde com 45 ou mais já podem se vacinar em farmácias. É preciso estar atento porque, a partir de hoje, a vacinação contra a gripe vai acontecer paralelamente à da Covid. A imunização terá três etapas e vai se estender até julho. Neste vídeo do IGTV do nosso Instagram (siga o @matinaljornalismo), damos mais detalhes da nova campanha e alertamos para o período de espera entre as aplicações das duas vacinas.

Outros links:


Cultura

“Meu Pai” comove mostrando a lenta agonia da razão

Foto: California Filmes

Dirigido pelo dramaturgo francês Florian Zeller, Meu Pai concorre às estatuetas do Oscar de melhor filme, ator (Anthony Hopkins), atriz coadjuvante (Olivia Colman), roteiro adaptado (Christopher Hampton), montagem e design de produção. O drama é focado na relação entre Anthony (Hopkins) e sua filha Anne (Colman). Aos 81 anos, o idoso vive sozinho em um apartamento em Londres e recusa a ajuda de enfermeiros e cuidadores que a filha tenta lhe impor. Quando Anne resolve se mudar para Paris com seu companheiro, surge um impasse: como o pai, que sofre de sérios lapsos de memória, ficará completamente sozinho? Leia a resenha de Roger Lerina.Dirigido pelo dramaturgo francês Florian Zeller, Meu Pai concorre às estatuetas do Oscar de melhor filme, ator (Anthony Hopkins), atriz coadjuvante (Olivia Colman), roteiro adaptado (Christopher Hampton), montagem e design de produção. O drama é focado na relação entre Anthony (Hopkins) e sua filha Anne (Colman). Aos 81 anos, o idoso vive sozinho em um apartamento em Londres e recusa a ajuda de enfermeiros e cuidadores que a filha tenta lhe impor. Quando Anne resolve se mudar para Paris com seu companheiro, surge um impasse: como o pai, que sofre de sérios lapsos de memória, ficará completamente sozinho? Leia a resenha de Roger Lerina.

Agenda (🔒)

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.
Associação Cultural Vila Flores promove oficina sobre valorização do patrimônio arquitetônico e cultural, às 18h, ministrada por João Felipe Wallig, gestor do núcleo de arquitetura, e Sofia Perseu, gestora educativa do centro cultural.

Roberta Campos lançou o clipe de Me Leve pra Voar, do EP Só Conheço o Mar – relembre a entrevista de Roger Lerina com a cantora.

O cantor Thiago Ramil lançou O Andar do Tempo, segundo EP de uma série que o músico está divulgando neste semestre – conheça o projeto.
E mais.

Receba a agenda completa


Agenda do Cine Esquema Novo 2021

Às 11h, o Cine Esquema Novo (CEN) debate no YouTube e no Facebook os filmes Célio’s Circle (Diego Lisboa) e Eu Não Sou um Robô (Gabriela Lamas, Maurílio Almeida, Felipe Yurgel e Guilherme Cerón), com mediação da jornalista Adriana Androvandi. Às 17h, o debate gira em torno dos filmes Vento Seco (Daniel Nolasco), Deserto Estrangeiro (Davi Pretto) e A Chuva Acalanta a Dor (Leonardo Mouramatheus), mediado pelo crítico Daniel Rodrigues. Os cinco filmes integram a Mostra Competitiva Brasil.

Gabriel Motta (Dois Homens ao Mar) e César Meneghetti (Glauber, Claro), realizadores da Mostra Outros Esquemas, conversam com a jornalista Bruna Paulin, em mais uma live da série Abrindo os Cadernos, no Instagram, às 13h.

Imagens e práticas antirracistas é o tema do debate da pesquisadora Rosane Borges e da realizadora Mariani Ferreira, às 19h, no seminário Pensar a Imagem, com transmissão pelo YouTube e Facebook do CEN.

Como acontece em todas as noites do festival, a live Shot Esquema Novo, no Instagram, reúne realizadores, artistas e equipe do CEN em um clima descontraído, às 21h.

Todos os filmes do festival estão disponíveis de forma online e gratuita até 15 de abril. Para mais informações, acesse o site do Cine Esquema Novo.


Você viu?

O Cristo Redentor, principal cartão postal do Rio de Janeiro, terá, no RS, um “gêmeo” à altura – quer dizer, maior do que ele. Trata-se do Cristo Protetor, que está sendo erguido em Encantado, no Vale do Taquari. A nova estátua terá 43 metros; já o Cristo mais popular tem 38 metros. A construção da obra gaúcha atiçou o prefeito carioca, Eduardo Paes (DEM). O político usou o seu perfil no Twitter para fazer uma brincadeira: “Construir estátua maior é moleza! Quero ver é ter essa vista…”. No mesmo tom, o prefeito de Encantado, Jonas Calvi (PSDB), respondeu no Instagram reconhecendo a beleza do Rio e aproveitando para convidar a todos que quiserem conhecer a cidade que fica a 150 quilômetros de Porto Alegre. A construção do “Cristo gaúcho” foi iniciada ainda em 2019 e chamou a atenção depois que ganhou braços e o rosto. A conclusão está prevista para o final deste ano.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito